Gazeteiros bem pagos

0

Sem uma explicação plausível, a Câmara de Aracaju não se reúne desde o começo da pandemia do Covid-19. E não há motivo para este vergonhoso recesso branco, pois o Legislativo dispõe de toda estrutura para realizar sessões virtuais. Aliás, o presidente Nitinho Vitalle (PSD) chegou ao desplante de afirmar que só reuniria a Câmara se o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) pedisse. Só depois de muita pressão da imprensa e de alguns poucos vereadores, encabulados em receber bons salários sem trabalhar, a Mesa Diretora decidiu se reunir hoje para discutir o retorno das sessões. É lamentável que, justamente quando os aracajuanos precisam da atenção de seus representantes políticos, estes se comportam como gazeteiros, que fogem do trabalho como o diabo foge da cruz. Crendeuspai!

Abrindo na tora

E a vereadora Emília Corrêa (Patriota) impetrou um mandado de segurança pedindo a imediata retomada das sessões deliberativas na Câmara de Aracaju. Segundo ela, sendo um órgão de representação popular, o Legislativo não pode permanecer fechado sem maiores explicações. Emília lembra que a pandemia do coronavírus não é justificativa, pois a Câmara está equipada para realizar sessões virtuais. Marminino!

Batendo em retirada

A Petrobras confirmou a desativação de seis plataformas em águas rasas na costa de Sergipe. Certamente, a crise econômica do estado será agravada com mais este desinvestimento anunciado pela petrolífera. A Federação Única dos Petroleiros alerta que queda na renda do estado provocada por esse encolhimento da estatal será significativa. Do ponto de vista dos impactos sociais, a FUP destaca a ampliação do desemprego. Misericórdia!

Sessão virtual

O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe vai realizar sessões virtuais nesta sexta-feira e nos dias 20 e 22. A resolução que disciplina as sessões remotas determina que a sustentação oral poderá ser realizada por videoconferência. As pautas serão tornadas públicas dois dias antes das três sessões. Então, tá!

Desemprego em massa

A Dakota Calçados paralisou suas atividades e demitiu 254 empregados na fábrica instalada em Simão Dias. Quem não recebeu cartão vermelho entrou em férias coletivas. A justificativa da empresa é que a situação ficou insustentável devido ao surto de coronavírus. A gerente da unidade, Ilvete Dapper, garantiu ao prefeito Marival Santana (PSC) que tão logo passe a pandemia, os trabalhadores serão recontratados. Deus te ouça!

Pauta cheia

Os deputados estaduais tiveram uma pauta cheia na sessão virtual de ontem. Foram aprovados projetos reconhecendo estado de calamidade em 37 municípios, duas Propostas de Emenda Constitucional, 15 moções e 30 indicações. As duas PECs tratam sobre o controle da exploração e distribuição dos serviços de gás canalizado; e sobre a doação ao Governo de R$ 12 milhões das emendas parlamentares visando combater a pandemia do Covid-19. Esta última PEC é de autoria do presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (MDB). Legal!

Acusação grave

Um áudio que circula nas redes sociais atribuído ao advogado Vagnerrogeris Lima acusa agentes prisionais de corrupção. Segundo a mensagem no Whatsapp, os servidores lotados nas penitenciárias estariam recebendo favores para permitir a entrada de objetos nas unidades prisionais. A seccional da OAB também é acusada de fraca na mensagem supostamente do advogado. A Secretaria de Justiça condenou o ataque genérico e pediu à Corregedoria que instaure procedimento para apurar as denúncias. Misericórdia!

Boa ação

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) autorizou a presidência da Assembleia a liberar o valor total (R$ 1 milhão) da sua emenda para ajudar o estado e os municípios na luta contra o Covid-19. Por sugestão do presidente Luciano Bispo (MDB) e com o mesmo objetivo, os 24 deputados repassaram, cada um, R$ 500 mil de suas emendas para o estado. Anteriormente, Maria Mendonça já havia proposto que os deputados doassem parte dos salários ao Fundo Estadual de Saúde. Muito bem!

Dia D

Após se reunir com técnicos da saúde, o governador Belivaldo Chagas (PSD) deve anunciar, hoje, se afrouxa ou não o decreto com determinações para combater o Covid-19. A classe empresarial espera que Chagas autorize a abertura do comércio. Segundo os comerciantes, adotando-se medidas preventivas, será possível abrir geral, sem qualquer risco para clientes, comerciários e familiares destes. Não é isso que pensa o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), e os profissionais de saúde envolvidos no combate à grave pandemia. Aguardemos, portanto!

Batismo de fogo

De um bebinho, injuriado ao encontrar o boteco fechado por causa do Covid-19: “Diante da crença de Bolsonaro de que essa pandemia é coisa do diabo, podendo ser resolvida com orações, não se surpreenda se, para fortalecer o clamor coletivo aos Céus, o capitão de pijama obrigue todos os brasileiros a se batizarem na Igreja Universal do Reino de Deus”. Pé de pato mangalô três vezes!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A República, em 29 de dezembro de 1932

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários