Servidores do Judiciário protestam contra reajuste de 3,56%

0
Protesto ocorreu durante concerto natalino do Sindijus (Fotos: Portal Infonet)

Os servidores do Poder Judiciário Sergipano realizaram um ato na noite desta quarta-feira, 12, durante o Concerto Natalino do TJSE, na praça Fausto Cardoso, para protestar contra o projeto de lei que concede um reajuste salarial de 3,56% à categoria.

Placas utilizadas no protesto

Os servidores utilizaram placas com a frase “Que justiça é essa que só atende aos de cima?”, para demonstrar a indignação com o reajuste dado aos magistrados, cujos salários são considerados altíssimos, frente a proposta de revisão salarial de 3,56% proposto pelo TJSE à categoria.

“Vimos há poucos dias um aumento que ocorreu no Judiciário Nacional e que teve um efeito cascata em todo o país. Em Sergipe, o teto foi para R$ 35 mil, valor que é muito maior do que aquele que os trabalhadores recebem o ano inteiro. Então, isso choca a sociedade e a categoria que a trabalha lado a lado com esses magistrados, que também são servidores, mas recebem salário completamente diferentes da realidade, sobretudo em Sergipe, onde a média salarial dos servidores é uma das menores remunerações do judiciário brasileiro. Acreditamos que esse tratamento diferenciado confirma que a campanha nas ruas está certa, na medida em que questiona, que justiça é essa que só atende aos de cima?”, detalha Plínio Pugliesi, coordenador de Assuntos Jurídicos do Sindijus.

Plínio Pugliesi, coordenador de Assuntos Jurídicos do Sindijus.

O projeto de lei que prevê reajuste salarial de 3,6% aos servidores do Poder Judiciário foi enviado pelo TJ à Alese. A expectativa é que que o projeto seja apreciado pelos deputados estaduais no dia 19 de dezembro, data em que é prevista a votação de todos os projetos pendentes na pauta do parlamento.

O TJ alega que o benefício visa minorar os efeitos da inflação para os trabalhadores. Já o Sindijus diz que que pleiteava uma correção salarial de cerca de 16% e possuía mais 20 itens em uma pauta de negociação, como melhoria de condições de trabalho e na carreira.

Por Verlane Estácio

Comentários