Sessão especial na Câmara celebra 50 anos da UFS

0
Sessão especial na Câmara celebra 50 anos da UFS (Foto: Portal Infonet)

Com 50 anos de história, a Universidade Federal de Sergipe (UFS) foi tema de uma sessão especial, na manhã desta segunda-feira, 13, na Câmara de Vereadores de Aracaju. O objetivo foi reforçar os laços entre a sociedade e instituição, além de relembrar seu surgimento, processo de crescimento e dar destaque à união com a sociedade.

A iniciativa foi do vereador Élber Batalha (PSB), que convidou o reitor Ângelo Antoniolli para participar, além de pró-reitores e outros profissionais que fazem a instituição. “A universidade pública brasileira tem uma história recente comparada a outras do mundo. Há 50 anos, iniciou em Sergipe a federalização do ensino superior. Passaram e passam pela Universidade as grandes lideranças do nosso Estado. A formação de profissionais de extrema competência. Temos políticas públicas muito bem definidas. Isso faz com que a Universidade busque responder a contento as necessidades de inclusão e permanência dos nossos alunos. Saímos de um campi e viramos multicampi”, destacou o reitor.

Atualmente, a UFS conta com mais de 30 mil alunos, 1.500 professores e seis campus: São Cristóvão, Aaracaju, Lagarto, Nossa Senhora da Glória, Itabaiana e Laranjeiras. “Começamos a esboçar em Sergipe um pertencimento maior da nossa sociedade. Isso passa a melhorar as respostas em todos os níveis. Passamos de 160 doutores, em 2006, para 1.100. As pesquisas começaram a acontecer com muita intensidade”, frisou Antoniolli.

A instituição surgiu da união de escolas superiores, como a Faculdade de Ciências Econômicas, Escola de Química, Faculdade de Direito, Faculdade Católica de Filosofia, Escola de Serviço Social e Faculdade de Ciências Médicas.

O vereador Elber Batalha, ex-aluno da instituição, celebrou a existência da UFS. “É um milagre o que a educação fabrica na vida das pessoas. […] As pessoas devem defender uma universidade livre e independente, com um campo de criação e ciência que a preservem de todo e qualquer ataque, e seja incorporada à vida de todos nós como um patrimônio efetivo”, frisou.

Por Victor Siqueira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais