Café Pequeno- A Beira da Barbárie

0

E as vítimas das enchentes em Alagoas e Pernambuco foram literalmente engolidas pela avalanche de más notícias que assolou a mídia nesses últimos dias.

 

Depois da tsunami do goleiro Bruno, e sua história para lá de macabra, a sucessão de acontecimentos estarrecedores dão conta do verdadeiro “far west” a que estamos sujeitos nas cidades brasileiras.

 

Mal nos solidarizávamos com a família do pequeno Wesley Rodrigues, menino morto em sala de aula com um lápis na mão, (olha a gravidade do fato), vem a morte chocante de outro garoto por atropelamento que expôs o rastro de violência, corrupção e certeza de impunidade que nos cerca.

 

Infelizmente para a Cissa Guimarães, a morte do seu querido Rafael amplificou o momento horrível que vivemos no Brasil. A polícia do Rio liberar um carro com aquele tipo de avaria, e ainda tentar extorquir o atropelador, mostra a que ponto chegamos. A situação é de total descontrole e não sei, mesmo, se dá para ter alguma esperança.

 

No velório do Rafael Mascarenhas, Marília Pêra deu o tom do momento em que vivemos. A atriz chegou dizendo que não precisaria estar ali, presente ao velório, já que Cissa é muito querida e tem muitos amigos mas foi como cidadã para se posicionar:

 

             “A dor de uma mãe não tem volta. Estou aqui para me manifestar. Como cidadã venho aqui dizer que é com muita dificuldade que se caminha nas ruas de uma cidade sem lei. Ninguém cumpre as leis e há muitos psicopatas no trânsito. O cidadão fica completamente desprotegido. Eu protesto contra essa insegurança em que o cidadão vive. Não temos mais leis. Termos leis não é ser nazista, é ser civilizado. Estamos a beira de uma barbárie”.

 

Ontem enquanto escrevia mais um caso no Ceará, um garoto de 14 anos, Bruce Cristian, baleado na cabeça numa abordagem policial. O pai atônito se perguntava:”-Que polícia preparada é essa? Que treinamento é esse?”

 

 

Isso é o que todos nos perguntamos hoje, pois esses episódios gravíssimos envolvem aqueles que, por lei, deveriam nos proteger. A quem poderemos recorrer?

 

Cabrita-Salvador´Foto Ana Libório

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais