Mardoqueu destaca produção de mel em SE

0

O deputado estadual Mardoqueu Bodano (PRB) ocupou a tribuna na Assembleia Legislativa, na manhã de hoje, 10, para voltar a destacar a queda na produção de mel em Sergipe devido à seca que castigou muitos apicultores e agricultores. O parlamentar voltou a destacar o 1º Congresso Nordestino de Apicultura e Meliponicultura, que aconteceu entre os dias 4 a 6 deste mês, na cidade de Salvador (BA). Ele esteve representando o Poder Legislativo no evento, que contou também com a participação de 54 apicultores de Sergipe.
 
Em plenário, o deputado apresentou uma série de slides tratando da proporcionalidade populacional brasileira. Mardoqueu falou do fenômeno do êxodo rural registrado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a partir da década de 1970. “Em 1970, a população residente no campo era de 44,06%. Já em 2000 esse índice caiu para 18,75%. O responsável pelo crescimento do êxodo rural é justamente as dificuldades encontradas pelo homem do campo”, disse.
 
“A apicultura é um meio de agricultura familiar que impede a saída do homem do campo para as grandes metrópolis. O cultivo do mel ajuda o ser humano e a preservação da flora brasileira, através da polinização. O pólen ajuda no reflorestamento. Caso contrário, desaparecem as abelhas, os animais e, inclusive, os serem humanos”, completou.
 
Em seguida, Mardoqueu informou que nos próximos dias 16, 17 e 18 acontece em Roma, na Itália, a Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar, encontro em que líderes de todos os países discutirão a crise de fome que assola o planeta. “A situação é crítica. Em 2009, pela primeira vez, o número de subnutridos passou de 1 bilhão, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). O representante da FAO na América Latina e Caribe, José Graziano da Silva, está propondo a adoção de programas semelhantes ao Fome Zero em outros países e defende a agricultura familiar”.

Comentários