Café Pequeno- Ficha Limpa Já!

0

E em Passione a bela Chiara nos deixa em dúvida sobre o seu verdadeiro caráter e o Sílvio de Abreu, aproveitando o gênero obra aberta, brinca com o espectador mostrando que para além das falcatruas existe um doce coração protetor da irmã mais nova. E não há quem não se comova com o amor entre as duas meninas especialmente com uma avó daquelas. Barghhhh….

 

Mas o certo é que apesar dos arroubos de bondade a bela Chiara é uma ficha suja e, na tentativa de se reerguer, foi punida pelo seu passado e não conseguiu emprego num hotel, mesmo sem haver sido, ainda, condenada.

 

Assim funcionam as leis no Brasil para o cidadão comum que por muito menos vira ficha suja e sai por aí ouvindo o fechar de portas quando mais precisa de uma chance.

 

Quisera a lei fosse, realmente, igual para todos e não estaríamos assistindo essa novela no Supremo em se alinhar ao anseio popular daqueles que acreditam ser, ainda, possível dar um basta nas pretensões políticas de candidatos sob suspeita. Por quê não?

 

Será preciso tanto tempo para cabeças tão ilustres votar uma medida tão simples? Até o 5×5, houve empate na votação, lembram acordos de quem quer empurrar com a barriga. Será que ninguém vai virar o jogo, ou preferem deixar para depois das eleições e brindar os fichas sujas com os incontáveis recursos protelatórios da lei?

 

Poupem-nos! E se o problema for inconstitucionalidade que se mude a constituição. Não podemos esquecer que a nossa, a cidadã, foi escrita para proteger perseguidos políticos, num país traumatizado e recém saído da ditadura e já se foram os tempos do Dr. Ulysses.

 

Mas se existe, mesmo, tanto rigor quanto ao cumprimento dos princípios constitucionais poderíamos começar por fazer valer, de fato, o Artigo 6º da Capítulo II da nossa Carta Magna.

 

Taí uma boa

Cristo Redentor-Foto Bia Libório
 pauta para uma longa discussão filosófica…

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais