João: coligação com Albano e Valadares

0

O ex-governador reuniu a imprensa e afirmou que colocará seu nome como candidato / Foto:Portal Infonet
Na tarde desta terça-feira, 29, o ex-governador João Alves Filho, reuniu a imprensa e falou sobre as pretensões para as próximas eleições. Em clima de descontração o ex-governador respondeu diversas perguntas dos repórteres e disse por várias vezes que não gostaria de entrar em polêmica, mas não deixou de criticar os políticos que dizem abertamente que são candidatos.

“Não estou em dia de polemizar, mas fui consultar uma das maiores autoridades do TRE em Sergipe e ele me garantiu que afirmar que é pré-candidato pode ser passível de cassação. Estou me sentindo prejudicado porque todos dizem que serei candidato”, observou o ex-governador, ressaltando que os democratas terão um representante.

“Posso dizer com muita clareza que a executiva dos democratas não abre mão de ter um candidato a governador. Na hora em que o TRE liberar quero colocar meu nome a disposição da convenção do partido para que eles decidam o melhor nome”, explica.

Imprensa e politicos estiveram presentes a coletiva / Foto:Portal Infonet
Albano e Valadares

Questionado sobre um possível chapão entre o deputado federal Albano Franco (PSDB) e o senador Valadares (PSB), o ex-governador João Alves foi claro ao afirmar que não tem inimigos políticos. “Entendo que adversário é um cidadão que pensa em determinado momento de maneira diferente. Albano e Valadares não são meus inimigos. Ainda continuo mantendo a política que os mais sábios passaram para nós que político não é inimigo”, disse João Alves.

Marcelo Déda

O ex-governador destacou que respeita a enfermidade do governador e disse que deseja a sua recuperação. “O governador está enfermo e todos devem respeitar a sua condição, espero vê-lo com toda disposição e garra, porque essa é a forma que a gente faz política”, destacou.

Presidência

João esclareceu que o DEM já tem candidato para apoiar nas próximas eleições para presidente da república. “José Serra será nosso candidato. Essa aliança será feita em todos os Estados brasileiros”, disse.

João Alves ouviu atentamente todos os questionamentos e respondeu a todos / Foto:Portal Infonet
PT

Quanto à forma que o PT faz política João Alves não poupou criticas quando falou sobre os escândalos de corrupção envolvendo membros do partido dos trabalhadores. “A diferença entre os democratas e o PT é que o PT promove os corruptos, justificando a corrupção daqueles que levam dinheiro na cueca, enquanto que o DEM expulsa como no caso do nosso único governador que foi o de Brasília que foi expulso do partido”, conta.

Coligação

Ao falar sobre coligação João Alves deixou claro que até o momento tem compromisso com dois partidos. “Nesse momento não estou preocupado com coligações tenho apenas dois partidos que são o PP e o PSBD que já são certos”, adiantou.

Campanha

Mesmo sem dizer que é pré-candidato, João Alves destacou a necessidades do povo sergipano. “Estou visitando cerca de três a quatro povoados por dia, você não tem idéia de como as pessoas simples tem as melhores idéias. Mas nessa minha caminhada sinto uma ausência generalizada do governo”, finaliza.

Por Kátia Susanna

Comentários