Secretaria Estadual de Saúde intensifica vigilância às arboviroses

0
Sidney Lourdes Cesar Souza Sá, gerente do Núcleo de Endemias da Vigilância Epidemiológica do Estado (Foto: SES)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da gerência do Núcleo de Endemias da Vigilância Epidemiológica do Estado, prepara ações de apoio aos 75 municípios sergipanos que, com a proximidade do verão irão intensificar as ações de controle e prevenção do vetor causador das arboviroses. Nesta quarta- feira, 7, haverá uma videoconferência com o Ministério da Saúde (MS) para discutir sobre a mobilização nacional que é solicitada a todos os estados e municípios no mês de novembro. Participarão do encontro online a Vigilância Epidemiológica e a Sala Estadual de Situação.

De acordo com a gerente do Núcleo de Endemias da Vigilância Epidemiológica do Estado, Sidney Lourdes Cesar Souza Sá, até o momento, os números indicam que as três arboviroses, Dengue, Chikungunya e Zika, estão sob controle. “De agora em diante a preocupação redobra porque começa o verão, começa o calor, começam as chuvas fora de hora, então é necessário que agora, mais precisamente nesses meses que antecedem, realmente, o período mais quente do ano, que é o início do próximo ano, janeiro, fevereiro, os meses mais quentes, que os gestores municipais precisam estar atentos aos trabalhos que devem ser realizados”, informa Sidney.

Ainda neste mês de novembro, será realizado o último levantamento de índices de infestação a fim de verificar como está, realmente, a situação do vetor causador das arboviroses. “A partir desse levantamento de índice e dos locais onde aparecer mais alto, é que os gestores municipais, junto com as suas equipes de saúde, tomarão as medidas de prevenção tais como, controle do vetor, intensificar ações de educação e saúde, intensificar a conversa com a população, apresentar à população o resultados dos índices para que tenha ciência da localidade em que está ocorrendo o maior número de vetor e, consequentemente, onde pode haver aumento do número de pessoas doentes” explica a gerente.

Em Sergipe a mobilização solicitada pelo Ministério da Saúde (MS) será no início de dezembro e é esperada a adesão dos 75 municípios, pois, quanto maior o número de municípios mobilizados num só momento e na mesma data, muito melhor para o Estado manter a situação controlada. “Nessa semana estamos realizando novamente um encontro com os municípios das regionais, agora vêm os da regional de Propriá e Estância, que é o momento em que a vigilância está tocando no assunto da importância de estar intensificando as ações. Nós já estamos trabalhando porque esse é um período que antecede o maior pico de temperatura, época que o mosquito gosta e se reproduz em menos tempo. Como gestão estadual apoiamos os municípios nas ações e, se for realmente necessário, fornecemos também os inseticidas e o carro fumacê”, conclui Sidney.

Fonte: SES

Comentários