Convenções partidárias definem candidaturas

0

O fim de semana foi tomado por duas convenções partidárias que, de um modo ou de outro, estarão presente nas eleições de outubro do próximo ano. O PMDB fez uma convenção consagradora, no sábado, para ratificar o nome do Vice-Governador, Sr. Belivaldo Chagas,, como o seu candidato a Governador. Na presença de quase todos os Secretários de Estado e do próprio Governador Jackson Barreto, que, porém, não lançou o seu nome como candidato ao Senado. O auditório do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe pareceu pequeno para receber as caravanas de todo o interior do Estado. Foi certamente  uma festa democrática que só não contou com a presença de outros peemedebistas dissidentes já alojados em outros partidos. Nem por perto estava o Senador Antônio Carlos Valadares cuja cadeira vai estar em disputa na próxima eleição.  Ele certamente nunca imaginou que seu pupilo de outros tempos, chegasse tão longe. Como o Senador Valadares também pode ser candidato a governador, vai ser uma bela disputa entre criador e criatura…     

                                 ***

No final da manhã de sexta-feira, início da tarde daquele dia, realizou-se a convenção partidária do PPS, o partido político liderado pelo Sr. Clovis Silveira, que recebeu em suas fileiras expressivos nomes da política de Sergipe: o ex-deputado Mendonça Prado, que foi deputado federal e deputado estadual e agora é pré-candidato a governança do Estado; o Sr. João Fontes, que defendeu um mandato de deputado federal pelo POT e é pretenso candidato ao Senado; e o ex-deputado estadual e deputado federal Jorge Alberto, ex-integrante do PMDB . Embora afastado da política partidária já há algum tempo, o Sr. Mendonça Prado mantém o discurso de sempre, prometendo um governo fora dos padrões tradicionais. O Sr. João Fontes, também distante dos palanques eleitorais, mas muito chegado a intervenções via internet, não deixa de ser populista ao extremo. O mais lúcido dos três pareceu-nos o Sr. Jorge Alberto que confessou ainda gostar da política mas não se definiu por uma candidatura. “As circunstâncias, mais adiante, vão definir o caminho a seguir”. Filiado por 21 anos ao PMDB, ele disse não abraçar uma definição sem contar com o apoio da família. Ele perdeu as últimas eleições que participou, de deputado federal, para o hoje vereador Iran Barbosa, por apenas 1.050 votos. Nenhum reparo nas candidaturas do PPS, a não ser controlar aqueles longos e enfadonhos discursos de João Fontes que precisa se definir, rapidamente, se é “historiador” ou político.

Oficinas mecânicas recebem esclarecimentos

Na terça-feira, amanhã portanto,  profissionais da cadeia de oficinas mecânicas, empresas de funilaria e chaparia de todo o Estado, estarão reunidos para debater as transformações pelas quais tem passado o mercado de reparação de veículos no país, nos últimos anos e apresentar o impacto da nova reforma trabalhista sobre o segmento. As discussões fazem parte do II Encontro de Reparação Automotiva, que acontece a partir das 19h no Hotel Comfort. Além de discutir temas relacionados ao dia a dia dos profissionais da área, o evento também busca estimulara troca de informações e a formação de parcerias entre as empresas, além de apresentar as novidades do setor. As atividades terão início com a palestra “Oficina do passado tem futuro?”, ministrada pelo empresário Bruno Aguiar, da Rede Autoreparo Sergipe. Em seguida será a vez do representante do grupo TMD Friction do Brasil, Gean Ignácio apresentar os benefícios do Sistema de Freios Cobraq. O Encontro será encerrado com a palestra “A Reforma Trabalhista e seus Impactos na Reparação Automotiva”, proferida por Thiago Augusto, do Escritório Advogados Associados. O evento é organizado pelo Sebrae, em parceria com a Rede Auto Reparo Sergipe. As inscrições podem ser feitas, gratuitamente, por oficinas que possuam o CNPJ. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-570-0800.

Nova quebra de braço entre Sintese x Governo

O Sintese – o Sindicato que reúne professoras e professoras do Estado – volta a carga contra o Governo do Estado a partir de amanhã, 3ª feira. É que professores, professoras e até estudantes  que tiveram ou terão em 2018 seus colégios transformados em Centro Experimentais de Ensino Médio em Tempo Integral, pela Secretaria de Estado da Educação  farão vigília na Assembleia Legislativa. A deputada Ana Lúcia da tribuna da Casa, vai denunciar o modelo – que ela considerada excludente – do Ensino em Tempo Integral que a Secretaria vem impondo às comunidades escolares da rede estadual de ensino. Ou seja, Ana Lúcia vai discursar mas leva a plateia para aplaudi-la. A sessão do Legislativa só começa depois das dez horas mas a turma ligada ao Sintese está convocada para as 8h30 de terça-feira. Vai ser uma gritaria solta no plenário do Legislativo.

Municípios recebem menos do que tem direito

O deputado líder da Oposição Georgeo Passos preparou a denuncia e levou-a a Federação dos Municípios do Estado de Sergipe. O Governo do Estado estaria repassando a menor as cotas do ICMS quie cada município tem direito. O deputado Georgeo Passos calcula que, nos últimos cinco anos, foram depositados 80 milhões de reais a menos que os municípios têm direito.   Quando levar este tema a Assembleia, hoje ou amanhã, o deputado Georgeo Passos vai abrir uma guerra com o governo do Estado. Um levantamento preliminar do Tribunal de Contas provocou a descoberta do “golpe” contr os municípios. A coisa vai feder…      

                     …e para encerrar…

O SUS – Audiência pública vai se realizar na tarde de terça-feira, a partir das 14h, no plenário da Assembleia Legislativa  para debater “O Desmonte do SUIS e sua implicação para a população brasileira e sergipana”. O convite é assinado pelos deputados Luciano Bispo, Presidente da Casa, e Georgeo Passos, líder da Oposição.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários