A morte vem de moto

0

Diariamente, motoqueiros acidentados chegam ao pronto socorro do Hospital de Urgência, em Aracaju. Muitos morrem e outros tantos ficam com seqüelas. Pelo seu preço, facilidades de pagamento e por consumir menos combustível do que os carros, a “motoca” virou uma praga em Sergipe, tendo, inclusive, substituído o cavalo e o jumento na zona rural. O grave é que esse veículo de duas rodas é conduzido por jovens sem qualquer experiência no trânsito e afoitos por conta da pouca idade. Por isso mesmo, eles ignoram o perigo de dirigir após beber exageradamente. Não sabem, coitados, que ao agirem assim estão transportando a morte na garupa. Já era hora de os órgãos de trânsito iniciarem uma campanha sobre o quanto a moto é perigosa, principalmente em poder de inexperientes motoqueiros. Além de salvar vidas, a ação conscientizadora reduziria as enormes despesas causadas ao Estado por esse tipo de acidente.

 

Festa de posse

Com o título acima, o jornalista Ancelmo Góis, do jornal O Globo, informa o seguinte: “O Ministério Público Federal denunciou sexta à Justiça o empreiteiro Zuleido Veras e o delegado Rubem Patury Filho. O empresário teria gastado R$7 mil na posse de Rubem como superintendente da Polícia Federal em Sergipe, onde a Gautama de Zuleido era investigada. O empreiteiro, como se sabe, é acusado de liderar um esquema de fraudes em licitações e obras superfaturadas em quatro estados pobres do Nordeste.”.

 

De olho na crise

 

Consultores do Sebrae estão habilitados para orientar os micro e pequenos empresários neste momento de greve crise financeira. Para facilitar esse trabalho, já foi, inclusive, desenvolvida uma cartilha com orientações às empresas. A informação é do novo diretor técnico financeiro do Sebrae Sergipe, Marcelo Barreto. Ele também informa que o orçamento da instituição para este ano é de cerca de R$ 23 milhões. 80% desses recursos vão garantir o desenvolvimento de 50 projetos em todo o Estado.


Reajustes do mês

O mês de fevereiro começou com os reajustes do mínimo e da passagem de ônibus. O salário, que era R$ 415, passou para R$ 465, enquanto a tarifa dos coletivos de Aracaju aumentou 11%, passando de R$ 1,75 para R$ 1,95. Por conta do reajuste do mínimo, que só vai entrar no bolso do assalariado no comecinho de março, vários outros produtos deverão ter seus preços majorados. Fiquem de olho!

Aumento previsto


E os panificadores estão prevendo que o pão terá o preço reajustado nos próximos 60 dias, quando os moinhos deverão renovar seus estoques. Segundo o presidente do Sindicato dos Panificadores de Sergipe, Antônio Carlos Santos, a quebra da safra de trigo na Argentina deverá provocar um considerável aumento no preço do produto. “Se isso acontecer, não haverá como segurar mais o preço do pão”, explica o líder classista.

Resort CVC

O presidente da CVC, Guilherme Paulus, disse à revista Brasilturis que iniciará em abril próximo as obras de um resort em Aracaju. Segundo ele, há um reconhecimento geral de que a crise existe, porém, em contrapartida, há um universo de 50 a 60 milhões de brasileiros com condições de viajar e, neste aspecto, a CVC está aí para atendê-los em suas mais de 300 lojas de comercialização e 8 mil agências credenciadas. Assim, mesmo absorvendo a situação do tempo de crise, depois de um ano atípico como foi 2008, a projeção da CVC para 2009 tem uma faixa inicial de crescimento entre 10% a 15%.

 

Posse no Fórum

Está marcada para amanhã a posse do novo presidente do Fórum Empresarial de Sergipe. O engenheiro agrônomo e agropecuarista Geraldo Soares Barreto vai substituir na presidência da entidade o arquiteto Aroldo Franca. A solenidade de posse e transmissão do cargo está marcada para as 12h30, durante reunião-almoço organizada pelo Fórum no Aquários Praia Hotel, localizado na Orla de Atalaia.

 

Vítimas do desemprego

 

Em época de crise, as pessoas que são mais prejudicadas pelo desemprego nas regiões metropolitanas do País são do sexo feminino, negros ou pardos, jovens e com pelo menos o ensino médio completo, revela os dados da Pesquisa Mensal do Emprego, do IBGE. Segundo matéria do jornal Folha de São Paulo, as mulheres representaram 58,4% dos desocupados em dezembro de 2008 – em 2003, o volume era de 54,6%. Além disso, o salário delas é cerca de 70% do salário dos homens.

 

Nova chance

 

O governo estuda criar um novo programa de parcelamento de dívidas com a Previdência Social específico para os municípios. Muitos prefeitos que tomaram posse este ano pedem que mesmo débitos já renegociados em programas anteriores sejam consolidados com novas dívidas e parcelados em até 20 anos. O Jornal Valor Econômico publica hoje que a medida poderá ser anunciada ainda este mês, durante encontro que o governo federal promoverá com prefeitos.


Suco amargo

É séria a situação vivida pelas indústrias de suco de laranja. Por conta da crise financeira, o preço da tonelada do produto no exterior, que já chegou a US$ 2,5 mil, alcança no máximo US$ 1 mil, tendo casos de negócios fechados até por US$ 750. O problema já foi sentido em Sergipe, pois o Estado produz suco concentrado exclusivamente para exportação. Segundo Jorge Santana, secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, a crise do setor está sendo acompanhada com apreensão pelo Governo, que torce pela recuperação do mercado após o atual período de entressafra.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários