ELEIÇÃO NA ASSEMBLÉIA

0

As eleições que acontecem hoje na Assembléia Legislativa talvez sejam a mais tranqüila dos últimos anos. Com a decisão da oposição – nove parlamentares – de votar favorável à reeleição do presidente Antônio Passos (PFL) e do primeiro secretário Marcos Franco (PMDB) será preciso muito pouco para fechar a chapa. Basta que o vice-presidente Garibalde Mendonça (PDT) e a segunda secretária Susana Azevedo (PPS) queiram permanecer em seus cargos, com o compromisso de votarem entre si, que a reeleição está garantida. Mesmo assim, o dia de ontem foi de intensas reuniões com o secretário José Alves do Nascimento Neto, exatamente para preenchimento dos três cargos que a oposição deixou livre para que fosse ocupado pela situação.

 

Na realidade, a posição da oposição fechou apenas na reeleição do presidente e do primeiro secretário, mas deixou aberta a vice-presidência, a segunda e a terceira secretarias, já que a quarta secretaria será ocupada pelo deputado Adelson Barreto (PTB), que cumpre rodízio da bancada oposicionista. A maioria dos parlamentares vinculados ao Governo, que pleiteava cargos na Mesa, escolheu a primeira secretaria como a única opção, porque tem força nas decisões administrativas e financeiras da Assembléia Legislativa. Mas a decisão tomada pela oposição frustrou a disputa, porque favoreceu ao atual comando da Casa, agora precisando de apenas dois nomes para frear qualquer incursão. Durante a noite ainda havia algumas reuniões com José Alves, para que o Governo interferisse na troca dos demais cargos, dando oportunidade a outros membros da bancada oficial.

 

A decisão dos parlamentares da oposição também frustrou o projeto de quatro membros da bancada governista, que topariam se unir aos nove oposicionistas e formar uma chapa que derrubasse a reeleição. O grupo chegou a conversar com a bancada contrária ao Governo, oferecendo-lhe a vice-presidência e primeira secretaria, com o objetivo de bater chapa e virar a Mesa, como aconteceu no Governo passado, com o então deputado Reinaldo Moura, que conseguiu derrotar o indicado do então governador Albano Franco, deputado Ulices Andrade (PSDB). O líder da oposição, deputado Belivaldo Chagas (PSB), antecipou, domingo passado, a disposição de apoiar Antônio Passos e Marcos Franco, na reunião que aconteceria ontem, como realmente ocorreu. É que não era objetivo do grupo apoiar outra candidatura em troca de cargos na Mesa, a não ser se oferecessem a presidência. Como não viam essa possibilidade e achavam que não havia homem de maior pulso que Passos para dirigir a Assembléia, a decisão seria manter o presidente e o primeiro secretário.

 

Evidente que a eleição de uma Mesa Diretora de Assembléia Legislativa sempre gera perspectivas até o último instante do início do pleito. É comum se registrar mudanças em um simples piscar de olho. Mas, com o voto já declarado de 11 parlamentares, fica muito difícil alterar esse quadro em favor de alguém que pretenda uma posição mais influente na direção. Claro que o Governo teria formas duras de interferir junto a alguns dos seus deputados que se mantêm irredutíveis, mas a impressão é que esse não é o objetivo e nem o estilo do coordenador José Alves Neto. É possível que se cometa um erro de avaliação, mas, pelo quadro que está, muito dificilmente toda a Mesa não será mantida para o próximo biênio que, inclusive, está disputando as eleições em 2006. O deputado Marcos Passos fez uma boa administração e só o fato de ter fundado a TV da Assembléia Legislativa, merece permanecer onde está.

De qualquer forma, ainda se tem muito a discutir até o início da votação, mas a mudança, caso haja, será apenas em três cargos na Mesa que não são tão interessantes para se criar um problema com o bloco que dá sustentação ao Palácio dos Despachos. Mas as conversas ainda rolam e mesmo com a garantia da reeleição de toda Diretoria, haverá desgostosos sentados à Mesa e longe dela.

 

 

BONECOS

O deputado federal José Carlos Machado (PFL) disse que Sergipe mais uma vez mostrou sua garra em defesa do rio São Francisco. Machado observou que o boneco que representava o presidente Lula apanhou mais do que o que representava o ministro Ciro Gomes.

 

VIRGÍLIO

O candidato independente a presidente da Câmara Federal, deputado Virgílio Guimarães (PT), adiou sua viagem a Sergipe em razão do problema de saúde do governador. Virgílio já agendou uma outra data: estará em Aracaju no próximo sábado, quando se inicia o carnaval. Ainda não marcou com os deputados.

 

JOÃO ALVES

Já está decidido: o governador João Alves Filho (PFL) passa o carnaval descansando em São Paulo, mesmo quando receber alta do hospital. Ontem, no início da tarde, familiares do governador informou que ele estava bem, andava naturalmente e seria submetido a alguns exames.

 

RITMO

O governador João Alves Filho foi aconselhado a reduzir seu ritmo de trabalho e procurar descansar o máximo que puder, em razão do stress. Um secretário disse que João Alves às vezes telefona de madrugada para perguntar alguma coisa e se reúne aos sábados e domingos. “Essas reuniões não são produtivas”, disse ele.

 

OPOSIÇÃO

A oposição fechou com Antônio Passos (PFL) presidente e Marcos Franco (PMDB) para primeiro secretário. A decisão foi tomada durante reunião realizada ontem… Os demais cargos da mesa ficam a critério da bancada governista, já a quarta secretaria, que é uma indicação da oposição, passará para o deputado Adelson Barreto (PTB).

 

CONFIRMA

O líder da oposição, deputado Belivaldo Chagas (PSB), conversou com Antônio Passos e comunicou a decisão da oposição, quanto à reeleição dele e de Marcos Franco. Agora está faltando apenas que dois deputados votem na reeleição dos dois, para que tudo esteja absolutamente resolvido.

 

DEFINE

A posição dos deputados da oposição praticamente define a situação da Assembléia Legislativa, porque ficam faltando apenas dois para reeleger toda a mesa. Se Passos conversar com Garibalde para se manter na vice e com Susana para ficar na segunda Secretaria, completa os 13 nomes e está fechada a reeleição total.

 

JOSÉ ALVES

O secretário José Alves Neto, que está conversando com todos os parlamentares, tem condições de forçar uma mudança, caso queira reeleger apenas Passos e Marcos. Há muitas conversas sobre isso, mas as articulações envolvem poucas pessoas, já que a oposição não servirá de instrumento para reversão do quadro.

 

DEFINIDO

Apesar do quadro parecer definido, só hoje é que sairá a chapa definitiva para a disputa da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa. Antônio Passos na Presidência, Marcos Passos na primeira secretaria e Adelson Barreto na quarta secretaria. Os outros cargos podem ser decididos minutos antes do pleito.

 

DESABAFO

A declaração de um deputado, que pretende um lugar na Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, saiu como um desabafo: “Vocês acham que o governador João Alves Filho vai terminar o mandato com a mesma maioria que ele tem hoje na Assembléia?”

 

PEDIDO

O prefeito Marcelo Déda (PT) pediu aos deputados federais Heleno Silva (PL) e Jackson Barreto (PTB) que votassem em Luiz Greenhalgh (PT) para presidente da Câmara. Heleno Silva disse ontem que o seu voto vai depender da posição do partido, mas o pedido de Déda também influencia.

 

INTERIOR

Segunda-feira, durante a entrega de cestas de alimentos em cidades do alto sertão, muita gente procurava saber quem era Marcelo Déda. A maioria o conhecia apenas de nome e alguns de televisão. O viu pela primeira vez na distribuição das cestas formadas com alimentos arrecadados do Pré-Caju.

 

MAC DONALD

Quem curte os sanduíches do Mac Donald aproveite para comer o que puder hoje. É que a partir de amanhã as lojas do shopping e da avenida Hermes Fontes serão fechadas. Segundo informação de uma funcionária, houve mudança de dono, mas que não há data marcada para reabertura. Se reabrir…

 

Notas

 

ALBANO

O ex-governador Albano Franco (PSDB) recebeu convite do senador Renan Calheiros (PMDB-SE) para ingressar no seu partido, dizendo que seria muito bom para a legenda. O encontro dos dois aconteceu em um restaurante, em São Paulo. Albano Franco agradeceu e disse que não deixará o PSDB. Albano Franco lembrou que o primeiro convite para ingressar no PMDB partiu do presidente regional do partido em Sergipe, Benedito Figueiredo. Albano acha que Renan deve ter tomado conhecimento disso.

 

HELENO

O deputado federal Heleno Silva (PL) acha que “hoje sou mais candidato ao Senado do que ontem”. O parlamentar sente que o momento demonstra isso, porque tem sido bem aceito em todo o Estado, principalmente no sertão, onde atua com mais freqüência. Heleno está animado para essa disputa em 2006. Heleno Silva, que integra o bloco de apoio ao prefeito Marcelo Déda, foi o primeiro a lançar candidatura majoritária, deixando claro que não abre mão disso. É possível que futuramente seja um problema.

 

BOLETIM

O governador João Alves Filho fez ontem uma endoscopia e, segundo o boletim médico, está tudo bem. Hoje o governador inicia uma bateria de exames para check up, que será feita até sexta-feira, quando esta prevista alta. O governador João Alves Filho está acompanhado da família em São Paulo. Ao receber alta, João Alves Filho não retornará a Sergipe imediatamente, permanecerá em São Paulo por mais alguns dias em tratamento. Depois do carnaval ele retoma suas atividades, com mais moderação.

 

É fogo

 

A maioria dos deputados estava na disputa pela Primeira Secretaria, mas o cargo era um só. Seria difícil acomodar tanta gente.

 

O movimento na Assembléia Legislativa será intenso hoje pela manhã e no período da tarde, com as eleições para a Mesa Diretora.

 

O secretário José Alves Neto conduziu bem as conversas sobre a eleição na Assembléia Legislativa.

 

Pela lógica, toda a Mesa Diretora será renovada e os demais deputados que querem uma posição na mesa agora vão se contentar com ganhos políticos.

 

A partir de hoje muita gente já começa a viajar para passar o carnaval fora do estado. O destino é Salvador e Recife.

 

O secretário da Cultura de São Cristóvão, Antônio Leite, está animado com a receptividade que vem obtendo com o carnaval daquela cidade.

 

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) viajou a Capela onde participou da festa da padroeira, ao lado do prefeito Sukita.

 

O prefeito da Barra dos Coqueiros, Airton Martins (PT) está empolgado com a realização do primeiro carnaval promovido pelos petistas.

 

O prefeito Marcelo Déda já está de férias e passa o Carnaval no Rio de Janeiro. Retorna dia 14 para abertura da sessão plenária da Câmara.

 

A Receita Federal prorrogou o prazo de entrega de diversas declarações para o dia 10 de fevereiro. O encerramento seria segunda-feira.

 

Melhora da atividade econômica já refletiu no pagamento das dívidas em 2004. Mas de 10 milhões de pessoas saíram da lista de inadimplência entre janeiro e dezembro.

 

Segundo técnicos do Serasa, o aumento recorde do número de baixas em 2004 é resultado da melhora do nível da atividade econômica.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários