A Importância da Parceria Para Gestão Corporativa

0

A Importância da Parceria Para Gestão das Empresas

A palavra parceria está no auge da moda. Tudo é parceria. Fazemos parceria para gerarmos uma parceria. Somos parceiros de qualquer um a toda hora. Se alguém simplesmente nos oferece um produto ou serviço, automaticamente passamos a ser parceiros dessa pessoa. É um tal de parceiro pra lá e parceiro pra cá e no final das contas ninguém sabe o que deu errado na sua parceria.

Vamos então tentar organizar a bagunça e acertar os ponteiros.

Inicialmente precisamos definir o que é parceria, sua importância, evolução e tipos.

Até o final da década de 80 vivíamos um modelo de capitalismo centrado na maximização dos resultados, com foco no retorno imediato e lucro excessivo. Era a idéia primitiva do vender cada vez mais e com bastante gordura para queimar. A preocupação com o cliente e suas reais necessidades de compra ( sejam elas psicológicas ou não ) , na verdade, não tinham a menor importância para a empresa. Afinal a inflação era galopante e o dinheiro não valia nada.

Com a estabilização da moeda e a economia dando os primeiro sinais de amadurecimento no campo político e social, o nosso consumidor começa a dar as caras e cobrar resultados melhores exercendo o seu maior instrumento de pressão, ou seja, a livre concorrência. Quem disse que eu sou obrigado a comprar de você ? Existem outros fornecedores com preços competitivos e qualidade idem.

É nessa transição que a palavra parceria ganha impulso, importância e passa a ser enxergada como algo mais importante do que duas pessoas que se juntam para realizar um negócio e pronto. A partir desse momento as empresas de todos os segmentos são obrigadas a rever seus conceitos, aprimorar a qualidade dos seus produtos, desenvolver mecanismos que verdadeiramente favoreçam o cliente. Resumindo a equação passou a ser : Cliente = Serviço de Qualidade + Atendimento Completo + Condições de Pagamento + Responsabilidade Social + Respeito ao Consumidor + Encantamento. O resultado é um cliente satisfeito, agradavelmente surpreso, convencido de que comprou um serviço de que verdadeiramente necessitava e tranqüilo quanto aos itens mencionados em contrato.

Acontece que para chegar ao resultado acima as empresas se viram obrigadas a desenvolver PARCERIAS. Isso acontece porque seria impossível para os empresários de qualquer setor, acompanhar o mercado sem unir interesses e desenvolver novas fórmulas de gestão e relacionamento. “Acabou o time do eu sozinho.” Ou somamos esforços, ou o consumidor vai embora e não volta nunca mais. Assim, seguindo a linha evolutiva, vamos chegar ao estágio das empresas totalmente comprometidas com a sociedade, qualidade de vida, desenvolvimento social e crescimento econômico.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários