Lignum: MP apura suposto desvio de verbas em Aracaju e Laranjeiras

0

A Operação Lignum, conduzida pela 6° Procuradoria de Justiça Criminal do Ministério Público de Sergipe (MP/SE) com auxílio do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), foi deflagrada na manhã desta quarta-feira, 15. Suas equipes técnicas, somadas aos policiais do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc) e da Agência Central de Inteligência (ACI) cumpriram mandados de busca e apreensão em endereços diversos residenciais, empresariais e de órgãos públicos nos municípios de Laranjeiras e Aracaju.

A Operação apura suposto desvio na aquisição de portas, peças de madeiras e outros materiais e insumos de construção, os quais em tese deveriam ser destinados à reforma de escolas porém nunca chegaram ao destino.

As investigações correm em sigilo e são um desdobramento de outra investigação anterior conduzida pelo Ministério Público Estadual, que veio à tona por meio da Operação Cítrus, que investiga supostos desvios de recursos públicos destinados à aquisição de medicamentos e insumos de saúde.

Não há, no momento, mandados de prisão a serem cumpridos. E as equipes do Ministério Público e da Polícia estão divididas nos 09 alvos abrangidos pela ordem judicial de inspeção, buscas e apreensões.

Prefeitura de Laranjeiras

Por meio de nota, a defesa de Paulo Hagenbeck, prefeito do município de Laranjeiras, informou que o gestor e o Município prontamente apresentaram os documentos solicitados, existindo plena colaboração com os Promotores de Justiça responsáveis pela operação; e que ele coloca-se à disposição das autoridades constituídas para ofertar quaisquer informações necessárias, sendo seu propósito cooperar com as instituições.

A defesa esclareceu também que as fotografias de dinheiro, joias e outros objetos apreendidos veiculadas na imprensa não foram encontrados ou apreendidos em poder do prefeito ou da municipalidade.

A nota diz também que a defesa e o prefeito de Laranjeiras possuem plena confiança no Poder Judiciário do Estado de Sergipe, foro competente para apresentar os esclarecimentos necessários no momento processual adequado.

 

Fonte e fotos: MP/SE

 

A matéria foi alterada às 15h55 para acréscimo de nota enviada pela defesa da Prefeitura de Laranjeiras.
Comentários