Edvaldo e a bicada tucana

0

Ao ouvir ontem, 08, o programa da Ilha FM, apresentado por Gilmar Carvalho, o ouvinte e estudante de jornalismo, Alberto Jorge, disse algo que é preciso uma reflexão. Pediu que o prefeito Edvaldo Nogueira faça logo o acordo com o PSDB de Albano para ver se a emissora de TV, que o deputado é acionista, acabe com as matérias diárias com denúncias nos hospitais municipais. Não é que ele tem razão! Infelizmente, vários meios de comunicação, que estão em mãos de políticos no Estado, são usados neste período como objeto de barganha política. É lamentável, e os profissionais de comunicação não são responsáveis por isso, quando de forma subliminar, diariamente os recados são passados.

 

O mais interessante é que nos últimos dias, setores da imprensa – que mamaram muito nos oito anos do governo Albano (inclusive usando o Ipes sem ser segurado)  – insistem em noticiar que Fabiano Oliveira pode ser candidato a prefeito. O próprio Fabiano vem avisando, inclusive por telefone a este jornalista, que não será candidato em 2008. Disse que o nome dele é citado nas pesquisas, mas tem interesse nas eleições de 2010. E mais: todo mundo sabe que Albano Franco não gasta “um conto” nas campanhas dele, quanto mais na campanha de outra pessoa, no caso o tucano Fabiano.

 

Se fosse líder político e tivesse coragem, o deputado federal Albano Franco colocaria à prova os oito anos como governador do Estado e seria candidato a prefeito pelo PSDB. Ele não fez tantas obras em Aracaju, como a reforma do mercado central? Qual o motivo para ter medo? Não seria melhor ser candidato a prefeito tendo o vice indicado pelo DEM, do ex-governador João Alves, que, por várias razões de ordem política e familiar não deve ser candidato.

 

O bom de tudo isso é que, como diz o próprio Albano, “em Sergipe todo mundo se conhece”. É a pura verdade. Todo mundo se conhece, a classe política sabe como atua Albano no quesito aliados. E cá para nós, Edvaldo Nogueira, que ninguém escute: será que vale tanto sacrifício esse apoio de Albano Franco em Aracaju? Aliás, pela fome que está demonstrando, a bicada tucana vai deixar seqüelas profundas…

 

Qualidade de vida é um processo longo I

É inegável que as administrações de Deda e Edvaldo Nogueira em Aracaju, nestes últimos seis anos, contribuíram sensivelmente para que a capital sergipana desse um passo importante para seu crescimento. Porém, sobre a pesquisa do Ministério da Saúde, que Aracaju é a capital com maior qualidade de vida do país, os discursos de alguns políticos e textos de alguns jornalistas sobre o assunto soam a bajulação e até mesmo subserviência política. Dizer ou escrever, que o sucesso aconteceu a partir de 2002 para cá é chamar todo mundo de burro. Uma cidade chega a este patamar com passos lentos e num processo construído com bases sedimentadas ao longo dos anos. Ou seja, desde a criação da cidade, com Inácio Barbosa passando por todos os administradores.

 

Qualidade de vida é um processo longo II

Por exemplo, na área da saúde e saneamento básico, Aracaju teve a sorte com administradores. É só pegar os livros de história. Pode-se citar quase todos os prefeitos. Desde José Conrado de Araújo, que desbravou ruas, passando por Aluisio de Campos, com um projeto moderno, João Alves Filho, que abriu diversas avenidas, Heráclito Rollemberg, com centros sociais urbanos, Godofredo Diniz, Jackson Barreto, que construiu 10 postos de saúde no primeiro mandato, José Carlos Teixeira com uma administração cheia de obras em oito meses, Wellington Paixão, que construiu cerca de dez quilômetros de canais, Almeida Lima com saneamento básico e praças, João Gama, com obras como a reforma do mercado central até chegar em Déda e Edvaldo. Sem falar nos governadores que deram uma atenção especial a Aracaju, como por exemplo, um dos maiores: Graccho Cardoso na área do saneamento e da educação. Então, Déda e Edvaldo fazem parte deste contexto, mas a bajulação não pode ser aceita. Qualidade de vida não se constrói em apenas 6 anos.

 

Ciclovias em Aracaju

Além do vereador Goisinho o projeto das ciclovias em Aracaju virou realidade na administração Bosco Mendonça na SMTT. Foi ele que contratou o engenheiro José Resende Góis que elaborou todo o projeto em Aracaju. Bosco deixou na administração de Déda, quase 90% do projeto pronto. No projeto deixado pelo engenheiro constam também a continuação da ciclovia da Heráclito Rollemberg, a partir da rótula do Orlando Dantas, seguindo para a Atalaia. Também consta uma ciclovia na Avenida Visconde de Maracaju e a reforma da ciclovia da ponte do rio Poxim no sentido até a praia de Atalaia.

 

Sistema metropolitano de ciclovias

O engenheiro José Resende Góis, que fez o projeto das ciclovias em Aracaju, está elaborando também para a Secretaria de Estado de Transportes, o projeto para a região metropolitana. Já foi iniciada a ciclovia ligando a Atalaia Nova, na Barra dos Coqueiros, até a ponte construtor João Alves. Está em fase de elaboração o projeto da ciclovia ligando os conjuntos Marcos Freire, Albano Franco e todo complexo Taiçoca a ponte do rio do Sal. A idéia é construir também uma ciclovia na rodovia João Bebe Água, ligando Aracaju a São Cristovão, com a duplicação da mesma.

 

Embate entre Andrade e Jair: quem tem a perder?

Parece brincadeira, mas o que a oposição (que era situação) condenava no governo passado quer fazer agora. Deseja um embate entre o atual presidente do Banese, João Andrade e o anterior, Jair Araújo. Quem tem a perder alguma coisa? João Andrade. O outro está fora do poder e quer “jogar m….” no ventilador. Não está preocupado com a saúde financeira do banco. Os números do balanço do banco falam por si só. Aliás, tem gente preocupada porque o Banco Central já começou a apurar…

 

Cadê a recuperação da rodovia do Alto Sertão?

Quando esteve em Nossa Senhora da Glória há quase duas semanas o governador Marcelo Déda assinou a Ordem de Serviço para a recuperação da rodovia do Alto Sertão. No mesmo instante perguntou ao presidente do DER e ao representante da construtora que ganhou a licitação quando a mesma seria iniciada. Ficou definido no dia 5 de abril, ou seja, o último sábado. Até ontem, 08, nada de máquinas no local.

 

Adelson Barreto X Fábio Henrique

Um fato: há três meses, as pesquisas demonstravam Adelson Barreto folgadamente na frente em Nossa Senhora do Socorro. Uma realidade: hoje as pesquisas internas mostram que Fábio Henrique falta poucos percentuais para encostar em Adelson. Uma pergunta: Adelson Barreto não tem habilidade política para somar ou Fábio Henrique está correndo por fora com a corda toda?

 

Análise sobre delegados de carreira

Ontem o deputado Gilmar Carvalho fez uma reflexão sobre o advento dos delegados de carreira e o anseio da sociedade de acabar com os comissionados e as indicações políticas. Algo sempre defendido por este jornalista. Os 18 delegados, que ingressaram no primeiro concurso, pela lei, só podem trabalhar em Aracaju. Algo errado. Como bem disse Gilmar é preciso que a cúpula da SSP faça realmente um modelo de gestão e cobre a carga horária dos delegados. Não dá para aceitar que delegados cheguem nas delegacias no meio da manhã, quando aparecem. E saiam antes do final da tarde das delegacias. O próprio sindicato da categoria deve abrir este debate. Privilégios é ruim em qualquer categoria. Na segurança pública a diferença é maior, porque atinge toda população. A grande maioria dos delegados tem a consciência da importância do seu trabalho para a sociedade, são capacitados tecnicamente e tem sensibilidade suficiente para entender as criticas e corrigir os equívocos.

 

Explicações da Associação dos Delegados

Associação dos Delegados, Ronaldo Marinho, lembrou da nomeação de pessoas totalmente desqualificadas par atuar como delegado de polícia e ressaltou que o concurso público é a porta mais democrática para chegar a um cargo público. Ronaldo disse que o delegado tem carga horária e se dedicam muitas vezes todas as horas possíveis, dando como exemplo o caso do empresário assassinato recentemente em Estância, através dos trabalhos dos delegados de Estância e Itaporanga. Segundo ele, em vários municípios no Estado tem delegados comprometidos com a causa. “Agora o delegado de polícia é só uma peça na segurança pública e não se pode jogar a responsabilidade apenas para ele”, alertou. Ele lembrou que não existe uma estrutura adequada, como por exemplo, o Estado não tem agente de polícia para lotar em todas delegacias. Ele defendeu a nomeação de mais escrivães de polícia e concurso público na SSP.

 

Consumo de crack na praça Tobias Barreto

De uma leitora: “Ao ler o artigo que fala sobre o Crack e todo seu poder de destruição, venho dá o meu testemunho sobre esse mal, como moradora das redondezas da Praça Tobias Barreto, aquela Praça que fica em frente a Secretaria de Segurança Pública, venho dizer que diariamente  pessoas, moradores e frequentadores desse local, independente do horário e de classe social, consumem essa droga e nós mostram o quanto a mesma é agressiva, pois após o seu consumos apresentam comportamento assustador. São adultos, jovens, moças e rapazes que a cada dia destroem a sua vida nas barbas da Segurança Publica do Estado. Gostaria muito que fosse tomada um providencia, pois além deles estarem destruindo a sua vida ainda colocam a nossa em risco.”

 

Parentes procuram PM aposentado

De uma leitora: “Meu nome é Camila, moro em Campo Grande-MS e estou procurando um ex-pm chamado José Marinho da Silva, filho de Joaquim Marinho de Oliveira e de Antonia Evangelista de Oliveira.  Ele é pai da minha sogra e ela não o vê há mais de 60 anos, ele deve estar com uns 83 anos e as únicas informações que temos é que ele era Pm aí no Estado e morava na cidade de Neópolis onde minha sogra nasceu”. Como este blog tem um bom número de leitores na PM, quem tiver informações é só enviar por e-mail para que possam ser repassadas.

 

Reforma na ciclovia da Avenida Beira Mar

De um leitor: “Com relação às ciclovias, gostaria de fazer uma reclamação e que a Prefeitura Municipal de Aracaju tomasse alguma providência. Não há como não elogiar os novos trechos de ciclovias que foram construídos e a ciclovia da 13 de Julho. A minha reclamação é com relação ao calçadão e à ciclovia da Avenida Beira Mar, no trecho que vai do Parque da Sementeira até à Orla, onde existem partes da ciclovia que seriam dignas de competição de Mountain Bike, modalidade de ciclismo na qual o objetivo é transpor percursos com diversas irregularidades e obstáculos. Sou morador do bairro Atalaia e minha mãe, uma jovem senhora de 55 anos, costumava ir à academia, localizada na 13 de Julho, diariamente de bicicleta. Em muitos trechos, ela tinha que descer da bicicleta e ir caminhando. Felizmente, ela continua indo à academia, porém agora a carro. Portanto, espero que, como o percurso da 13 de Julho, que é super bem cuidado, talvez  por se localizar em um bairro nobre e freqüentado por pessoas de classes sociais mais privilegiadas, o restante da ciclovia da Avenida Beira Mar também sofra reformas para que se possa transitar com o mínimo de segurança e tranqüilidade. Há de se ressaltar que muita gente a usa também para trabalhar”.

 

Placas frias e tudo mais…

De um leitor: Estou acompanhando o debate e a ênfase que esta se dando ao caso da utilização de veículos oficiais sem identificação e placas frias como no caso do nosso comandante do pelotão ambiental. Mas infelizmente acredito que essa posição do comando da SSP não seja  suficiente para reverter o quadro, qualquer policial militar pode botar qualquer placa no  carro e sair andando por ai já que quando parados em blitz ao se identificar são imediatamente liberados não ha fiscalização o que impede que essas pessoas se aproveitem dessa “liberdade” dada pelo corporativismo para praticar atividades ilícitas como por  exemplo o tráfico de drogas? Não são parados, se forem são liberados, não ha o que temer”.

 

Utilização irregular de veículo da PM

Continua o leitor: “Ainda, pra que placa fria? Se eles usam livremente as viaturas da policia? No domingo, 06, no Condomínio Rio Poxim, no conjunto Santa Lúcia alguém que mora lá, ou que foi visitar outra pessoa, ficou durante praticamente a noite toda estacionado lá. Será que o PM estava de serviço? A função dele não seria estar protegendo o cidadão na rua fazendo patrulhamento ostensivo? Porque estava confortavelmente em casa, com a viatura e tudo? Estão ai as viaturas que fazem falta quando ligamos pro 190, na casa dos policiais. A  propósito o numero da viatura é 45033 estava sem placa tirei uma foto mas como estava noite não ficou visível, infelizmente”.

 

Assembléia dos servidores do TJ

De um servidor: “No dia de ontem, 07, foi realizada no sindicato dos bancários às 15:00 horas uma assembléia do sindicato dos servidores do tribunal de justiça (SINDISERJ) e por aclamação foi declarada indicativo de greve, pois foi proposto para nós um plano de cargos e salários (PCS) imoral e obviamente rejeitado.  Será entregue nas mãos da direção do TJ, na quarta-feira (09/04/2008) um PCS elaborado pelo próprio sindicato embasado nas informações cedidas pelo tribunal de justiça consultando inclusive professores da UFS, e portanto, mostrado a viabilidade e conseqüentemente  de onde surgirá o dinheiro para aumento nos salários… Foi uma assembléia histórica visto que nunca, aqui em Sergipe, foi feita tal mobilização por parte da categoria dos servidores.O que mais revoltou os técnicos judiciários foram os valores gastos com cargos de comissão (CC) (informações conseguidas a muito custo pelo sindicato) mais um aumento nos vencimentos dos analistas na ordem de mais de 80%, nada contra eles mas o grande problema foi o nosso aumento de 0% de aumento para os técnicos. Fomos considerados um dos melhores Tribunais de Justiça do país em eficiência (proporcionalmente falando), mas acredite se quiser, com o menor salário do país.Será dado um prazo de 5 dias para avaliação do PCS por parte do TJ e mais 5 dias para a mesa de negociação com a categoria e no dia 28 de abril ocorrerá nova assembléia de onde será decidido o rumo que será tomado.  Portanto frise-se que ninguém está agindo levianamente, ou seja, foram feitos estudos e demonstrado que é possível sim, aumentar os salários e estamos abertos a negociação. Está quinta-feira faremos um ato público em frente ao Tribunal de Justiça onde doaremos sangue para o Hemose”.

 

Servidora do TJ lança livro sobre DNA

No próximo dia 11 de abril, às 17h, na *Escola Superior da Magistratura de Sergipe (Esmese), a servidora do Tribunal de Justiça de Sergipe, Durvalina Araújo, estará lançando seu primeiro livro Exame de DNA e a Prova Emprestada. A obra trata do crime de estupro no que se refere à impunidade e ausência de provas e defende o exame de DNA como a solução na identificação do culpado.“O exame de DNA veio para questões de identificação de um suposto pai ou de um suposto criminoso, não apenas para culpar, mas também para inocentar, tanto não ser pai, quanto não ser o culpado por um crime tão bárbaro”, ressalta Duvarlina.O leitor também encontrará no livro Exame de DNA e a Prova Emprestada opiniões e sugestões da autora, a exemplo da criação de leis mais rígidas para a punição dos culpados. “Escolhi o tema porque acho que o crime de estupro, que mais se vê entre familiares e que é de difícil identificação, por medo da vítima, muitas vezes, oprimida, coagida, é um crime muito íntimo e que traz traumas para o resto da vida. Na minha opinião, deve-se tomar a decisão de coibir este crime com uma legislação mais contundente”, afirma.

 

SEED realiza Dia D contra a Dengue

A Secretaria de Estado da Educação (SEED) hoje, 9, o ‘Dia D de Combate à Dengue nas Escolas Públicas Estaduais’. O lançamento será às 8h, na Escola Estadual 15 de Outubro. Ainda nesta quarta-feira, a ação ocorrerá no Colégio Estadual John Kennedy e no Instituto de Educação Rui Barbosa, conhecida como Escola Normal. As 400 unidades de ensino da capital e do interior também estão engajadas nesta luta. Serão feitos mutirões de limpeza, visitas de agentes de saúde e dedetização no local. Na tarde da última segunda-feira, 7, a SEED fez uma reunião com os diretores regionais de educação e membros da Vigilância Epidemiológica Municipal e Estadual para definir ações de combate à dengue nas escolas do interior. Levar para a sala de aula trabalhos pedagógicos interdisciplinares, que informem e façam dos alunos agentes multiplicadores em suas comunidades no extermínio do Aedes aegypti, foi um dos pontos definidos na reunião. “Estamos articulando uma brigada contra a dengue nas escolas”, afirmou o coordenador da Rede Qualivida da SEED, Sílvio Oliveira. As escolas estaduais também começaram a se mobilizar independente da programação definida pela SEED. É o caso do Colégio Estadual Professor Leão Magno Brasil, que realizou no último sábado, 5, uma caminhada no entorno da escola para alertar e conscientizar a população local a respeito da contribuição que cada pessoa pode prestar na luta contra a dengue, além do papel dos órgãos públicos. (ASN).

 

Sobre a multimistura citada na coluna

Uma leitora enviou uma nota de esclarecimento do Ministério da Saúde emitida no final do ano passado sobre a multimistura e sua contra-indicação: O Ministério da Saúde esclarece que a multimistura, um composto de farelos e outros ingredientes, nunca foi adotada como estratégia nacional para o tratamento da desnutrição infantil. O Ministério da Saúde também não compra nem distribui alimentos à população. Assim, não têm fundamento as notícias de que a pasta teria substituído a multimistura por alimentos industrializados. Estudos recentes apontam que a multimistura contém pequenas quantidades de calorias e nutrientes e alto teor de fibras, o que dificulta a absorção especialmente a do ferro. As pesquisas também recomendam que não seja utilizada em crianças desnutridas, por causar agressão à mucosa intestinal. Além disso, se não produzida em condições apropriadas, pode gerar um alto grau de contaminação microbiológica. A Sociedade Brasileira de Pediatria e o Conselho Federal de Nutricionistas não recomendam a utilização da multimistura. A Pastoral da Criança, em sua ação nacional, deixou de utilizar o composto, a partir de pesquisas. A adoção de uma política intersetorial, que associa programas como Bolsa Família e Saúde da Família, possibilitou a queda da desnutrição infantil.

 

Reunião em SE, da Associação Brasileira de Imprensas Oficiais

De 10 a 12 de abril, Aracaju vai sediar a 38ª Reunião da Associação Brasileira de Imprensas Oficiais (Abio), acontecerá no Hotel Aquário”s. O tema central do encontro será o Bicentenário da Imprensa Nacional, incluindo na programação o Lançamento Oficial do Ano 200 da Imprensa Brasileira e da Imprensa Oficial no Nordeste. O presidente da Abio, que também é presidente da Imprensa Oficial de Minas Gerais, Francisco Pedalino, vai participar do evento. Além de presidir o Ato em comemoração ao ano 200 da Imprensa Nacional no Nordeste, Tolentino vai proferir a palestra que leva o mesmo tema, os 200 anos da imprensa brasileira.  “Meu propósito é fazer uma participação rica para a sociedade sergipana, afinal, é importante salientar a importância dos Diários Oficiais”, disse ele. Entre os assuntos a serem abordados estão a modernização dos Diários Oficiais e a criação da Abio Notícias. “Ao abordar sobre a modernização dos diários oficiais, a criação da Abio Notícias servirá como fonte de informação para a imprensa e representantes dos três poderes em todo o país”, explica o presidente da Segrase, Luiz Eduardo Oliva. A reunião conta com o apoio do Governo de Sergipe.

 

Frase do Dia

Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. Mas no fundo isso não tem muita importância. O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre. Em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado.” Shakespeare.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários