SES realiza oficina sobre prevenção com comunidade Kariri-Xocó

0
O gerente do Programa IST/Aids, Almir Santana, revela que a Sífilis é uma infecção que vem causando preocupações (Foto: arquivo Portal Infonet)

Com a intenção de levar à população ações propondo métodos de prevenção, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), através do Programa IST/Aids, dialoga continuamente com diversos setores.

Desta vez, a convite do Departamento de Saúde Indígena de Alagoas, o Programa da SES realizará nesta quarta-feira, 4, na comunidade indígena Kariri-Xocó localizados na região do baixo São Francisco, no município alagoano de Porto Real do Colégio, atividades direcionadas aos moradores da aldeia, assim como profissionais de saúde da região.
A agenda está dividida em duas partes: a partir das 8h será realizada uma roda de conversa com os profissionais de saúde, com objetivo de dialogar principalmente sobre a Prevenção Combinada e a Sífilis; já no período da tarde, o foco é a comunidade indígena. O gerente do Programa IST/Aids, Almir Santana, revela que a Sífilis é uma infecção que vem causando preocupações. “A Sífilis tem aumentando bastante entre os índios, por isso é de grande importância esse encontro para orientar essas pessoas”, diz.
O gerente explica, ainda, o porquê considera importante dialogar também sobre a Prevenção Combinada. “Hoje não é só a camisinha que previne, os medicamentos antirretrovirais, quando usados corretamente, diminui a carga viral, e com isso reduz a transmissão para outras pessoas. Na Cultura indígena não tão fácil o uso da camisinha, então a Prevenção Combinada passa a ser uma opção”, salienta Almir.
O diálogo é melhor forma de estimular a prevenção, afirma Almir Santana. Levar informação à população traz sentimentos imensuráveis. “Há um respeito muito grande pelo Programa IST/Aids, ser referência em outros estados mostra que estamos no caminho certo e é muito gratificante”, finaliza.
Fonte: SES
Comentários