Golpe nunca mais

0

Nesta terça-feira, o Brasil recorda com tristeza do famigerado golpe militar de 31 de março de 1964. Há 56 anos, as Forças Armadas receberam o apoio dos Estados Unidos para colocar o país num tenebroso e longo período de escuridão. Durante mais de duas décadas, brasileiros foram presos, torturados e mortos nos porões da ditadura. Aqui mesmo em Sergipe dezenas de cidadãos sofreram o diabo nas mãos de militares covardes que se encastelaram no quartel do Exército. Uma dessas vítimas, o ex-governador Jackson Barreto (MDB), lembra de um coronel que, ao chegar à sala de interrogatório, gritava com o dedo em riste: “Aqui a pessoa fala o que quer e o que não quer”. Portanto, o triste aniversário do 31 de março de 64 também serve para lembrar aos ressentidos, aos grandes e pequenos ditadores escondidos nos desvãos de uma democracia imatura que, a despeito das acirradas disputas partidárias, há um sólido sentimento de repulsa à arbitrariedade e à tirania. Esta convergência ou consenso precisa aflorar, materializar-se como vontade coletiva. Aleluia!

Portas fechadas

O governador Belivaldo Chagas (PSD) reforçou a importância de se manter o isolamento social para evitar o crescimento da pandemia de coronavírus em Sergipe. Reunido com empresários, ele se comprometeu em dar um posicionamento, na próxima sexta-feira, sobre a flexibilização do decreto que instituiu a quarentena até o dia 17 de abril. Segundo Belivaldo, é preciso acompanhar o desdobramento dos números de casos registrados para poder tomar uma decisão. Então tá!

Batendo em retirada

E a Petrobras está mesmo caindo fora de Sergipe. Depois de colocar em hibernação a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), agora será a vez do Tecarmo, em Aracaju. Segundo o Sindipetro, a medida vai provocar desemprego em massa. A estatal alega que a hibernação do Tecarmo faz parte das ações adotadas visando reduzir seus custos, em função da pandemia do coronavírus e da queda do preço do petróleo. Homem, vôte!

Assédio no quartel

Exatos 39,2% das policiais declaram ter sido vítimas de algum tipo de assédio (moral ou sexual) dentro da corporação. É o que revela a pesquisa “As Mulheres nas Instituições Policiais”, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Entre os homens, dos 20,1% que declararam que foram assediados, 95,6% sofreram assédio moral. Misericórdia!

Luto

Vítima de câncer, morreu, ontem, em Aracaju o auditor fiscal aposentado do estado, Joseberto Tavares Vasconcelos. Ele tinha 78 anos, foi secretário estadual da Fazenda, diretor do Tribunal de Contas de Sergipe e presidente da Federação Sergipana de Futebol.  Na juventude, Joseberto jogou profissionalmente no extinto Olímpico – o famoso Leão do Caserna – e no Confiança. Descanse em paz, amigo!

Quer ser vereador

O presidente da Associação dos Militares de Sergipe (Amese), sargento Vieira (Cidadania), deixa o comando da entidade, nesta terça-feira, para encaminhar a sua candidatura a vereador em Aracaju. O major Ildomário, que é segundo suplente do senador Alessandro Vieira (Cidadania), assumirá a Presidência da entidade representativa dos militares. Esta informação é do blog Primeira Mão.

Novo pedetista

O pré-candidato a prefeito de São Cristóvão, Betão do Povo, acaba de se filiar ao PDT, partido liderado naquele município pelo vice-prefeito Adilson Júnior. Após assinar a ficha, Betão afirmou que “isso não é apenas um ato de filiação, mas um gesto definitivo de que estaremos unidos nesse novo pleito”. O prefeiturável também rasgou elogios ao deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), seu aliado em São Cristóvão. Marminino!

Mãos ao alto

A Polícia Civil amanheceu, nesta terça-feira, prendendo gente em Sergipe. A Operação Ave de Rapina começou logo cedo a cumprir mandados de busca e apreensão e de prisões em Aracaju, Itabaiana e outras cidades do agreste sergipano. O foco é um grupo de atacadistas, acusado de fraudar impostos, sobretudo ICMS. Segundo a Secretaria da Fazenda de Sergipe, ao menos R$ 10 milhões deixaram de ser arrecadados por conta das ações fraudulentas do grupo. Crendeuspai!

Trocou de time

O vereador aracajuano Lucas Aribé trocou o PSB pelo Cidadania. O parlamentar, que estava há 12 anos no ninho pessebista, disse que ao escolher o Cidadania levou em conta o fato de o partido ser alinhada aos princípios democráticos que sempre respaldaram a sua trajetória. Com a saída de Lucas, o PSB ficou com apenas o vereador Elber Batalha Filho. Vixe!

Recorte de jornal

Publicado no Diário de Sergipe, em 18 de abril de 1958

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários