Uso de aditivos alimentares contendo alumínio está proibido

0
Pães e biscoitos são alguns dos alimentos que podem conter alumínio (Foto: Pixabay)

A Rede de Vigilância Sanitária e Ambiental (Revisa) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em conformidade com as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), informa à sociedade que os produtos industrializados cujas composições contenham alumínio como aditivo deverão  ter suas fórmulas alteradas.

Alguns exemplos de alimentos diretamente afetados pelas novas regras e que deixarão de conter aditivos alimentares à base de alumínio são os corantes de superfície de confeitos, queijos processados ou fundidos, sopas, fermento químico presente em farinhas, massas para pastéis e pizza, além de pães e biscoitos.

Segundo o gerente de Alimentos e Produtos Veterinários da Revisa, Juliano Pereira, essa determinação da Anvisa consta da Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) nº 285/2019, a qual proíbe o uso de aditivos alimentares contendo alumínio. “O alumínio entra como um componente na fabricação que tem a função de aumentar o tempo de vida útil do produto, então funciona como um conservante”, explicou o gerente.

Essa suspensão da Anvisa foi realizada com base em estudos internacionais de um comitê específico vinculado à Organização Municipal de Saúde (OMS) e à Organização das Nações Unidas (ONU). “Tendo como base esses estudos, a Anvisa suspendeu também o uso aqui no Brasil. Por conta da publicação da RDC todas as indústrias que fazem uso destes aditivos têm o período de um ano para suspenderem o uso”, explicou Juliano, ao destacar que, após esse prazo, as ações de fiscalização serão iniciadas.

O gerente de Alimentos e Produtos Veterinários da Revisa alerta quanto ao motivo da suspensão dos produtos que utilizam tais aditivos. “Vale lembrar que não há um risco imediato para o consumo de alimentos neste período de um ano. Esta proibição é uma prevenção de um agravo futuro à saúde dos consumidores, porque seria algo cumulativo. Além disso, ressaltamos que, não só esses aditivos são utilizados, existem outros aditivos que têm a segurança comprovada, até o momento, por órgãos internacionais e pela própria Anvisa e são usados nos mais diversos produtos e alimentos”, ressaltou.

Fonte: SMS

Comentários