Sergipe registrou quatro casos de sarampo em 2018

0
No intervalo de um ano, Sergipe registrou quatro casos de sarampo (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em 2018 foram registrados mais de 10 mil casos de sarampo no país, já em Sergipe foram contabilizados quatro pacientes diagnosticados com a doença. Em 2019, mesmo com apenas 15 dias, não houve nenhuma nova notificação da doença no Estado.

Atualmente, dois estados enfrentam surtos: o Amazonas com mais de 9,7 mil casos registrados, e Roraima, com 355. Em território sergipano, foram três casos em Aracaju e um na cidade de Riachão do Dantas. A doença foi contida e não evoluiu em nenhuma das situações.

Mércia Feitoza explica que retorno de doenças erradicadas é preocupante (Foto: SES)

A diretora de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Mércia Feitoza, destacou que o retorno de uma doença até então erradicada é um grande problema. “O sarampo teve o certificado de eliminação em 2016. Quando a gente enxerga coberturas ruins, abaixo do preconizado, que é de 95%, levanta essa preocupação de que qualquer doença imunoprevenível pode retornar. A gente vem fazendo essa discussão, trazendo orientação aos municípios. Se alguém de fora chega no Brasil com a doença em local que há cobertura vacinal abaixo do ideal, essa possibilidade de novos casos surgirem é alta”.

Os sintomas da doença são semelhantes a outras viroses comuns, como febre, coriza, manchas no corpo, tosse e até conjuntivite. “Febre com tosse e manchas pelo corpo pode ser um caso suspeito. Hospitais continuam alertas para haver notificação de pessoas com sintomas compatíveis. Se não houver complicações, o quadro de saúde evolui normalmente”, comentou Mércia.

Portanto, para evitar novos casos de sarampo, a saída é mesmo a vacinação. Devem receber a primeira dose da imunização crianças de um ano e a segunda dose aos 15 meses. Adultos de 20 a 49 anos também devem tomar a vacina novamente. As vacinas estão disponíveis em qualquer unidade básica de saúde do Estado.

Entre janeiro do ano passado até janeiro deste ano, foram distribuídas 15,5 milhões de doses da vacina tríplice viral em Sergipe e nos estados de Rondônia, Amazonas, Roraima, Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Distrito Federal.

Por Victor Siqueira
Com informações da Agência Brasil

Comentários