Exemplo a ser seguido

0

Ao defender o cumprimento da decisão do Supremo contra o nepotismo no serviço público, o governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), dá um bom exemplo, diferente do que fizeram o prefeito do Rio, César Maia (DEM), e o governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB). Estes dois preferiram trafegar pela contramão da história e criaram secretarias para que os irmãos não deixassem de mamar nas tetas públicas. Uma vergonha! Déda optou pelo caminho da moralidade ao orientar a Secretaria da Administração que verifique se há casos no governo de Sergipe que se enquadrem como nepotismo. “Caso haja, todos serão exonerados”, prometeu o petista em matéria no Jornal da Cidade. Tomara que a Assembléia Legislativa, o Tribunal de Contas do Estado, as prefeituras e Câmaras de Vereadores sigam o exemplo do governador. É o mínimo que se espera de agentes públicos comprometidos com a moralidade.

 

 

Força federal

 

O juiz da 3ª Zona Eleitoral de Sergipe, Geilson Costa da Silva, solicitou força federal para garantir a tranqüilidade nas eleições dos municípios de Aquidabã, Canhoba e Graccho Cardoso. O pedido foi feito ao Tribunal Regional Eleitoral, que deverá analisá-lo nos próximos dias. Para justificar o envio de tropas federais aos três municípios, o magistrado alegou que existe histórico de confrontos na região.

 

Deputados na Fafen


Uma comissão de 10 deputados estaduais visitará às, 11 horas de hoje (28), a direção da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados de Sergipe (Fafen), no município de Laranjeiras. Os parlamentares vão levar aos empregados da subsidiária da Petrobras o apoio do Legislativo sergipano ao projeto de duplicação da unidade. Os deputados entendem que a duplicação significa mais emprego, mais arrecadação de impostos para o Estado e, conseqüentemente, mais fertilizantes para ajudar na produção de alimentos. A visita foi sugerida pelo deputado Francisco Gualberto (PT).

 

Com os índios

 

O ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a dar um voto polêmico. Na condição de relator, ele propôs que a reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, seja demarcada de forma contínua, com a saída dos agricultores que plantam arroz nas terras. Ayres Britto rejeitou a idéia de criação de “ilhas” para populações indígenas. O relator foi o único dos 11 membros do STF a votar no primeiro dia do julgamento, pois o ministro Carlos Alberto Direito pediu vistas do processo, adiando a decisão.

 

Senadora multada

 

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Marcelo Ribeiro, afastou multa de R$ 2 mil imposta pelo TRE de Sergipe à senadora Maria do Carmo Alves (DEM) por propaganda eleitoral em local proibido nas eleições de 2006. A condenação é o mínimo previsto na Lei 9.504/97 (Lei das Eleições). A defesa da senadora alegou que a multa prevista na Lei das Eleições só seria aplicável se o candidato, cientificado do ato, não tivesse restaurado o bem público. O argumento, contudo, não convenceu o ministro.


Prazo final I

 

Os candidatos aptos a concorrer aos cargos de vereador, prefeito e vice-prefeito nas próximas eleições têm até esta quinta-feira (28) para verificar as fotos e os dados que constarão na urna eletrônica. A fotografia que aparece na urna eletrônica deve ser preferencialmente em preto e branco, com fundo uniforme e o candidato deve aparecer sem adornos, especialmente aqueles que tenham conotação de propaganda eleitoral ou que induzam ou dificultem o  reconhecimento pelo eleitor. Caso seja constatado algum problema na foto, os candidatos, partidos ou coligações têm até o dia 30 de agosto para fazer a substituição.


Prazo final II


Os candidatos, partidos ou coligações também devem verificar até hoje (28) se os dados pessoais daquele que vai participar da eleição estão corretos, como nome na urna eletrônica, número, nome completo, sexo, data de nascimento, estado civil, nacionalidade, naturalidade, grau de instrução e ocupação.  Devem checar, ainda, o nome do partido de filiação, o nome e a composição da coligação, quando houver, o cargo a que concorrem e o número do processo de registro de candidatura.


Teatro reformado

A reforma de toda a estrutura do Teatro Atheneu vai custar R$ 400 mil. A informação é do secretário estadual da Cultura, Luiz Alberto. Ele assina, às 20 horas de hoje, a ordem de serviço para que seja feita a recuperação do espaço, que tem capacidade para mil pessoas. O encerramento temporário das atividades será realizado com a apresentação do grupo teatral Imabuaça, que irá encenar o espetáculo “Senhor dos Labirintos” e lançar o livro “A Construção da Memória”. As obras de reforma do Teatro Atheneu deverão ficar prontas em seis meses.

PF controlada

O presidente nacional da OAB, sergipano Cezar Britto, defendeu a instituição de um órgão de controle externo da Polícia Federal nos moldes dos que existem para a magistratura, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e para o Ministério Público, (CNMP). Britto disse que os policiais federais e a advocacia têm objetivos comuns, como o combate à corrupção e ao crime organizado. Ele salientou, contudo, que as divergências são quanto ao modo como foram conduzidas diversas operações da PF, que se pautaram pelo que chamou de “espetacularização” e não observaram o direito à ampla defesa, como acesso dos advogados aos autos e entrevistas reservadas com seus clientes.

Feira do Sebrae

 

A Feira do Empreendedor de Sergipe começa nesta quinta-feira (28), no Centro de Convenções de Sergipe, em Aracaju. A abertura oficial será às 19 horas e terá a presença de diretores do Sebrae e de autoridades estaduais. A edição deste ano terá 111 estandes, distribuídos entre 88 empresas de Sergipe e de locais como São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba e Paraná. O evento é voltado para empresários e empreendedores em geral, além de estudantes, aposentados, fabricantes, revendedores, empresas franqueadoras, inventores, vendedores autônomos (vendas de porta em porta) e instituições públicas e privadas que têm a intenção de divulgar suas ações.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários