Almeida e aliança

0

O presidente regional do PDT, senador José Almeida Lima, revelou ontem que só aceitou a aliança com o PRP e o Prona, porque era vontade da maioria – quase unanimidade – dos vereadores, que não acreditavam em outra saída. Disse que poderia ter passado por cima deles, mas teve uma atitude diferente e preferiu concordar com o pessoal. Confessou que a sua vontade era lançar uma candidatura própria e ofereceu o que havia de melhor, dentro do seu partido, que era o deputado estadual, Luiz Garibalde. “Ofereci, também, a minha alma, que seria a indicação da minha mulher, Maria Helena, para ser o vice”. Considerou absolutamente errado o PDT não ter saído com candidatura própria, inclusive com chapa única para a Câmara Municipal. O deputado estadual Luiz Garibalde realmente se encontra na Espanha, onde aproveita o período de recesso. Antes de viajar entregou todos os documentos necessários, devidamente assinados, para que Almeida Lima os utilizasse, caso fosse necessário. Deixou claro que não gostaria de ser candidato, “mas o que você (Almeida) fizer eu topo”. Era realmente o melhor nome. Mesmo no instante em que estava discutindo a coligação com o PRP, Almeida ainda sugeriu que Garibalde fosse o candidato a prefeito e o advogado José Renato Sampaio o vice. Mas prevaleceu a ausência do PDT na chapa majoritária. Segundo ainda Almeida Lima, quando o secretário de Turismo, Pedrinho Valadares (PFL), lançou sua candidatura à Prefeitura de Aracaju, o PDT não tinha problemas em fazer uma coligação com ele e apoiá-lo. A mesma coisa conversou com a candidata a prefeita Susana Azevedo (PPS), durante pelo menos dois almoços. A coligação não aconteceu porque o PFL não aceitou. Almeida deixou claro que “o governador João Alves Filho tinha conhecimento disso. Todos sabiam disso”. Almeida continuou: “como desejam o senador da composição em um palanque e o governador em outro, preferi que o PDT lançasse candidatura própria, de preferência só”. Almeida Lima sempre defendeu que o bloco apresentasse apenas um candidato à Prefeitura e um chapão para vereador. Em seus cálculos, elegeria um maior número de pretendentes à Câmara Municipal. Insiste que não compreende que um bloco desfile em um pleito eleitoral completamente separado: “o eleitor também não”, diz. Para ele não é boa esse tipo de arrumação, em que uma mesma composição lança duas ou três candidaturas, falam linguagens diferentes, mas têm o mesmo objetivo e a orientação do mesmo líder. Isso é extremamente estranho e sinaliza que não há um entendimento em torno de um objetivo definido. O senador Almeida Lima disse que não há qualquer sinal de rompimento entre ele e o governador João Alves Filho, mas que houve discordância do ponto de vista eleitoral. Em termos administrativos, as coisas andam bem e os dois se entendem, sem qualquer problema.Uma coisa, entretanto, está decidida: o senador José Almeida Lima não vai subir em nenhum palanque. Considera que a eleição para a Prefeitura de Aracaju não existe: “ela já acabou”. Justifica que sua ausência não é desprezo e reconhece que lutou muito para oferecer a alternativa melhor que o partido tem, até o ultimo instante. Mas isso não deu certo e, dessa forma, considera encerrada sua participação nas eleições de Aracaju. Dentro de uma análise simples, essa posição externada pelo senador, principalmente a declaração de ausência do pleito, demonstra ressentimentos. Pode não ser com o governador João Alves Filho, mas com segmentos do PFL, ninguém tem dúvida. Almeida mantém a angústia e até uma espécie de frustração, porque nenhum dos membros do seu partido se dispôs a colocar seu nome como candidato a prefeito. Ele não gostaria de perder essa oportunidade de um confronto com o Partido dos Trabalhadores. Mesmo que não declare, ficaram alguns arranhões, certas mágoas e decepções contidas, que podem aflorar em alguns meses ou nos próximos dois anos. DEMISSÃO O governador João Alves Filho comunicou, ontem, por telefone, ao senador Almeida Lima, a exoneração de Genecildo Pereira Ferreira, da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer. Comunicou as razões da decisão: a questão da situação do Constâncio Vieira, um acidente com uma atleta e a ausência do secretário na abertura dos jogos. ALMEIDA Almeida Lima disse ao governador que obteve dados da própria Secretaria e concluiu que os “fatos foram passados ao governador de forma errada e mentirosa”. “Os três motivos não passam de fofocas palacianas de quem está procurando queimar alguém para assumir cargos no Governo”, disse. INDICAÇÃO O governador pediu ao senador que indicasse outro nome. Almeida agradeceu as indicações nomeadas para a Secretaria, mas avisou que não apresentaria mais ninguém. Mais tarde, falando com um correligionário, disse que não aceitaria a demissão de um companheiro, castigando-o, quando ele agiu com responsabilidade. VIAGEM O governador João Alves Filho (PFL) viaja hoje à China, onde fará contatos com empresários interessados em investir no Estado. Sua comitiva será composta por três secretários da área técnica e os deputados Venâncio Fonseca (PP) e Lila Moura (PFL). SUSANA A candidata do PPS à Prefeitura de Aracaju, Susana Azevedo, almoçou com pastores de várias igrejas e teve encontro com o candidato a vereador Vinícius Porto (PFL). Durante a noite a candidata reuniu-se com sua equipe de trabalho, com o objetivo de colocar a campanha na rua o mais rápido possível. MARCELO O prefeito Marcelo Déda (PT), candidato à reeleição, viajou ontem a Brasília para contatos com ministérios, para resolver pendências, e uma audiência com José Dirceu. Hoje ou amanhã, ainda em Brasília, Marcelo Déda deve ter uma audiência com o presidente Lula, para lhe informar oficialmente da candidatura. REUNIÃO Sábado, Marcelo Déda fará reunião com a coordenação de campanha e na segunda-feira com todos os candidatos a vereador da coligação. Também na próxima semana, o prefeito fará uma plenária com os membros do partido, com o objetivo de incentivar a militância a ir para as ruas. CARREATA Já no sábado, dia 17, Marcelo Déda estará à frente de uma carreata, pelos bairros de Aracaju, para o lançamento de sua candidatura. Na semana seguinte, quando o Comitê Central tiver pronto, haverá também a solenidade para sua inauguração. RENATO O candidato do PRP, Renato Sampaio, avisou que não é “candidato de João ou de Maria”, Uma das condições para fechar coligação foi a de preservar sua independência e perfil. “A sociedade vai ver que vou criticar o Governo do Estado, embora ele não esteja na berlinda, neste momento”, disse. REFLEXÃO Renato Sampaio está pedindo à sociedade de Aracaju que faça uma reflexão sobre o pensamento político do PT: “não podemos deixar de federalizar essas eleições”. Sampaio acha que Marcelo Déda não é figura isolada do partido: “é uma de suas estrelas e precisa ser avaliado dentro do contexto político de sua legenda, como um todo”. OBRAS O candidato do PRP, Renato Sampaio, acrescentou que vai analisar as obras realizadas por Marcelo Déda em Aracaju, consideradas por ele como “de fachada”. Assim como o PT, segundo Sampaio, “é preciso olhar como andam a Saúde, Educação e os compromissos sociais que o seu partido assumiu com a sociedade”. JORGE O candidato do PMDB, Jorge Alberto, terá uma reunião interna com os seus aliados e vai conversar com os candidatos a vereador para traçar estratégia de campanha. Dia 15, número do seu partido, ele vai colocar o bloco na rua, mas trabalha mineiramente a forma como conduzirá a estratégia política. ROLA José Ribeiro (Rola) concedeu uma entrevista em uma radio local e culpou o radialista Fábio Henrique de tê-lo tirado da coligação com o PDT e PRP. Na realidade, a saída de Rola foi uma exigência que partiu do PDT, partido pelo qual Fabio Henrique disputa uma vaga na Câmara. INTERPELA O radialista Fábio Henrique avisou não fez veto a ninguém, porque não foi contatado pelo partido para dar opinião sobre coligações. Fábio vai interpelar Rola judicialmente, porque tem certeza que existe alguém por trás disso, com o objetivo de enfraquecer sua candidatura. ITABAIANA A cidade de Itabaiana foi sorteada para ser vistoriada por inspetores da Controladoria Geral da União (CGU), na próxima semana. Há informação que o prefeito Luciano Bispo está preocupado com a inspeção porque teria problema no Fundef. Bispo não foi encontrado para falar sobre o assunto. Notas RECURSOS O Governo do Estado assinou convênio com o Ministério da Cultura que permite a atuação do Projeto Monumenta em Sergipe. Com financiamento direto do BID, foram reservados 4,9 milhões de dólares para obras em São Cristóvão e 4,7 milhões de dólares para o mesmo fim em Laranjeiras. O governador João Alves Filho assinou o convênio com o ministro da Cultura, Gilberto Gil, na semana passada. São Cristóvão não queria entrar no projeto, só o fez depois de ver os recursos para Laranjeiras. CRÍTICAS A leitora Flavia Santana envia e-mail à coluna, dizendo que ficou “estarrecida com matéria publicada na Folha, quando sita o deputado João Fontes, como um dos que mais gastou gasolina, paga com o dinheiro do povo. O deputado, que infelizmente ajudei a eleger, gastou cerca de R$ 30 mil em combustível”. Flávia continua: “e, o pior é que ele deu uma entrevista dizendo que gastou menos do que 400 deputados, que tem o mesmo direito. É uma vergonha ver um representante do povo ainda querer justificar o injustificável”. PESQUISAS As pesquisas políticas devem ter um universo de amostragem, embasamento científico, serem feitas por profissionais qualificados, além de terem o registro do Cartório Eleitoral antes da sua divulgação. Em caso de enquetes pela imprensa, o veículo ou comunicador terá que ressaltar que não têm cunho científico. Segunda-feira, no Ministério Público Estadual, 37 promotores de Justiça estiveram reunidos para discutir registro de candidaturas, pesquisa e propaganda eleitoral. Este ano, as emissoras a cabo têm programas políticos. É fogo O candidato Vinícius Porto deu a arrancada inicial. Já hoje pela manhã bandeirolas suas estava colocadas nos principais pontos de Aracaju. A candidata Susana Azevedo participou, ontem, do lançamento dos jogos da Primavera, na praia de Atalaia. Marcelo Déda vai a São Paulo para ver se o partido financia parte do programa de TV e algumas entrevistas com institutos nacionais. O Comitê Central da candidata Susana Azevedo deve ficar na avenida Rio Branco (rua da frente) e também será inaugurado com uma grande festa. A vice-governadora Marília Mandarino (PPS) vai assumir o Governo do Estado, com a viagem de 15 dias do governador João Alves Filho à China. Nas cidades do interior já começaram a circular carros de sons e mini-trios, fazendo campanha e barulho dos seus candidatos. A assessoria de imprensa da Secretaria da Juventude e Esporte divulga que a atleta de handebol teve uma luxação no braço, enquanto treinava na quadra da Salesiano. Rola está ressentido, anda de cabeça baixa e não tem jeito para levantar o ânimo. Sua retirada o deixou encolhido. O ex-vereador Pedro Firmino está muito confiante em seu retorno à Câmara Municipal. Já está trabalhando na periferia… A Câmara Municipal de Aracaju tem reunião marcada para hoje, com o objetivo de votar uma série de projetos. Os evangélicos têm vários candidatos para as eleições municipais. A expectativa é que alguns pastores assumam a Câmara Municipal de Aracaju. O ex-deputado Laércio Miranda está lançando outro pupilo para disputar a Câmara Municipal. Trata-se de Cheiro Mole. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais