Em política, trair e coçar e só começar

0

Os pré-candidatos às eleições de 2022 devem saber que todo e qualquer entendimento político feito agora pode sofrer mudanças. As conversas de momento visam estreitar as relações e apalavrar a compra dos currais eleitorais. Como sabem que estão sujeitos à traição, os políticos evitam fechar acordos faltando um ano para o pleito. Quem fez isso no passado foi traído. O caso mais emblemático ocorrido em Sergipe foi do advogado Daniel Tourinho (PMN). Em 1989, ele desembarcou em Sergipe disposto a se eleger deputado federal. Tinha o apoio do então presidenciável Fernando Collor de Mello, além de muito dinheiro na bagagem para comprar votos. Logo recebeu a adesão de dezenas de lideranças políticas e vivia cantando vitória. Porém, quando as urnas foram abertas o fidalgo teve menos de 15 mil votos, não ficando nem na primeira suplência. Encabulado, Tourinho botou a viola no saco e voltou para o Rio de Janeiro. Em 2018, o então candidato a senador André Moura (PSC) reuniu em Aracaju cerca de 60 prefeitos e dezenas de lideranças que lhe juraram apoio. Tal qual Tourinho, ele também foi traído e perdeu a eleição. Portanto, quem não souber tanger o gado vai dar com os burros n’água em 2022. Misericórdia!

Contra o governo

Para contrariedade do governador Belivaldo Chagas (PSD), a bancada federal de Sergipe votou em peso a favor do projeto alterando a cobrança do ICMS sobre os combustíveis. Assim como Chagas, os demais governadores não conseguiram evitar que os deputados federais votassem contra a propositura. Caso o projeto seja aprovado também no Senado, o Conselho de Secretários da Fazenda deve ir à justiça para impedir a mudança na forma de cobrar o ICMS dos combustíveis. Essa novela promete muitos capítulos. Crendeuspai!

Trans fardados

As Forças Armadas são obrigadas a reconhecer o nome social dos militares transgêneros. Também estão proibidas de afastá-los de forma compulsória por “transexualismo”. Esta decisão é da 5ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). A Justiça se manifestou após denúncia de que militares foram colocadas em licença médica por “incapacidade temporária”, sob a alegação de que têm “transexualismo”. Home vôte!

JCPM se reestrutura

O Grupo JCPM realizou uma reestruturação de gestão, passando a atuar através de duas holdings – JCPM Shopping Centers S.A. e a JCPM Participações e Investimentos Ltda. A nova estrutura visa deixar o Grupo ainda mais preparado para os desafios futuros, abrir espaço para novos negócios, além de fortalecer a estrutura da divisão de shopping. Presidido pelo sergipano João Carlos Paes Mendonça, o Grupo possui 11 empreendimentos, posicionando-se entre as cinco maiores do Brasil, com forte atuação no Nordeste. Supimpa!

Sem zebra

Deu a lógica: a comissão especial da Assembleia aprovou a indicação de Luis Alberto Meneses como conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe. Aprovado na sabatina, o nome do distinto será agora votado pelos deputados estaduais. Indicado pelo governador Belivaldo Chagas (PSD), Luis Alberto vai substituir o conselheiro aposentado Carlos Alberto Sobral. Como a aprovação do nome pelo Legislativo são favas contadas, o futuro conselheiro do TCE já deve ter começado a redigir o “improviso”. Marminino!

Doença sem cura

O transtorno bipolar, uma doença sem cura, mas com tratamento e controle, atinge 4% da população. Segundo a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar, em 60% dos casos a doença se manifesta antes dos 20 anos de idade. Na infância, os sintomas mais comuns são a distorção do humor e o avanço precoce da sexualidade. Aff Maria!

Briga de foice

Dizem as más línguas que o governador Belivaldo Chagas (PSD) precisará de muito jogo de cintura para manter a unidade da ampla coligação partidária que lhe apoia. Interessados nas melhores posições da chapa majoritária, os aliados de Chagas travam nos bastidores uma verdadeira briga de foice. O governador não tem como agradar a todos, pois há mais desejos em jogo do que cargos na disputa. Político calejado, Belivaldo vai cozinhar o galo até a hora H, quando tentará montar um time coeso e forte para o enfrentamento eleitoral de 2022. Aguardemos, portanto!

Patrimônio cultural

A Sociedade Musical Lira Nossa Senhora da Purificação, da cidade de Capela, virou Patrimônio Cultural Imaterial de Sergipe. De autoria do deputado Francisco Gualberto (PT), o Projeto de Lei concedendo o título à tradicional banda capelense foi aprovado na sessão de ontem, da Assembleia Legislativa. Fundada há 34 anos, a Lira Nossa Senhora da Purificação é composta por 25 músicos. Legal D+!

Mais pobres

Estudo do IBGE mostra ter aumentado o número de negros entre os brasileiros mais ricos, de 11,4% para 17,8%. Apesar disso, a população branca ainda é maioria – oito em cada 10 – entre o 1% mais rico da população. Entre os mais pobres, por outro lado, três em cada quatro são pessoas negras. Mais da metade da população (54%) é de pretos ou pardos, sendo que a cada 10 pessoas, três são mulheres negras. Vixe!

Aposta na educação

Como dizem as coleguinhas colunistas sociais, políticos de A a Z devem prestigiar, hoje, a inauguração do Centro de Educação Profissional do Senac em Nossa Senhora da Glória. Convidado pelo deputado federal e presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira (PP), o governador Belivaldo Chagas (PSD) já confirmou presença na solenidade. Maior unidade pedagógica do sertão, o Centro Educacional do Senac custou R$ 13,5 milhões e visa impactar uma população superior a 200 mil habitantes, com a oferta de cursos de formação e aperfeiçoamento profissional. Maravilha!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano O Republicano, em 1º de julho de 1890

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais