Brinquedoteca é inaugurada no Cemar do bairro Siqueira Campos

0
Inauguração da Brinquedoteca do Cemar Siqueira Campos proporciona acolhimento e felicidade (Foto: Marcelle Cristinne)

Sabe aquela sensação de dever cumprido? Ela era notada no semblante da equipe do Serviço de Atenção Especializada a Pessoas Vivendo com HIV/Aids. Na tarde desta segunda-feira, 29, foi inaugurada a Brinquedoteca “Amiguinhos da Vida”, do Centro de Especialidade Médica (Cemar) Siqueira Campos. A iniciativa foi promovida pela Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Saúde.

O colorido encantava a todos. Dava até vontade de brincar. Para a fundadora do Movimento Nacional das ‘Cidadãs Positivas em Sergipe, Georgina Machado, que faz o tratamento no Cemar há 20 anos, o ambiente voltado para as crianças era um anseio de quem utiliza o serviço. “Para nós é uma vitória. Esse espaço vai ajudar a distrair a garotada. Enquanto as mães esperam o atendimento, elas ficam brincando. Estamos satisfeitas”, ressaltou.
Para a coordenadora da Rede Especializada, Maria Auxiliadora Teles de Brito, a inauguração do ambiente representa a realização de um sonho. “Estamos todos felizes por ver a brinquedoteca montada. Este é um momento especial para todos nós. Esse espaço, por mais que seja um espaço de saúde, traz um acolhimento para quem precisa do serviço. A secretária da saúde, Waneska Barboza, sempre prezou pelo bom atendimento na rede”, afirmou.
 
Solidariedade
A inauguração contou com o apoio de parceiros, entre eles o Colégio Master, da Rede particular de Ensino de Aracaju.  Boa parte dos brinquedos foi coletada por alunos do Ensino Médio, durante o Festival de Artes da instituição. “Nesse festival, os estudantes apresentam trabalhos artísticos e socioculturais. A turma se envolveu profundamente no projeto e o resultado foi a brinquedoteca. Todos ficaram encantados, pois era algo fascinante que unia afeição, carinho e profissionalismo, contou o coordenador do curso de Artes do Colégio Master, Milton Gomes Coelho.
Quem também participou da inauguração e acompanhou o passo a passo do projeto, foi o coordenador do Programa Estadual de DST/Aids, Almir Santana. “Eu me somei a esta campanha por entender a importância do local para essas crianças. São esses gestos que aumentam a autoestima das pessoas assistidas, dos pais e das crianças. Estou imensamente feliz por ver esse sonho concretizado”, colocou.
Dados
 
De acordo com dados do Programa Municipal de IST/Aids e Hepatites Virais, são atendidas atualmente no Cemar Siqueira Campos, dez crianças com HIV, 44 com Aids e 155 crianças expostas – aquelas que são a acompanhadas até os 18 meses de vida. Além dessas, passam pelo Cemar crianças que convivem com mães soropositivas.  “Quando a mãe vem para o atendimento, ela traz o filho. Então, esse é um espaço lúdico para ajudar na convivência das crianças e que vai possibilitar autonomia para elas. Isso é muito importante”, destacou a coordenadora do Programa Municipal de IST/Aids e Hepatites Virais, Débora Oliveira.

 

Comentários