Aumento de mortes em Sergipe liga o alerta para leishmaniose visceral

0

Em cinco anos, o crescimento de mortes provocadas pela infecção da leishmaniose visceral (calazar) em Sergipe foi de 200%. Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2013 eram 3 casos de óbitos. Em 2018, até o momento, já são 9 óbitos confirmados. Nos últimos quatro anos os números de mortes no estado têm variado entre 9, 10 e 11. Nossa reportagem levantou dados que mostram a preocupante situação da região Nordeste, com alto grau de infestação. Em bairros de Aracaju, não é difícil encontrar cães de ruas com indícios da leishmaniose visceral.

Confira a reportagem completa no vídeo:

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais