Número de detidos pela polícia chega a 40 e R$63 mil são apreendidos

0
Dinheiro e material de campanha apreendidos pela polícia (foto: Ascom TRE)

Subiu para 40 o número de pessoas presas pela Polícia Militar (PM) por conta de crimes eleitorais. Ao todo, foram apreendidos mais de R$63 mil que, supostamente, seriam utilizados para compra de voto.

Os casos aconteceram em 19 cidades: Aracaju, Brejo Grande, Canindé de São Francisco, Capela, Cumbe, Frei Paulo, Itabaiana, Itabi, Lagarto, Laranjeiras, Neópolis, Nossa Senhora do Socorro, Pirambu, Propriá, Riachão do Dantas, Santa Luzia do Itanhy, Santo Amaro das Brotas e São Cristóvão.

De acordo com o coronel Paulo César Paiva, comandante da operação de segurança nas eleições, a maioria dos casos de prisões são por suspeitas de compra de voto, transporte ilegal de eleitores e propaganda irregular. “Essas pessoas são levadas para as delegacias de Polícia Civil das cidades. Se não houver plantão, vão para as mais próximas. Em Itabaiana, são levadas a um posto da Polícia Federal”, explica.

Crimes eleitorais em Itabaiana

Três dos cinco presos em Itabaiana foram soltos após pagar fiança de R$10 mil cada uma. O valor foi fixado pelo delegado da PF que está no local. Os outros dois continuaram detidos: um por porte ilegal de arma de fogo e outro porque já tinha antecedentes criminais.

MPF de olho

A procuradora eleitoral Eunice Dantas afirmou que o Ministério Público Federal (MPF) está de olho nas suspeitas de compra de voto por cabos eleitorais na capital e interior do Estado. Segundo ela, o MPF irá pedir provas para averiguar o envolvimento de candidatos nas práticas ilícitas.

Por Victor Siqueira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais