Iran e Ângela Melo ingressam com Ação para garantir 2ª dose da vacina

0
No entendimento dos dois parlamentares, ainda que a aplicação da segunda dose tenha sido retomada na terça-feira, 04/05, a Ação Popular segue necessária. (Foto: André Moreira/PMA)

Preocupados com a suspensão e o atraso na imunização da população de Aracaju, o deputado estadual Iran Barbosa e a vereadora Professora Ângela Melo, ambos do PT, ingressaram com uma Ação Popular na Justiça federal, em face da União, para que sejam asseguradas doses suficientes para conclusão do esquema vacinal de todos os aracajuanos e aracajuanas que já receberam a primeira dose da Coronavac.

Dentre as motivações da Ação Popular está o fato de o processo de vacinação na capital sergipana – que já tem sido moroso – ter sido suspenso duas vezes, por falta de imunizantes. O mais recente episódio aconteceu há uma semana quando, por meio de divulgação em seus canais de comunicação, a Prefeitura de Aracaju informou que “estava temporariamente suspensa a aplicação da segunda dose da vacina Coronavac”, que deveria ocorrer a partir da quinta-feira, 29/04.

Vale ressaltar que a recomendação, tanto do laboratório que produz a Coronavac quanto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, é de que o prazo entre a aplicação das duas doses deve ocorrer em 28 dias, de modo a obter-se uma resposta imune adequada para a prevenção da covid-19.

No entendimento dos dois parlamentares, ainda que a aplicação da segunda dose tenha sido retomada na terça-feira, 04/05, a Ação Popular segue necessária, especialmente por dois fatos: o quantitativo de imunizantes recebidos é apenas para as pessoas que receberam a primeira dose em 1 e 2 de abril; e, de acordo com o Oficio 34/2021, enviado pela Prefeitura de Aracaju ao Ministério da Saúde, 11.893 pessoas foram diretamente impactadas pelo atraso.

Em diferentes oportunidades, o prefeito de Aracaju argumentou que, visando a ampliação da vacinação contra a covid-19, optou-se pela aplicação da primeira dose no maior quantitativo possível de pessoas, sob promessa do Governo Federal da garantia de novos lotes em tempo hábil.

Buscando minimizar possíveis danos que venham a surgir por conta de mais atrasos na segunda dose, o que acarretaria o comprometimento da saúde dos idosos e maior utilização de recursos públicos, Iran Barbosa e a Professora Ângela Melo propõem na Ação Popular que “devem ser disponibilizadas, o mais rápido possível, todas as doses necessárias para a conclusão do ciclo dos 11.893 aracajuanos e aracajuanas que foram prejudicados pelo atraso na imunização”.

No documento da Ação Popular, os dois parlamentares enfatizam que “não restam dúvidas de que o quantitativo de doses que vêm sendo distribuídas a Aracaju não são, nem de longe, o suficiente para, no mínimo, não permitir o atraso na aplicação da segunda dose, principalmente em idosos”.

Iran e Ângela alertam ainda que “Aracaju permanece, apesar da última remessa do dia 2 de maio, sem estoque suficiente dessa vacina para garantir que se complete o programa de imunização de seus munícipes, de modo que não há garantia de aplicação da segunda dose dentro do prazo estipulado pelos laboratórios fabricantes para as pessoas que tomaram a primeira dose a partir de 3 de abril”.

Na Ação, o deputado e a vereadora chamam a atenção também para possíveis impactos na saúde das pessoas prejudicadas pelo atraso entre a primeira e a segunda dose. “A perda do prazo para recebimento da segunda dose não só pode trazer riscos à saúde física, visto que não há, por enquanto, estudos suficientes que comprovem o contrário, como também à saúde mental, deixando a população idosa ainda mais vulnerável, em decorrência da frustração da expectativa de se verem completamente imunizadas”.

SMS

O Portal Infonet entrou em contato com a assessoria da Secretaria de Municipal de Saúde (SMS) que informou que ainda não foi notificada.

Fonte: Assessorias de Comunicação da Vereadora Professora Ângela Melo e do Deputado Estadual Iran Barbosa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais