Prefeitos sergipanos lamentam redução de 19% no FPM

0

Galerias ficaram lotadas (Foto: Divulgação T.Dantas)

Prefeitos dos municípios em estado de emergência por conta da seca participaram na manhã desta segunda-feira, 13, de uma reunião no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe. Eles lamentaram a redução de 19% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“Os municípios estão organizados no Nordeste inteiro para cobrar do Governo Federal os investimentos que foram anunciados para os municípios em situação de emergência. Nós tivemos 19% de queda no FMP, então se a presidente Dilma Rousseff mantém o IPI reduzido até dezembro, é um direito dela, só que a parte do imposto que vinha para os municípios foi cortado. A gente pede que ela possa compensar esses recursos. Nós vamos conversar com os deputados para pedir essa força para que eles interfiram junto aos deputados federais que estão hoje no Estado”, ressalta o prefeito de Poço Redondo, Roberto Araújo (PT).

Fábio Henrique cumprimenta prefeitos na porta da Assembleia (Fotos: Portal Infonet)

De acordo com o prefeito de Poço Verde, Thiago Dória (PSB), as chuvas amenizaram a situação do município. “As chuvas chegaram, mas somente água não resolve. A perda do gado é muito grande, chegou a água, mas não chegou a comida”, destaca.

O presidente da Associação dos Municípios da Região do Vale do Cotinguiba e do Japaratuba e prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique (PDT), prestou solidariedade aos prefeitos dos municípios castigados pela seca.

“A gente está aqui para se solidarizar com os colegas prefeitos e discutir o problema mais grave que é a concentração de 65% de recursos nas mãos da União. O FPM vem caindo cada vez mais e os municípios pedindo socorro, literalmente”, lamenta Fábio Henrique.

Roberto Araújo lamenta redução do FPM

Thiago Dória, prefeito de Poço Verde

O presidente da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES) e prefeito de Monte Alegre, Antonio Rodrigues, o Tonhão (PSC), terá uma reunião nesta terça-feira, 14, em Brasília quando entregará um relatório à Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, sobre a situação e à tarde, terá audiência com os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB) e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais