Delírio e arrogância

0

Delírio e arrogância
O blog publica hoje para reflexão dos leitores o artigo do jornalista Gilvan Manoel, editor geral do Jornal do Dia, publicado no último domingo, 20:

Em 1981 do século passado, véspera das primeiras eleições diretas para os governos estaduais ainda em plena ditadura, o então ex-prefeito biônico da Arena João Alves Filho participou da aventura liderada  em nível nacional pelo ex-presidente Tancredo Neves e, em Sergipe, pelo então senador Gilvan Rocha, para a fundação do partido popular (PP). Numa grande festa realizada em um daqueles antigos casarões na Avenida Ivo do Prado, João fez promessas para todos os lados. Meses depois, diante da inviabilidade de transformar o PP em um partido competitivo nacionalmente, Tancredo desistiu da aventura e voltou a se abrigar no PMDB, da mesma forma que Gilvan Rocha.

Em 1982, quando todo mundo estava na expectativa de que João Alves se apresentaria como candidato das forças populares  pelo PMDB, eis que ele cede às facilidades oferecidas pelos militares e retorna ao PDS, sucedâneo da Arena,  e que continuava como sustentáculo da ditadura militar. João não teve coragem de enfrentar um candidato que fosse apoiado pelo então governador Augusto Franco.

“João é hoje um dos poucos coronéis  da política que serviram a ditadura  e ainda conseguiu algum espaço político”

Interessado em não ter adversários na disputa pelo Senado, Albano Franco não teve dificuldades em cooptar João, sacrificar o então prefeito Antonio Carlos Valadares e convenceu o pai a indicá-lo candidato a governador. A Gilvan Rocha, que teve uma honrada vida pessoal e política, não sobrou alternativas senão disputar o governo pelo PMDB para não inviabilizar de vezo projeto do partido em Sergipe.

Depois de eleito, João traiu os Franco, conseguiu numa aliança com o então prefeito Jackson Barreto, eleger Valadares governador em 1986, derrotando o favorito José Carlos Teixeira, que tinha o apoio dos Franco, para voltar ao governo em 1990 na mesma dobradinha com Albano.

É uma ladainha sem fim, mas mostra a falta de retidão política de João Alves Filho. Da mesma forma, aliás, que boa parte dos políticos sergipanos. João é hoje um dos poucos coronéis  da política que serviram a ditadura  e ainda conseguiu algum espaço político. O DEM, antiga Arena, PDS e PFL, está se acabando no País inteiro, inclusive em Sergipe, mesmo com toda sua arrogância. Vide a briga para tomar o PSDB de Albano, Nem ele mesmo acredita que seu partido possa ter fôlego para sozinho enfrentar uma campanha eleitoral, mesmo se apresentando como favorito.

A única eleição que João Alves Filho entrou sem a condição de favorito   foi a de 1998, quando Albano era governador, rompeu a aliança com o PFL e se juntou a Jackson, no PMDB. Fora essas, ele sempre cantou de galo, humilhou adversários,  a exemplo de 2002 quando teve que enfrentar um surpreendente segundo turno, e principalmente em 2006 quando foi fragorosamente derrotado por Marcelo Déda, ainda no primeiro turno, mesmo usando escancaradamente a máquina administrativa  e tentando desqualificar o adversário. O feito se repetiu em 2010, apesar da sua vitória em Aracaju.

“João Alves acha que já ganhou a Prefeitura de Aracaju, não precisa de alianças e que no desenrolar da campanha todo mundo vai se somar a sua candidatura  para não perder espaços”

O resultado na capital fez com que o ex-governador voltasse a arrotar toda sua arrogância, humilhar adversários, desprezar aliados leais e traçar  uma chapa fechada – Machado  como o vice- um ano antes do inicio do processo eleitoral propriamente dito. Vem perdendo aliados importantes, a exemplo são deputado federal Almeida Lima  e do PPS que no pleito passado apresentou Nilson Lima como candidato a vice-governador.

João Alves acha que já ganhou a Prefeitura de Aracaju, não precisa de alianças e que no desenrolar da campanha todo mundo vai se somar a sua candidatura  para não perder espaços. É mais um delírio, como já vem mostrando suas inserções do DEM na TV. Se apresenta como o único qualificado, quando na verdade apresenta idéias postas em pratica na gestão como prefeito biônico, quando não precisava de votos e não prestava contas a sociedade e Aracaju tinha a metade do atual numero de habitantes.

Agora é diferente. Esse João é muito antigo, não em função da idade avançada, mas das idéias ultrapassadas, da arrogância, da falta de transparência, do discurso velho e centralizados.

Por fim, uma dúvida: Qual a razão de João Alves ser primeira opção para as disputas pelo DEM sergipano? Machado ou o deputado Mendonça Prado seriam incapazes?

Missa de 7º dia – Carlos Rodrigues
Familiares e amigos do radialista Carlos Rodrigues convidam a todos para a Missa de 7º Dia que será realizada hoje, 21, às 19h, na Catedral Metropolitana. Agradecem a todos que comparecerem a este ato de fé e piedade cristã.

ONGs consideradas fantasmas foram reconhecidas pela AL de SE
No ano de 2009, duas ONGs que estão sendo investigadas por contratos no Ministério do Trabalho e consideradas fantasmas tiveram projetos de lei aprovados pelos deputados estaduais sergipanos e sancionados pelo governo do Estado como de utilidade pública.

Referendo
A Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação – Capacitar e a Agência de Tecnologia, Pesquisa e Ensino do Nordeste – ATNE foram referendadas pelos deputados

As perguntas
Agora as perguntas: como entidades consideradas fantasmas pelas Polícia Federal são reconhecidas de utilidade pública pelos deputados sergipanos? Quem propôs as duas leis? A Al aprova projetos sem conhecer e fiscalizar as entidades?

Operação policial em Salgado I
Policiais Militares da 1ª Cia/6º BPM, com sede em Boquim, realizaram no sábado (dia 19/11) uma operação policial no município de Salgado/SE, com o objetivo de reforçar o policiamento ostensivo na feira municipal, a qual ocorre todos os sábados.

Operação policial em Salgado II
A Operação, comandada pelo Capitão Márcio Roberto, contou com o apoio de outras companhias especializadas como a CPRv, que fiscalizou o trânsito na rodovia SE-270 e os motociclistas do GETAM, os quais realizaram abordagens às motocicletas no centro da cidade. O resultado desta blitz foi a apreensão de 15 motocicletas, por estarem com licenciamentos vencidos e seus condutores sem CNH, confecção de 18 autos de infração e 9 Termos circunstanciados por estarem conduzindo veículo sem possuir CNH, os quais serão encaminhados ao Fórum de Salgado.

Caravana
Dever Cumprido. Este foi o sentimento do deputado federal Rogério Carvalho (PT/SE)ao concluir a Caravana Mandato Para Todos no Conjunto Bugio. A ação reuniu centena de pessoas a Praça Osvaldo Mendonça, na tarde de sábado, 19. O debate contou com a participação de dezenas de pessoas e lideres comunitários da região, que elogiaram a ação e cobraram também dos outros políticos.

Escrituras
A líder comunitária Ana do Anchietão pediu que ele interferisse para a liberação de escrituras na área do Anchietão e do Conjunto Estrela do Oriente. Rogério respondeu “Vou fazer uma visita a Secretaria de Patrimônio da União e vou fazer um levantamento da situação e depois voltarei aqui para ver o que podemos fazer”, explicou Jorge Mota do Estrela do Oriente também pediu que o deputado desse atenção a questão dos terrenos de marinha. O líder comunitário comentou ainda que a comunidade já tem necessidade de medicina especializada diante do contigente habitacional “ Sou relator da Sub Comissão que trata da reforma do SUS em todo o país e vou anotar as sugestões de vocês e buscar junto a prefeitura essa demanda”, ponderou o deputado.

Invasão
Sobre a invasão dos Mangues, Rogério sugeriu que as comunidades elaborassem um projeto e um levantamento das áreas em que já foram invadidas, as áreas que podem ser transformadas em área de lazer e preservação.

Mobilidade urbana
O líder do conjunto Bugio, José Aragão empolgou a plateia com seu jeito firme de reivindicar “ Quero parabenizar o deputado Rogério Carvalho pela atitude inovadora em trazer seu mandato para discutir com  a comunidade. O maior problema que enfrentamos aqui é em relação aos loteamentos irregularidades. Em nome de todos os moradores dessas áreas peço sua interferência. Outra coisa que peço é sobre a modernidade urbana. Aqui não existe mobilidade urbana, esta, só existe na Zona Sul.  Aqui nós só temos duas saídas. Nós não temos sinalização e faixas de pedestres, faça algo em Brasília ,deputado”. Atento a fala de Aragão, Rogério Respondeu.

Emenda para o Bugio
Sobre Mobilidade Urbana especificamente, Rogério respondeu.” Nós vamos propor ao orçamento da união uma emenda de bancada para financiar projetos de mobilidade urbana, então, vamos anotar as sugestões que vocês têm para isso. Na semana que vem eu devo apresentar isso. Vamos ter recursos para esta área”, explicou.

TCE inaugura Auditório e Centro de Saúde
Após a inauguração de sua Galeria de Presidentes na última quinta, 17, o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) entregará duas novas melhorias em benefício de seus servidores e da comunidade em geral. São elas: o Centro de Saúde 'Doutora Ítala Silva de Oliveira' e o Auditório 'Conselheiro Manoel Cabral Machado'. A inauguração ocorrerá nesta segunda, 21, às 11h30, em solenidade aberta aos servidores e às autoridades do Estado.

Novo auditório
Composto por cerca de 100 assentos, o novo Auditório do TCE foi construído para receber solenidades e encontros de menor porte, sem que haja a necessidade de recorrer ao auditório maior, que também passa por melhorias. O novo espaço levará o nome do conselheiro Manoel Cabral Machado (1916-2009), um dos fundadores do Tribunal.

Centro de Saúde
Já o Centro de Saúde 'Doutora Ítala Silva de Oliveira' é fruto da mudança de local do antigo Setor Médico e Odontológico, que foi contemplado com uma nova estrutura para melhor atender aos colaboradores e homenageará a primeira mulher do Estado a formar-se em Medicina.

Mobilização homenageia vítimas de trânsito
Hoje, 21, é comemorado em todo o planeta o Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito. Em Aracaju, a data será lembrada com uma ação na rotatória da avenida Beira Mar, próximo à ponte que dá acesso à Coroa do Meio, às 6h30. A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Aracaju, através da participação ativa da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – SMTT – no Comitê Municipal de Segurança e Paz no Trânsito – COMSEPAT.

Sensibilidade
Segundo a delegada de delitos de trânsito, Georlize Teles, o pedido do Comitê é que a população se sensibilize e não queira mais perder vidas para a violência registrada diariamente nas vias. "O trânsito não mata, quem mata é o condutor, é cada um que dirige com imprudência. Vamos pessoalizar este problema", lembra.

Palestra
A programação segue às 14h, com palestra do especialista em Segurança no Trânsito, Eduardo Biavati, no auditório do Hotel Mercure. O momento é culminado às 16h, com a liturgia da palavra no Setor de Traumas do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), com bispo Dom Henrique e representantes evangélicos.

Literatura e Afrodescendência no Brasil antologia crítica
Organizado pela professor da Universidade Federal de Minas Gerais Eduardo de Assis Duarte, autor de várias publicações na área, está sendo lançada em várias capitais do país: Teresina; Belo Horizonte; Salvador; São Paulo; Curitiba; Rio de Janeiro, exceto Aracaju por falta de patrocínio cultural (passagens aéreas Belo Horizonte/Aracaju/Belo Horizonte e hospedagens para dois professores).

Organização
Publicada pela Editora UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), 2011, a antologia está organizada em 4 volumes, 1, Precursores, 2, Consolidação, 3 Contemporaneidade e o último História, teoria, polêmica e contou com a colaboração de 61 pesquisadores vinculados a 21 instituições do ensino superior nacionais e seis estrangeiras. Foram selecionados 100 escritores de todas as regiões do país, apresentando ao leitor ensaios críticos que não dispensam excertos das obras e dados biográficos curiosos. Esta publicação é fruto de pesquisa realizada em todas as regiões do país com vistas ao mapeamento e estudo da literatura produzida pelos afrodescendentes desde o período colonial.

Volumes
O primeiro volume é dedicado aos autores precursores, cobrindo o período que começa no século 18 (com Domingos Caldas Barbosa) e avança até Lima Barreto. O segundo volume analisa obras de escritores nascidos nas décadas de 1930 e 1940. O terceiro  volume, que abarca os contemporâneos , apresenta um ensaio sobre 39 literatos nascidos na segunda metade do século passado. O último volume, além de depoimentos de autores como Abdias Nascimento, reúne textos críticos e reflexões sobre o projeto de uma literatura afro-brasileira.

SE presente com Gilfrancisco
Sergipe se faz presente na antologia com ensaio do professor e jornalista baiano radicado em Sergipe, Gilfrancisco, sobre o estanciano Raimundo Souza Dantas (1923-2002), primeiro embaixador negro brasileiro; a professora Gaúcha Marlene Hernandez Leites biografou o poeta Santo Sousa e  Rosemere Ferreira da Silva, professor, que escreveu sobre Severo d'Acelino, militante de movimentos negros, tema de sua dissertação de Mestrado em Letras e Linguística – Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia.

PELO TWITTER

www.twitter.com/salesneto1 Cenas do próximo capítulo no twitter: Pancada nas operações policiais com bafômetro. Essa é a nossa elite perfumada. "Foi só um copinho".

www.twitter.com/diegodacosta Por que tem certos tipos de hóspedes pensando que pagando a diária tem direito a tudo? Calma lá! O buraco é mais embaixo!

www.twitter.com/Gilbertotv Quando os filhos crescem e vão para o mundo, só restam aos pais duas coisas: torcer muito e rezar sempre. Deus está no pedaço para garantir.

www.twitter.com/Gilbertotv Por isso que eu digo para meus amigos que tem filhos: aproveitem bastante porque eles crescem rapidinho e logo seguem seus próprios caminhos.

www.twitter.com/cezar_britto Os pássaros fazem do céu um belo cenário para mais os mais diversos estilos musicais. E viva a pluralidade cultural da natureza.

www.twitter.com/ClovisCBMelo E se concluísse q toda autonomia e livre-arbítrio que você julga ter atendem um outro comando que não as suas idéias e sua própria vontade?

www.twitter.com/betocego Num passado bem recente tinha um governador que se achava dono do povo e misturava o estado com seus negócios!

DO LEITOR

A educação não é para todos em Aquidabã
Do leitor João Nogueira: “Os Indicadores de Avaliação do Ensino Superior divulgados esta semana pelo Ministério da Educação revelam o crescimento da boa qualidade dos cursos ofertados pelas instituições de ensino superior. Este feito deve-se ao grande trabalho que o Ministério vem fazendo ao traçar metas e diretrizes a serem seguidas por cada instituição de ensino. Assim, faz com que elas busquem a se adequarem para que os seus cursos ou o seu nome não venham para no noticiário como uma empresa que presta um serviço de péssima qualidade. Mas quando olhamos para a nossa base educacional, observamos o grande abismo que há entre estas modalidades de ensino. Não podemos conceber nos dias de hoje uma escola sem os materiais necessários para o processo ensino-aprendizagem dos seus discentes e nem tão pouco uma escola sem ter o seu ano letivo iniciado em pleno mês de novembro. É este o cenário do município de Aquidabã- SE. Neste município, existem duas escolas da rede municipal, ambas situadas no interior, sem ter iniciado o ano letivo de 2011 e sem nenhuma previsão até o momento para o início. Isto é um exemplo de que a nossa educação não pode ser melhorada somente na etapa final, mas no início para quando o estudante chegar à última etapa se sinta capaz de competir por igual com qualquer outro estudante e não se submeta a pacotes ou programas que o desqualifique perante a sociedade. Como esperar um bom aprendizado dos estudantes das duas escolas se eles tiveram um ano de estudo a menos? Como esses alunos poderão acreditar nos estudos se eles foram excluídos deste processo? Acredito que são vários questionamentos a serem feitos, mas que não irão resolver esta situação, porque os órgãos competentes (Prefeito Municipal, Câmara de Vereadores, Secretário de Educação, Conselho Municipal de Educação, Ministério Público) já fecharam os olhos. Lembro que o Ministério Público em parceria com a Secretaria Estadual de Educação fazem senso educacional em alguns municípios do estado a fim de criarem estratégias para levar os jovens a frequentarem o espaço escolar que por alguns motivos evadiram. Dessa forma, devolve a esperança a vários jovens de ter um futuro mais promissor. O que se percebe na situação de Aquidabã é que o Ministério Público fechou os olhos para a situação e o gestor municipal faz de conta que é um problema inexistente ou sem valor. Mas todos os meses o ministério da educação deposita as verbas destinadas a essa área, o valor repassado já inclui os alunos que estão fora da escola por incompetência e falta de respeito com o cidadão aquidabãense. É preciso que os órgãos federais e estaduais façam uma intervenção porque podemos presenciar momentos muito mais tenebrosos neste município. Quem irá repor o tempo de estudo ceifado desses alunos?  Este episódio foi tema de uma série de reportagem da Record News sobre a educação durante esta semana. Como já sabemos o desfecho deste caso, é preciso que nós cidadãos saibamos escolher os nossos futuros representantes para que não sejamos humilhados e massacrados pelos que se dizem dono do poder”.

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
"O sucesso sempre foi a criação da ousadia”. Voltaire, filósofo francês, que nasceu em 21 de Novembro de 1694.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários