Governo terá maioria técnica

0

   Ao contrário do que alguns setores estão divulgando o governador eleito, Marcelo Déda (PT) não está tendo problemas para definir o secretariado que falta e os cargos do chamado segundo escalão. Até mesmo a possível divergência com o deputado Jackson Barreto (PTB), que segundo alguns, brigou pela área social do Estado, não existiu. Alguns publicaram que Jackson não foi para o anúncio por estar chateado, mas não publicaram que o petebista estava eufórico em Lagarto na última semana quando Déda recebeu o título de cidadão daquela cidade.

  É certo que falta Marcelo Déda conversar com algumas lideranças, principalmente do PMDB, do PL, do PTB e os dissidentes do PDT. Porém, a demora é que no segundo escalão são muitos cargos. Sem falar nos chamados secretários-adjuntos que precisa de um diagnóstico mais profundo do futuro governo. Será que vale mesmo ter secretários adjuntos? Os diretores não podem assumir o cargo, na falta do secretário? Ou então não poderia ter adjuntos apenas nas pastas mais complexas, como educação, saúde e segurança pública? A banalização dos adjuntos, principalmente no atual governo, fez com que caíssem no descrédito perante a população.

   O governador eleito mostrou no anúncio dos primeiros nomes que vai direcionar seu governo para nomes técnicos. Anunciou alguns políticos como Benedito Figueiredo, João Gama, Bosco Costa e Paulo Viana, mas todos eles têm experiência administrativa suficiente para não destoarem de toda equipe. Nos cargos de segundo escalão em empresas como Codise, Banese, Deso, Detran e outras não dá para nomear nomes políticos. As lideranças tradicionais têm que entender que a população quer mudança e não seria bom para o futuro governo nomear para várias diretorias ex-prefeitos, parentes de deputados e afins, que não têm a mínima condição de assumir a responsabilidade administrativa destes órgãos.

   Déda sabe que é preciso arrumar seu governo com homens sérios, com técnicos comprometidos com a nova fase que pretende implementar no governo estadual. Não dá para aceitar a prática da nomeação pela mesmice com o Q.I. dos políticos que ajudaram na eleição deles. Para estes existe uma forma bem melhor de ajudar sem comprometer a administração pública.

 

 Será que vamos ter que agüentar a Deise Noeli? I

Lembram da Deise Noeli, presidente (?) da Organização Mundial da Família que traria milhões de dólares para o Estado se João Alves fosse reeleito? Pois bem. Na área da saúde não se fala em outra coisa: que ela terá o comando da nova maternidade estadual que está sendo construída no fundo do Hospital João Alves. Tudo através de uma ONG. Será? É bom lembrar que a maternidade está sendo construída através de uma ONG e sem licitação. O governador pretende inaugurar a unidade na próxima quarta-feira.

 

Será que vamos ter que agüentar a Deise Noeli? II

Nada contra a digníssima senhora, mas é bom lembrar que ela tem um processo em andamento na justiça do Paraná por conta da não prestação de contas, cerca de R$ 500 mil, quando foi diretora geral da Associação Sazza Lates. Tudo foi descoberto através de uma auditoria feita na associação pelo diretor, Paulo Azzolini, que assumiu no lugar da Deise. Será que não tem outro estado ou país para esta senhora trabalhar? Ou então não seria melhor dar um emprego para ela na refinaria que será instalada na Barra dos Coqueiros? Com a experiência adquirida em Curitiba, Deis colocaria a refinaria entre as primeiras do mundo…

 

Aberração na Câmara de Tobias Barreto

Em Sergipe acontece alguns fatos que ninguém acredita. Na última sexta-feira na Câmara de Tobias Barreto, o presidente Tony Tecidos fez a eleição com apenas quatro vereadores, quando lá são nove vereadores. Ele alegou que os cinco que apóiam a atual prefeita chegaram atrasados e elegeu a nova Mesa Diretora, comandada pelo vereador King (que não é Kong), com apenas quatro votos. A briga chegou à justiça. Certamente essa aberração será corrigida pelo juiz da comarca.

 

Déda deve participar da diplomação de Jacques

Déda deve viajar amanhã, 19, para participar da diplomação de Jaques Wagner (BA) como governador da Bahia. Jaques esteve presente na diplomação de Déda na última sexta-feira. A solenidade será às 17hs, no auditório do TRE da Bahia. Serão diplomados o governador eleito Jaques Wagner, o vice-governador Edmundo Pereira Santos, o senador eleito João Durval Carneiro, os suplentes de senadores Eliel Lima Santana e José Francisco Pinto, 39 deputados federais e 63 deputados estaduais, além dos primeiros suplentes.

 

Anúncio deve ficar para quarta-feira

Déda deve anunciar mais alguns nomes da equipe dele na quarta-feira. Porém, não serão todos, principalmente do segundo escalão que tem muitos cargos.

 

Déda volta a ser citado como presidenciável I

A Folha de São Paulo de hoje numa  matéria com o título “Fora de SP, PT vitorioso já articula alianças para a sucessão de Lula” o governador eleito Déda é citado como presidenciável. Leia trecho da matéria:  “A lista de convidados e o discurso do anfitrião são flagrantes sinais do comportamento de lideranças emergentes do PT e de como se articulam para o jogo sucessório de 2010. E de 2014. Ou seja, para um ciclo de disputas sem Luiz Inácio Lula da Silva no comando.

Fernando Pimentel, 55, prefeito de Belo Horizonte, abre o discurso da cerimônia em comemoração aos 109 anos da cidade saudando o “amigo e parceiro” Aécio Neves (PSDB), reeleito governador de Minas Gerais. Fez questão de convidar dois “companheiros petistas” para a festa: os governadores eleitos da Bahia, Jaques Wagner, e de Sergipe, Marcelo Déda. A festa, comemorada no último dia 12, não contou com a presença de Wagner, que ficou preso no aeroporto de São Paulo por conta do caos aéreo.Pimentel enumera obras feitas em parceria com Aécio e a União em toda a capital.

 

Déda volta a ser citado como presidenciável II

Continua a matéria:Aliança com Aécio – A lógica do petista que se inclui nessa “nova geração de políticos” permite que ele execute com desenvoltura a aliança com o tucano Aécio Neves. Uma “alternância” de poder que interessa aos dois. O plano de Pimentel é disputar o governo de Minas em 2010. Aécio, reeleito com preferência absoluta da população, quer a Presidência. Déda, Jaques Wagner, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), e Pimentel são os nomes fortes para o confronto nacional com o PSDB”.

 

Cenas de uma diplomação I

Ainda sobre a diplomação dos eleitos na última sexta-feira. De uma leitora: E a gafe? Nossa, que horror! A Orquestra sinfônica de Sergipe preparou uma homenagem aos diplomados, mas nenhum ficou para a apresentação. Foi triste ver todos aqueles músicos procurando seus homenageados na platéia. Foi um espetáculo lindo para os simples mortais que ficaram para prestigiar. E que papagaiada foi a de Zezinho da Everest ao subir no palco com seu irmão Wanderlê? Nossa, que coisa triste! Gritou, pulou, se ajoelhou, Só faltou à cambalhota!”

 

Cenas de uma diplomação I

E o governador eleito Marcelo Déda quando viu uma equipe do Samu de plantão durante a diplomação não perdeu a hora. Foi lá, ao lado do futuro secretário da saúde, Rogério Carvalho e cumprimentou os profissionais que estavam de plantão e trabalhando com tanto afinco. Pelos nomes nos macacões eram Flávia, Juliana e Alexandre.

 

Existem receio em alguns órgãos

Servidores que foram perseguidos em alguns órgãos por não votarem em João Alves Filho estão temerosos, por conta de alianças políticas. Um exemplo: na Codise, dois servidores enviaram e-mails alertando que tiveram problemas por conta da campanha eleitoral e agora, duas pessoas de lá, alvistas de coração, estão cantando pelos corredores, anunciando que não vão perder seus cargos porque fazem parte da família Sobral que está apoiando Déda. As perguntas: “Fico a questionar: – e nós perseguidos por votar e defender o PT? Será que fomos humilhados e “tudo continuará como dantes no castelo de abrantes?”.

 

Na Segrase, servidores estão apreensivos

Já na antiga Segrase, hoje Degrase, servidores estão apreensivos com a possibilidade de não haver mudança. Segundo alguns servidores a ex-diretora Luiza Ribeiro deixou no lugar dela uma sobrinha, que continua com práticas prejudiciais a empresa. Eles denunciam que Luiza Ribeiro viajou para a Europa pela empresa, para conhecer os diários oficiais de alguns paises. Tirou diversas fotos com a câmera digital da empresa e mandou revelar 650 fotos como se fosse para o jornal da Degrase. Eles denunciam também que foi comprada em junho uma maquina de corte, que só funcionou duas semanas e está parada porque chegou com defeito, por ser de segunda mão. Os servidores estão temerosos que a presidência caia novamente na mão de indicados políticos. Pedem que, pelo menos, na direção industrial, seja colocado um servidor da casa.

 

 

 

A quem interessar possa

Esse espaço sempre emite seu ponto de vista sobre determinado assunto político sem a preocupação em agradar algum grupo político. Algumas informações são passadas por várias “fontes” e checadas. No último sábado, uma importante dirigente (que sempre teve espaço e continuará tendo nesta coluna) bradou que este jornalista serve de “garoto de recado” por conta de uma nota sobre o Partido dos Trabalhadores. Na verdade, internamente, o PT passa por um processo onde existe uma disputa entre algumas correntes para a antecipação das eleições municipais de 2008.  Na hora certa os leitores terão conhecimento de algumas manipulações que estão sendo feitas, com todos os detalhes…

 

O Módulo não promete, faz I

O Colégio Módulo reafirmou o trabalho de conquistas de toda equipe no vestibular da Unit divulgado na semana passada. Dos 67 alunos do colégio inscritos no vestibular, 56 foram aprovados. Um índice de cerca de 85%. Sem contar que a maioria em ótimas colocações, além dos primeiros lugares nos cursos de direito, sistemas de informação e matemática. Chama a atenção os out-doors com uma campanha criativa que está nas ruas de Aracaju. São frases como: “Aos alunos do Módulo boa prova, aos demais boa sorte”. Outra frase “O Módulo não promete… faz. Pergunte a quem estuda aqui”.

 

O Módulo não promete, faz II

 Este jornalista  abriu este espaço para escrever sobre o Módulo porque conhece a trajetória da instituição. Desde 1995, quando o Módulo era numa casa acanhada no Inácio Barbosa e hoje estabelecido num prédio amplo no Parque dos Coqueiros. Conhece porque tem dois filho que foram educados lá e um inclusive na semana passada passou em primeiro lugar na Unit, no curso de sistemas de informatização e em nono geral. E que passou na primeira fase, acima da média, no vestibular da Fuvest, para a USP, no curso de engenharia mecatrônica, um dos mais disputados do país. Como bem escreveu Cora Coralina: O saber a gente aprende com os mestres e com os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes”. Humildade é a palavra que serve de exemplo para o crescimento do Módulo e que pode servir também como reflexão para alguns que são adeptos do “poder pelo poder”.

 

Almir do Picolé é destaque no Faustão

Ontem, Sergipe foi destaque no programa Faustão, da rede Globo com o trabalho social do conhecido Almir do Picolé. O programa mostrou cenas de Almir em Aracaju e a creche que foi construída e atende hoje a cerca de 50 crianças carentes. Quem gosta de ajudar, tem várias instituições sérias. Não dê esmola, dê cidadania.

 

Assessoria do Hemocentro rebate criticas I

A coluna recebeu as seguintes informações da assessoria do Hemocentro sobre duas notas publicadas nesta coluna: “O hemocentro dispõe de 30 poltronas moduladas, acolchoadas e confortáveis, nas duas salas de espera, ambas dotadas de televisão de 29” e ar condicionado;Na sala de coleta, há 12 confortáveis cadeiras específicas para bancos de sangue, do tipo utilizado em todo o mundo.Em anexo, na cantina, há seis mesas com 36 cadeiras acolchoadas, onde é servido o lanche para todos os doadores, de boa qualidade, composto de salgados e sucos naturais, para reposição de líquidos e carboidratos, como preceitua portaria ministerial”.

 

Assessoria do Hemocentro rebate criticas II

Continua a assessoria:Acerca da demora no atendimento, peço verificar que o órgão foi dimensionado para a população do Estado, mas que outros bancos de sangue foram desativados em Aracaju, ficando apenas este, que tem uma produção suficiente para atender à demanda de Sergipe. Por isso, parece haver poucos servidores, o que se justifica porque faz muitos anos que não há concurso público para suprimento de vagas. Muitos se aposentaram, morreram ou foram para outros órgãos. A presidência, ao contrário do que alega o denunciante que se esconde no anonimato, esforça-se ao máximo, é presente e atenta ao que ocorre no órgão, com presença diária em todos os setores”. A assessoria enviou ainda dados sobre a situação do órgão nas áreas administrativa e financeira. 

 

Almeida Lima volta a criticar o PT

O mais novo artigo do senador Almeida Lima tem o título acima. Leia um trecho do novo artigo do senador Almeida Lima: “Não me enganarei jamais com essa gente do PT. Todos são iguais estejam eles onde estiverem, no norte ou no sul do País. Trata-se de uma orquestra que embora se apresente dissonante para o público, entre eles, internamente, existe uma perfeita sintonia.Todos viram as investidas do presidente Lula junto à classe política nacional visando construir uma unanimidade em torno de seu novo governo… Agora chega a vez da mesma prática se repetir nos Estados a serem governados por este partido. O governador eleito Marcelo Deda já estabeleceu a senha quando do almoço oferecido aos deputados eleitos para a próxima legislatura – compareceram 23 dos 24 deputados – a quem foi dito que conviverá com os opositores(?), mas oferece espaço para todos no governo independentemente dos compromissos que ele tem com os aliados partidários. Pronto! Está aberta assim a temporada de caça, que dizer, de cooptação política”.

 

Frase do Dia

“Cleomar (Brandi) é uma pessoa que tem o socialismo como objetivo de vida. Ele compartilha tudo com o mundo: conhecimento, profissionalismo, ética, paixão, amor. Nada mais justo do que chamá-lo de camarada”. Do jornalista Gilson Souza ao saudar Cleomar Brandi na homenagem recebida pela Casa de Cultura “Careca e Camaradas”, na semana passada.

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais