Frágil economia sergipana

0

  Aos sábados a coluna publicará artigos enviados por leitores sobre diversos temas. Essa semana o economista e empresário Gilson Pinheiro escreve sobre a economia sergipana. O artigo:

       Sou sergipano, economista, ex-bancário, empresário, e me sinto no dever de chamar este colunista para um debate sobre a frágil economia sergipana, inclusive poderia ser tema do seu editorial, sem a pretensão do mesmo ser um furo de reportagem, nem tampouco apologia à xenofobia.

         Observemos que a grande força da renda do estado sergipano, ou seja, os grandes compradores da economia sergipana, são primeiramente o Estado e em segundo o sistema Petrobrás, as compras deles, juntamente com suas folhas de pagamento, alimentam, acredito que 70% do comércio local, por não dizer da economia como um todo. Ocorre que uma grande parte destes recursos se vai para outras economias da federação na forma de compras de mercadorias e serviços, bem como lucros das empresas que possuem filiais aqui, mas suas sedes são principalmente no eixo Sul-Sudeste, vejamos: As grandes lojas dos shoppings são todas de fora; Os bancos, são quase todos de fora, com exceção do Banese; As seguradoras, são todas de fora; os grandes supermercados, são todos de fora; e para piorar a situação, as grandes compras do Estado são licitações ganhas por empresas de fora, uma guerra muitas das vezes injusta, logo algumas regiões possuem ICMS de 7%, enquanto aqui em Sergipe, é 17%.

  Estou chamando a atenção para este assunto, visto que, a continuar este ciclo vicioso, nosso estado nunca vai ter desenvolvimento; suas próprias indústrias; seu próprio povo desenvolvido. Temos que mudar, de estado apenas consumidor para estado também produtor. Uma medida que acho ser de grande valia, seria que no caso das compras do Estado, para as empresas locais, fosse eliminado 100% do ICMS, logo. o Estado está pagando icms para ele mesmo, não é estranho?  Além de colocar as empresas locais em igualdade de condições tributárias frente à demais empresas da federação. Os Estados Unidos, não hesitam quando o assunto é proteger sua economia, o próprio governo Lula, quando da licitação da transposição excluiu as empresas estrangeiras de participar. Porque nós somos tão flexíveis? A Codise poderia mapear nossas matrizes de produção, e verificar quais produtos e serviços faltam em nossa economia, para estimular empreendedores para estes negócios, e garantindo, via as compras do Estado, um mercado mínimo para estes novos negócios. Vamos pensar Sergipe… (Gilson Pinheiro).

 

Edson Ulisses é candidato a desembargador I

O Advogado e atual Procurador Geral do Estado, Edson Ulisses de Melo, esteve ontem à tarde, visitando o Presidente da OAB/SE, Henri Clay Santos Andrade. Durante a conversa, Edson Ulisses, comunicou oficialmente ao Presidente da OAB/SE que é candidato ao cargo de Desembargador, na vaga a ser deixada pelo Desembargador Manuel Pascoal Nabuco D”Avila, no próximo mês de agosto, quando será aposentado compulsoriamente. Ulisses, disse ao Presidente da OAB/SE- Henri Clay Andrade, que a visita e o comunicado oficial da sua decisão era um deferimento todo especial ao colega e Presidente da sua seccional, uma vez que em cumprimento à Constituição Federal, pelo critério adotado do quinto Constitucional a próxima vaga de Desembargador no TJ/SE é destinada aos advogados, portanto, a consulta à classe, através de eleições diretas deve ser promovida pela Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil-SE.

 

Edson Ulisses é candidato a desembargador II

Edson Ulisses de Melo, é advogado militante por mais de 30 anos, foi Presidente da OAB/SE, Conselheiro Federal da OAB em três mandatos, Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB, Chefe da assessoria jurídica do BNB, Presidiu o Tribunal Permanente dos Povos, e atualmente exerce o cargo de Procurador Geral do Estado. No final do encontro, em tom descontraído, Edson Ulisses disse ao Presidente Henri Clay Andrade: ” Não vim pedi o apoio institucional da OAB, por entender que a entidade não deve ter um candidato oficial, mais o apoio do colega Henri Clay, dos seus familiares e do grupo de amigos”.

 

 

Concordado da Deso faz reclamação I

De um concursado da Deso: “Fiz o concurso publico para ingressar na empresa Deso, fiquei classificado no cadastro de reserva. Porem, sempre entrando no site da empresa para buscar alguma informação, já que recentemente o assessor de imprensa da companhia disse que começaria a convocar os aprovados no concurso deparei-me com o link http://www.deso-se.com.br/deso.php?var=1112108389, onde consta o “Pregão nº 002/2007 – (última alteração 13/03/2007 18:00h) – Contratação de Serviços através de alocação de mão-de-obra envolvendo as atividades de agente comercial, atendente comercial e motoristas necessários em diversos setores da Deso cujo julgamento será feito pelo menor preço por lote”.

 

Concursado da Deso faz reclamação II

Continua o concursado: “Bem, gostaria de saber se há algum meio legal para suspender essa licitação, já que existe um cadastro de reserva para suprir essa demanda de funcionários, como também já foi provado através de estudos  que os serviços terceirizados  tem o custo muito alto para empresa. Também fiquei sabendo através de amigos meus que trabalham na empresa que o sindicato não se mobiliza para barrar essa licitação”. Ele lembrou ainda que desta forma a mudança não ocorreu, com os terceirizados, indicados por políticos, continuando na empresa.

 

 

Ponte, Corpo de Bombeiros e jetons

De um leitor:Aproveitando a oportunidade vou fazer uma critica a essa ponte Aracaju-Barra. O dinheiro gasto na construção desta daria para aparelhar o Corpo de Bombeiros do Estado para não ficarmos dependendo da  Infraero e da Petrobras, pois sabemos que o nosso Corpo de Bombeiros  não tem condições de combater incêndios em qualquer edifício residencial em grandes proporções. Como também poderia equipar a nossa polícia, com novas viaturas, delegacias e quem sabe até um soldo justo para os nossos soldados da PM e agentes da civil, já que os delegados foram muito bem apadrinhados por João Alves.Como estamos em mudança seria de bom alvitre pela  sua seriedade e independência levantasse a bandeira, que nós pessoas de bem, desejamos por fim mas não temos este poder de redução do valor dos Jetons indecentes implantados na gestão do ex-governador tão criticada e esquecida até este momento;não devemos acabar mas reduzir o seu valor que na época era de R$ 300,00 por reunião dos Conselho de Administração – moralidade já”.

 

Aracaju: Humanos e urbanos

A partir da terça-feira, 27, na Galeria J. Inácio (ao lado do Constâncio Vieira) será lançada a exposição “Aracaju: Humanos e urbanos”. O artista plástico e chargista Edidelson Silva é hoje um referencial em Sergipe. A exposição ficará até 27 de abril na galeria. Mais detalhes sobre a exposição, neste domingo, 25, no programa Expressão, na TV Aperipê, Canal 02, às 19h30.

 

BNB financia Centro Médico em Simão Dias

 A agência do Banco do Nordeste em Simão Dias acaba de contratar uma operação de financiamento no valor de R$ 194,8 mil, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE – Serviços), para construção do moderno Centro Médico José Eronildes dos Santos. O valor total do investimento gira em torno de R$ 377 mil e inclui a aquisição de máquinas, equipamentos, móveis e utensílios, além de capital de giro.  De acordo com a gerente de negócios da unidade, Maria Zarema Lobato Nunes, o empreendimento será um marco na história da saúde do município, considerando que serão oferecidos serviços de consultas em fisioterapia, odontologia, pediatria, psicologia, clínica médica, dermatologia, oftalmologia, ginecologia e obstetrícia, além de exames laboratoriais e especializados, como ultra-sonografia, colpocitologia, eletrocardiograma e raios-X.

 

Teatro Atheneu comemora 53 anos

Um show feito especificamente por cantoras que atuam em Sergipe, marca a promoção da Secretaria de Estado da Cultura em homenagem aos 53 anos do Teatro Atheneu. O evento será realizado na próxima quarta-feira, dia 28 de março, às 20h, data do aniversário do Atheneu. A apresentação reunirá as cantoras Patrícia Polyne, Macia Chou, Tânia Maria e Joésia Ramos. Fundado em 1954, o Atheneu é o mais antigo teatro em atividade no Estado e uma importância significativa na historia cultural sergipana. Até a construção do Teatro Tobias Barreto, o Atheneu foi o maior espaço público para a realização de espetáculos e recebeu durante muitos anos grandes estrelas nacionais da música, do teatro e da dança, através de apresentações memoráveis que continuarão vivas na memória do povo sergipano.

 

Corrida da mudança da capital

De um leitor  de São Cristóvão: “A corrida que todo ano acontece em comemoração a mudança da capital de São Cristóvão para Aracaju, precisa ser revista pelos organizadores. Estes se preocupam com propaganda, policiamento, equipes de emergência, som, entrevistas em rádios e emissoras de Tv e esquecem da limpeza. Badalada com toda pompa e ecologicamente incorreta, pois todo o percurso fica inundado de embalagens descartáveis da água que é servida para os participantes. Alem de termos que conviver com uma comemoração que em nada trás de bom ou contribuição para São Cristóvão ainda somos obrigados a ficar com todo o lixo e enquanto a população trabalha hoje para diminuir o lixo ambiental o próprio poder público contribui para a sujeira. Assim concluo que “Falar é fácil, difícil é fazer”. Com a palavra os organizadores”.

  

Usuário revoltado com empresa I

De um usuário do transporte: “Desrespeito, essa é a forma mais amena que encontrei para me referi à Viação Santa Maria. A referida empresa é a responsável pelo transporte de passageiros na linha Aracaju/Canindé do São Francisco, como há dois anos trabalho na fiscalização estadual na divisa Sergipe/Alagoas, tenho que, freqüentemente, fazer uso dos serviços oferecido pela empresa. Ocorre que, sistematicamente, a empresa disponibiliza ônibus em estado precários para realizar o transporte. Além de chegarem,  impreterivelmente, atrasados na plataforma de embarque, os ônibus da empresa geralmente quebram durante o percurso, fazendo com que os passageiros esperem horas e horas naquele sol colossal do sertão sergipano.  Sem querer me estender muito vou citar dois casos ocorridos nesta última semana. O primeiro, presenciado por minha colega de plantão que estava no ônibus das 6hs no último dia 16, parece piada. O ônibus chegou na plataforma de embarque, atrasado como sempre, pegou os passageiros e, ao invés de seguir viagem, seguiu para garagem da empresa, pois o motorista constatou que o mesmo estava com problemas no motor. Chegando ao referido local, os passageiros trocaram de ônibus e agora seguiram viagem? Não!  Foram levados a um posto de gasolina para que o ônibus pudesse ser abastecido e que se trocasse o óleo do motor, enfim, o ônibus que deveria sair de Aracaju às 6hs da manhã, só saiu da capital depois das 7hs, detalhe, os passageiros que pegaram o ônibus das 7hs devem ter acordado mais tarde e chegado mais cedo ao destino.

 

Usuário revoltado com empresa II

Continua o usuário: “O segundo caso foi presenciado por mim, no último dia 17. O ônibus que deveria chegar à plataforma de embarque às 6:45 s, ou seja 15 minutos antes do horário de saída, só chegou à plataforma de embarque às 7:35 s, uma vergonha. Protestei com o fiscal da rodoviária e o mesmo disse que, somente ele, multa, em média, 10 vezes por semana a empresa por atraso. Tenho pena dos meus irmãos sertanejos que, mais do que eu, precisam utilizar os serviços desta empresa, sendo tratados de forma tão desrespeitosa e irresponsável. Espero que a notoriedade desta sua coluna possa mudar a mentalidade dos empresários responsáveis pela Viação Santa Maria, por que os sergipanos, sobretudo o sertanejo, não merecem tamanha humilhação”.

 

Frase do Dia

“O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante do  idiota que quer bancar o inteligente”. Confúcio (551 a.C e 479 a.C).

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários