“Marcelo Déda está mal informado”, diz João Alves

0

João Alves é entrevistado por jornalistas no Cabaré de Quinta (fotos: Diógenes Di)

O prefeito João Alves Filho lembra ao governador Marcelo Déda que o projeto de contenção para reter o avanço das águas na avenida Beira Mar,  no bairro 13 de Julho, foi feito pelo governo antecessor- no caso, o ex-prefeito Edvaldo Nogueira, seu aliado, e acrescenta que os mesmos técnicos que fizeram o estudo para esse projeto proibiram a passagem de trios elétricos no último Pré-Caju.

“O governador está mal informado sobre a questão da 13 de Julho. Aprendi a admirar Marcelo Déda pela força e coragem de continuar trabalhando. Não estou aqui pra incendiar. Hoje mesmo tentei falar com ele, mas não consegui. Não quero julgar a competência de Genival Nunes, mas o que ele disse hoje foi fora da realidade”, completa João Alves, ao responder jornalistas na abertura do terceiro ano do Cabaré de Quinta.

Negando-se a comentar as alfinetadas de Marcelo Déda ,- quando este pediu que o seu secretário Eduardo Matos [meio ambiente] baixasse a bola-, João continou com o discurso de paz entre os governos ao confirmar a parceria no PAC e obras na capital. “Todas as obras que o governador esta fazendo e que necessitaram da autorização da prefeitura foram autorizadas. Não houve uma só obra com problemas. Nós somos homens de bom senso e não há conflito nesta questão”, ressalta.

Proinveste

Público compareceu a abertura do terceiro ano do Cabaré

De concreto na parceria com o Governo do Estado, João Alves citou que Aracaju receberá verbas do Proinveste e que o governador está realmente comprometido em trabalhar “a quatro mãos”. “Existe um clima de harmonia, não houve nenhum confronto e quero manter este quadro. Pedi uma audiência ao ministro da Saúde quando esteve recentemente em Aracaju e, depois de muita insistência, o mesmo disse que só me daria dez minutos para eu relatar todos os problemas da saúde de Aracaju. E governador ligou na minha frente tentando intervir”, exemplifica.

Obras

Sobre as obras de infraestrutura nos bairros, João Alves ressalta as ações previstas na avenida Juscelino Kubitschek, no bairro Santa Maria. E também o plano de revitalização da favela no bairro Coqueiral. Ele informa a necessidade de construir novas casas no bairro 17 de Março para atender a quantidade de pessoas, que é maior do que havia previsto.
Sobre o molhe da Coroa do Meio, o prefeito alega que apesar da Prefeitura Municipal de Aracaju ter o direito de fazer a obra sem fazer consulta de preços, a mesma foi feita. “Seis empresas participaram desta disputa, a vencedora a foi a FM transporte e o valor é aproximado a quatro milhões de reais”, diz o secretário Luiz Durval.

Samu

Ao ser questionado sobre a responsabilidade do Governo do Estado sob o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do por que da PMA ainda estar custeando alguns serviços, o prefeito explicou que algumas questões entre o governo do estado e prefeitura estão pendentes. “O Samu é um destes exemplos. O serviço é de responsabilidade do governo do estado, mas estamos assumindo algumas etapas. Temos uma série de pendências com o governo e esta é uma delas. Posso dizer que já temos até um bom crédito com o governo do Estado, mas tudo será resolvido”, tranquiliza.

Déficit habitacional

Ao falar do déficit habitacional, João enfatizou que existe um grave problema que dificulta o trabalho neste quesito. “Atualmente o solo urbano de Aracaju está nas mãos de poucos empresários e o custo de um terreno é desproporcional. Vou tomar medidas brevemente. Temos umas áreas que já estão sendo estudadas”, promete.

Eleição

João Alves Filho disse que mesmo sendo cedo para se falar de eleição, ele não pretende ser candidato ao Governo do Estado em 2014. “Eu pretendo ser um excelente prefeito de Aracaju”, diz, esquivando-se em responder se irá apoiar o grupo Amorim para governo do Estado no próximo pleito. “Está muito cedo para conversar sobre este assunto. Aprendi muito com Tancredo Neves – política só se faz com a realidade do dia e além disso o senador Eduardo Amorim nunca me disse que é candidato”.

Por Raquel Almeida

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais