SMTT diz que 124 mil multas foram aplicadas em Aracaju no ano de 2018

0
A maioria das infrações diz respeito ao avanço do sinal vermelho, excesso de velocidade, uso do aparelho celular enquanto dirige, e a falta do uso de cinto de segurança (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

O ano de 2018 terminou com aproximadamente 124 mil multas aplicadas na capital pela Superintendência Municipal de Transportes Terrestres (SMTT). Desse total, a maioria das infrações diz respeito ao avanço do sinal vermelho, excesso de velocidade, uso do aparelho celular enquanto dirige, e a falta do uso de cinto de segurança.

Segundo o diretor de trânsito da SMTT, Thiago Alcântara, a atuação das multas se divide em duas modalidades: as que são feitas através de equipamentos eletrônicos, como radares de velocidade, e as que são registradas por agentes de trânsito. “O número é alto assim porque há muita reincidência, isto é, condutores que são multados mais de uma vez por cometer a mesma infração”, explica.

O diretor Thiago Alcântara deixa claro que a arrecadação da multa é “algo secundário” (Foto: Portal Infonet)

O diretor também deixa claro que a arrecadação da multa é “algo secundário”. Para ele, o mais importante é o ato de conscientização que há por trás do valor da multa de cada infração. “Nós lidamos com vidas. É preciso que as pessoas entendam o quão importante é respeitar nas normas de trânsito”, avalia. “A SMTT tem que fiscalizar, se não facilita para os infratores”, acrescenta.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir enquanto faz uso do celular é considerada infração “gravíssima” e passível de multa de R$ 293,47, além de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). No entanto, essa infração também vem sendo recorrente no Estado. “As pessoas têm que entender que não estão colocando somente suas vidas em risco, mas também a de outros condutores e pedestres”, destaca.

por João Paulo Schneider 

Comentários