CONVERSAS POLÍTICAS

0

O governador João Alves Filho (PFL) está hoje no Palácio dos Despachos para audiências com assessores e dar continuidade ao seu trabalho à frente do estado. Segunda-feira passada, de São Paulo, onde se encontrava de repouso, depois de passar por uma bateria de exames, o governador deu vários telefonemas para auxiliares em Aracaju, para despachos normais e dentro de um ritmo de trabalho que será menos intenso, mas com a mesma euforia de sempre. Um parlamentar vinculado a João Alves Filho ficou entusiasmado com sua rápida recuperação, mas faz um apelo para que ele inicie, imediatamente, a tratar de política, porque tem muita gente ansiosa pra ouvi-lo, já em relação às eleições de 2006. João Alves já havia garantido que este ano será de contatos políticos e da execução de mais obras, além da inauguração de muita coisa importante que executou para Sergipe, mas que ainda não está presente no dia a dia de sua administração.

 

Segundo o mesmo parlamentar, há uma certa impaciência por parte de lideranças interioranas, que estão estranhando o novo estilo de João Alves Filho fazer política, porque sempre o tiveram mais presente nas questões municipais. Não se pretende expor pessimismos, mas já está passando do tempo de ser ouvida a voz que vem de segmentos fortes do interior, reclamando da falta de uma boa conversa e do atendimento de reivindicações a pleitos antigos. Embora as eleições estejam muito distante, os adversários se duplicaram e trabalham para conquistar espaços onde antes sequer colocavam os pés. O deputado recomendou que o governador convoque pessoalmente prefeitos e líderes do interior, porque essa gente “gosta e precisa de afagos”. Lembra que não adianta o atendimento ser feito por terceiros, todos querem manter contato direto com o governador, porque se sentem prestigiados e dispostos a manter fidelidade, porque esse relacionamento vem sendo perseguido, e em alguns casos conquistados pela oposição.

 

Um deputado estadual lembrou ontem, ainda atordoado pela ressaca do carnaval, que o Governo tem apenas 23 meses pela frente e 20 para a realização do pleito. Também insiste que há necessidade urgente de fazer política e segurar o grupo, porque há muita gente inconformada com a forma como vem sendo tratada: “seria muito bom que esse período de descanso, tivesse servido para uma reflexão de que há necessidade de se dedicar mais às lideranças da capital e interior, para resolver problemas que tem fins eleitorais”. Sugere que seja feita uma reunião com as bases de sustentação política, ao lado de prefeitos e deputados – federais e estaduais – para que se tenha uma definição do atual quadro político, principalmente no interior. A mesma fonte mostra que tem muita gente querendo falar, relatar suas verdades e mágoas e ser atendido, porque foi assim que sempre acompanhou João Alves Filho: “se isso não acontecer, o resultado final pode ser triste”.

 

Segmentos da oposição também não andam muito satisfeitos com o estilo que vem sendo posto pelo prefeito Marcelo Déda (PT), mas há um grupo trabalhando o seu nome pelo interior. Não só o dele, mas a possibilidade de fortalecer o senador Antônio Carlos Valadares (PSB), o qual conhecem bem e sabem do seu relacionamento com a gente aflita do interior. Alguns prefeitos importantes da oposição estão mais voltados para o senador Valadares, porque ainda acham que o Partido dos Trabalhadores terá dificuldade de chegar até a região Sul, agreste e sertão. O senador Valadares além de ser mais conhecido, sabe chegar melhor junto às lideranças interioranas. Como há muita gente trabalhando esse lado da posição, os políticos vinculados ao governador expressam preocupação, porque têm viajado e não retornam contentes com o que ouve do homem do campo. Um dos deputados federais disse que há tempo suficiente de acomodar os insatisfeitos e voltar a contar com eles nas próximas eleições. Mas há necessidade de retomar já o diálogo, porque tem gente eficiente da oposição fazendo a cabeça daqueles que se consideram desassistidos.

 

“Que o governador João Alves Filho retorne forte e firme, mas consciente de que precisa voltar a fazer política, como se a eleição fosse amanhã”, disse o parlamentar.

 

JOÃO

O governador João Alves Filho (PFL) retornou a Sergipe ontem, por volta das 23 horas, absolutamente recuperado. Hoje o governador já tem agendado uma série de compromissos com auxiliares, marcados por telefone na segunda-feira de carnaval.

 

MODERAÇÃO

A senadora Maria do Carmo Alves (PFL) confirmou que o diagnóstico foi mesmo excesso de trabalho, já que todos os demais exames não chegaram a nenhum outro problema. A senadora, que desembarcou ao seu lado, diz que João Alves Filho precisa moderar em termos de trabalho, o que será feito a partir de agora.

 

TRABALHO

Um assessor do governador João Alves Filho avisou que ele virá com todo o pique e disposto a “tirar o atrasado”. Ninguém imagine que ele vai dar moleza, porque está bem disposto e com vontade de trabalhar. Sabe, entretanto, que deve evitar os excessos.

 

INTRIGA

A deputada Lilá Moura (PFL) e Susana Azevedo (PPS) estranharam a informação de que as duas tiveram algum desentendimento com o resultado da Mesa Diretora. Lilá e Susana vão pessoalmente desmentir a notícia e relatar que continuam se entendendo muito bem, principalmente em termos políticos.

 

MINISTRO

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, esteve em Sergipe, durante o Carnaval e visitou a cidade de São Cristóvão, no sábado de carnaval. Por recomendação do ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, Celso visitou o Zenóbio Alfano Pianos Bar e saiu de lá na madrugada do domingo.

 

DESCONTRAÇÃO

Descontraído, ao lado da mulher, Celso Amorim dançou, cantou e sentiu-se bem ao som do piano de Zenóbio, que tem um variado e eclético repertório. Celso Amorim trouxe o pai, de 100 anos, para visitar Propriá, onde ele nasceu e tinha desejo de revê-la. O ministro ficou de retornar ao pianos bar.

 

MARES GUIA

Ao sugerir o Zenóbio Alfano Pianos Bar a Celso Amorim, o ministro Mares Guia disse ao seu colega Celso Amorim: “não deixe de ir lá, é muito bom!” “Precisamos dizer ao ministro Gilberto Gil para ir lá e ver que não é só de música baiana que vive a cultura do Brasil”, disse Mares Guia.

 

DENUNCIA

A informação é de um técnico respeitável da Prefeitura: “A empresa que está construindo a ponte Aracaju/Barra dos Coqueiros ganhou uma obra federal de alto porte”. Segundo ele, a ordem de serviço será dada dentro da condição de que seja atrasado o andamento dos trabalhos para a conclusão da ponte em 2006.

 

VIRGÍLIO

O candidato independente a presidente da Câmara Federal, Virgílio Guimarães (PT) veio a Aracaju sábado e conversou apenas com os deputados João Fontes, José Carlos Machado e Ivan Paixão. Como Ivan tinha compromissos em Neópolis, Virgilio almoçou apenas com João e Machado, e mais quatro parlamentares que o acompanharam.

 

OTIMISTA

Virgílio deixou Aracaju transparecer otimismo com a sua candidatura, inclusive porque conta com os votos de 17 deputados do Partido dos Trabalhadores. Aqui em Sergipe, entretanto, Virgílio não conseguiu nada por os três deputados têm candidatos definidos.

 

TELEFONEMA

O candidato do PT a presidente da Câmara, Luís Greenhalgh, telefonou ontem para o deputado José Carlos Machado (PFL), que disse do seu compromisso com o candidato do PFL, José Carlos Aleluia. Greenhalgh insistiu que precisava de diálogo com a oposição e Machado fortaleceu: “quem mais deseja esse diálogo somos nós”.

 

DECISÃO

O ex-deputado federal Sergio Reis (PTB) vai definir, esta semana, se será ou não candidato a seu retorno à Câmara Federal. Quer começar a trabalhar em cima disso. A sua posição vai depender de uma conversa que terá com o grupo político, para que possa iniciar a colocar o seu nome na rua.

 

NILSON

O secretário das Finanças de Aracaju, economista Nilson Lima (PT) já decidiu que vai disputar uma vaga na Câmara Federal. Trata-se de um nome forte, bem entrosado nas bases petistas e vê a oportunidade de tentar um cargo proporcional pela legenda.

 

Notas

 

GILMAR

O deputado estadual Gilmar Carvalho (sem partido) foi lembrado pelo seu colega Belivaldo Chagas (PSB) de que todos os parlamentares, para integrar comissões no legislativo, são obrigados a estar filiado a um partido político. Como deixou o Partido Verde, Gilmar tem até o dia 28 para se definir por uma nova sigla. Gilmar Carvalho disse que não pretendia se definir agora, porque estava fazendo uma análise sobre as condições dos partidos políticos, mas vai ter que retomar as conversar para filiação. Ainda não tem partido em vista.

 

MOTOQUEIROS

A Secretaria de Segurança precisa montar um esquema urgente para prender assaltantes que estão utilizando motos para assaltos rápidos, principalmente a postos de gasolina e lojas de conveniência. Geralmente anda em dois e o que está na carona salta armado e assalta pessoas, protegidos pelos capacetes. A polícia deve parar e identificar todos os motoqueiros que andem em dupla, porque existe uma quadrilha atuando em Aracaju, oferecendo dificuldade para captura. As delegacias têm muitas queixas desse tipo de assalto.

 

CARNAVAL

Em Sergipe, o melhor carnaval ainda se faz em algumas cidades do interior. Sergipe e Neópolis são os municípios que conseguem reunir o maior número de pessoas, pela tradição dos festejos, que já são feitos há muitos anos. Mais uma vez as duas cidades conseguiram reunir milhares de pessoas. São Cristóvão, cidade próxima a Aracaju, realizou seu carnaval depois de muitos anos sem qualquer movimento. Este ano relembrou os carnavais e recebeu muitos foliões, numa festa regada a frevo. Este carnaval vai pegar.

 

É fogo

 

Nesta próxima segunda-feira todos os deputados federais e senadores retornam a Brasília para a escolha do presidente da Câmara Federal.

 

A maioria dos deputados sergipanos é eleitora do deputado federal Luis Greenhalgh (P), candidato oficial do Palácio do Planalto.

 

O ex-governador Albano Franco (PSDB) se encontra em Búzios e sábado estará na Marquês de Sapucaí assistindo o desfile das escolas vencedoras do carnaval.

 

O deputado estadual Fabiano Oliveira (PTB) também esteve no Rio de Janeiro e assistiu ao desfile das escolas de samba.

 

Na primeira semana do próximo mês, o conselheiro Hildegards Azevedo assume a presidência do Tribunal de Contas.

 

O deputado estadual Gilmar Carvalho (sem partido) chegou ontem de Santiago do Chile, onde passou o carnaval.

 

O prefeito de Lagarto, Zezé Rocha (PTB), submeteu-se a uma cirurgia, uma semana antes do carnaval, e continua se recuperando.

 

A Secretaria de Turismo vai iniciar os cafés da manhã para divulgação dos festejos juninos em Sergipe.

 

Os hotéis de Aracaju comemoraram a presença de turistas que fogem do carnaval, principalmente em Salvador.

 

O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, chega a Aracaju dia 14 e no dia 15 vai ler mensagem na abertura dos trabalhos na Câmara Municipal.

 

A deputada Susana Azevedo vai se submeter a uma cirurgia simples e só retorna a Assembléia na primeira semana de março.

 

Você sabia que homens também têm o direito a receber pensão pelo falecimento de sua esposa ou companheira?

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários