Guarda de Lagarto aumenta em 30% recuperação de veículos roubados

0
Apreensão de armas de fogo pelos servidores municipais cresceu 35% entre 2017 e 2018 (Foto: Prefeitura de Lagarto)

O trabalho da Guarda Municipal de Lagarto tem ganhado destaque nos últimos dois anos. E os números falam por si: entre 2017 e 2018, o total de apreensão de armas de fogo cresceu 35%. Já a recuperação de veículos roubados aumentou, no mesmo período, 30%. Em números absolutos, as armas apreendidas saltaram de 7 para 12, e os veículos recuperados foram de 27 para 38.

“Esses números representam a capacidade de trabalho dessa equipe abnegada de Guardas Municipais. Eles têm todo o apoio da prefeitura e, o principal, todo o apoio da comunidade lagartense, que já reconhece os esforços deles no dia a dia da cidade”, festeja o prefeito Valmir Monteiro.

Para o secretário da Defesa da Cidadania e Ordem Pública, Adelson Ribeiro, tudo o é feito no âmbito da Guarda tem impacto direto na qualidade de vida da cidade. “A segurança pública é um dever do governo estadual. Mas a atuação da nossa Guarda contribui para que Lagarto seja uma cidade mais tranquila, graças a Deus”, frisa o secretário.

Boom no crescimento

Outro ponto importante acerca do funcionamento da Guarda Municipal de Lagarto diz respeito ao crescimento que Lagarto vem apresentando nos últimos anos, especialmente a partir da chegada do campus de Saúde da Universidade Federal de Sergipe ao município, há cerca de 10 anos.

Com esse crescimento, o comércio da cidade foi aquecido. E, nesse segmento, a presença de uma Guarda Municipal atuante é algo positivo. “Vejo com bons olhos, é muito boa a atuação. Nós vemos os guardas sempre abordando pessoas, trabalhando em comum acordo com as polícias. E tudo isso é muito importante para Lagarto”, observa Charles Brício, presidente do CDL/Lagarto.

“Muita gente veio morar em Lagarto nesses últimos anos. A cidade cresce cada vez mais. Com isso, claro que há o risco da violência aumentar. Mas os níveis de criminalidade em Lagarto se mantém dentro dos padrões. Não é o ideal, ainda. Mas não houve uma explosão na violência e isso tem a ver, sim, com o bom desempenho da Guarda”, acrescenta Adelson Ribeiro.

O guarda municipal Édipo Moraes reforça uma questão importante no funcionamento da Guarda Municipal lagartense: integração. “Em todos os eventos que participamos, delgados, comandantes de batalhão, enfim, todos dizem que a integração entre as forças de segurança, em Sergipe, funciona de fato em Lagarto. E procede, uma vez que nós trocamos informações, trocamos apoio em ações, sejam blitzes, sejam prisões. Por conta disso tudo é que o trabalho realmente tem funcionado”, finaliza Édipo Moraes.

Fonte: ascom Prefeitura de Lagarto

Comentários