“Gritaria” da mídia sobre médicos cubanos

0

  “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Médico brasileiro comenta ‘gritaria’ da mídia sobre médicos cubanos

“Acho estranho o governo ter falado em atrair médicos cubanos, portugueses e espanhóis, e a gritaria ser somente em relação aos médicos cubanos. Será que somente os médicos cubanos precisam revalidar diploma?”

Carta do médico Pedro Saraiva, enviada para o jornalista Luis Nassif e inicialmente reproduzida em seu blog esclarece diversos pontos sobre a vinda dos médicos cubanos ao Brasil. Por Pedro Saraiva:

Olá Nassif, sou médico e gostaria de opinar sobre a gritaria em relação à vinda dos médicos cubanos ao Brasil

Bom, como opinião inteligente se constrói com o contraditório, vou tentar levantar aqui algumas informações sobre a vinda de médicos cubanos para regiões pobres do Brasil que ainda não vi serem abordadas.

– O principal motivo de reclamação dos médicos, da imprensa e do CFM seria uma suposta validação automática dos diplomas destes médicos cubanos, coisa que em momento algum foi afirmado por qualquer membro do governo. Pelo contrário, o próprio ministro da saúde, Alexandre Padilha, já disse que concorda que a contratação de médicos estrangeiros deve seguir critérios de qualidade e responsabilidade profissional. Portanto, o governo não anunciou que trará médicos cubanos indiscriminadamente para o país. Isto é uma interpretação desonesta.

– Acho estranho o governo ter falado em atrair médicos cubanos, portugueses e espanhóis, e a gritaria ser somente em relação aos médicos cubanos. Será que somente os médicos cubanos precisam revalidar diploma? Sou médico e vivo em Portugal, posso garantir que nos últimos anos conheci médicos portugueses e espanhóis que tinham nível técnico de sofrível para terrível. E olha que segundo a OMS, Espanha e Portugal têm, respectivamente, o 6º e o 11º melhores sistemas de saúde do mundo (não tarda a Troika dar um jeito nesse excesso de qualidade). Profissional ruim há em todos os lugares e profissões. Do jeito que o discurso está focado nos médicos de Cuba, parece que o problema real não é bem a revalidação do diploma, mas sim puro preconceito.

– Portugal já importa médicos cubanos desde 2009. Aqui também há dificuldade de convencer os médicos a ir trabalhar em regiões mais longínquos, afastadas dos grandes centros. Os cubanos vieram estimulados pelo governo, fizeram prova e foram aprovados em grande maioria (mais à frente vou dar maiores detalhes deste fato). A população aprovou a vinda dos cubanos, e em 2012, sob pressão popular, o governo português renovou a parceria, com amplo apoio dos pacientes. Portanto,um dos países com melhores resultados na área de saúde do mundo importa médicos cubanos e a população aprova o seu trabalho.

– É bom lembrar que Cuba exporta médicos para mais de 70 países. Os cubanos estão acostumados e aceitam trabalhar em condições muito inferiores. Aliás, é nisso que eles são bons. Eles fazem medicina preventiva em massa, que é muito mais barata, e com grandes resultados. Durante o terremoto do Haiti, quem evitou uma catástrofe ainda maior foram os médicos cubanos. Em poucas semanas os médicos dos países ricos deram no pé e deixaram centenas de milhares de pessoas sem auxílio médico. Se não fosse Cuba e seus médicos, haveria uma tragédia humanitária de proporções dantescas. Até o New England Journal of Medicine, a revista mais respeitada de medicina do mundo, fez há poucos meses um artigo sobre a medicina em Cuba. O destaque vai exatamente para a capacidade do país em fazer medicina de qualidade com recursos baixíssimos (http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMp1215226 .)

– Com muito menos recursos, a medicina de Cuba dá um banho em resultados na medicina brasileira. É no mínimo uma grande arrogância achar que os médicos cubanos não estão preparados para praticar medicina básica aqui no Brasil. O CFM diz que a medicina de Cuba é de má qualidade, mas não explica por que a saúde dos cubanos, como muito menos recursos tecnológicos e com uma suposta inferioridade qualitativa, tem índices de saúde infinitamente melhores que a do Brasil e semelhantes à avançada medicina americana (dados da OMS).

Que venham os médicos cubanos, que eles façam o Revalida, mas que eles sejam avaliados em relação àquilo que se espera deles. Se os médicos ricos do sul maravilha não querem ir para o interior, que continuem lutando por melhores condições de trabalho, que cobrem dos governos em todas as esferas, não só da Federal, melhores condições de carreia, mas que ao menos se sensibilizem com aqueles que não podem esperar anos pela mudança do sistema, e aceitem de bom grado os colegas estrangeiros que se dispõe a vir aqui salvar vidas. Leia toda a carta e mais matéria sobre o assunto em: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/05/medico-brasileiro-comenta-gritaria-da-midia-sobre-medicos-cubanos.html#

Respeite o povo, chinelo, ou melhor, Chileno
Pense num município cujo povo não tem sorte com seus governantes. Multiplique por 10. E aí você encontra um belo exemplo em Sergipe: Santo Amaro das Brotas. O anterior, José Ivaldo teve sérios problemas com a justiça, bens bloqueados e deixou um caos na Prefeitura.

Manifestação e Fulecos
Nos últimos dias com a manifestação de servidores concursados demitidos pelo prefeito Chileno os sergipanos tiveram conhecimento pela imprensa que nada mudou na Prefeitura de Santo Amaro. A TV Atalaia foi impedida de entrar na prefeitura e a repórter da Infonet, Aldaci, conseguiu falar com o procurador, mas depois de ter sido questionada exaustivamente por um assessor do prefeito que chegou a intimidar o motorista da Infonet. Respeite o povo Chileno. O mesmo povo que lhe colocou na Prefeitura pode colocá-lo fora dela  com “pé de chinelo”.

Ferrovia passa longe de Aracaju
Esta semana a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT realizou duas reuniões (Feira de Santana, 01 e Recife, 03), para discutir o projeto do traçado do trecho ferroviário. A ferrovia terá 893 Km de extensão, cortando 37 municípios nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

Ponto de partida
O ponto de partida localiza-se em Feira de Santana, onde será instalado o pátio de interligação com o trecho ferroviário Belo Horizonte (MG)-Salvador (BA). Em Ipojuca (PE) os trilhos farão ligação com a Ferrovia Nordestina. A principal obra de arte desse trecho será a ponte sobre o rio São Francisco entre os estados de Sergipe e Alagoas, com extensão de 2.700 metros.

ANTT coloca Tobias Barreto e Poço Verde como municípios baianos
Veja o que diz a matéria do site da ANTT: Na Bahia a ferrovia passará pelos municípios de Feira de Santana, Coração de Maria, Santanópolis, Irará, Ouriçangas, Aramari, Inhambupe, Crisópolis, Olindina, Itapicuru, Tobias Barreto, Poço Verde, Fátima, Adustina, Paripiranga, Coronel João Sá e Pedro Alexandre.

Sergipe,Alagoas e Pernambuco
Em Sergipe os trilhos cortarão os municípios de Carira, Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre de Sergipe, Porto da Folha e Poço Redondo. No estado de Alagoas a ferrovia passará pelos municípios de Pão de Açúcar, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira, Poço das Trincheiras, Maravilha e Ouro Branco. Por Pernambuco, serão atravessados os municípios Rio Formoso, Gameleira, Ribeirão, Sirinhaém e Ipojuca.

Porto não será beneficiado
Pelo traçado a ferrovia apenas passará por Sergipe, mas não contribuirá em nada para o desenvolvimento do Estado. Se passasse próximo a Aracaju, seria um importante meio de transportes para as cargas. Fica o questionamento para as autoridades sergipanas.

Voto aberto
Espera-se que toda bancada de Sergipe na Câmara e no Senado divulguem na imprensa que são favoráveis ao voto aberto no Congresso Nacional. Ontem, 04, o deputado Valadares Filho (PSB) defendeu a instituição do voto aberto para as votações.

Direito de saber
“O eleitor que nos elegeu como seus representantes tem o direito de saber como nós parlamentares estamos exercendo o nosso mandato, como estamos votando”, disse.Segundo Valadares Filho, o voto secreto fere o princípio da representatividade, inscrito em nossa Constituição Federal. “O voto secreto não dá oportunidade ao eleitor de saber como vota o seu representante no Congresso Nacional”.

Todas as deliberações
Valadares Filho declarou também ser favorável ao voto aberto para todas as deliberações do Congresso Nacional. Esse assunto é tratado na Proposta de Emenda à Constituição nº 349, de 2001, que está pronta para entrar na pauta do Plenário da Câmara.  “Defendo o fim do voto secreto para todas as deliberações, embora tenho o entendimento de que esse tema  mereça um debate mais profundo”, conclui Valadares Filho.

Shows de bandas em Capela e Estância
O blog não tocou no assunto ainda, mas está acompanhando de perto. Na quarta-feira, Carlos Magno, prefeito de Estância foi para a Mega FM explicar as acusações de superfaturamento de bandas durante o São João. Detalhe: as mesmas bandas tocaram também no São Pedro de Capela com um valor bem menor. É preciso que a imprensa, inclusive a Mega FM, faça uma comparação dos preços. Aliás, o Ministério Público precisa tomar providências e disciplinar a contratação de bandas em Sergipe.

Governo de SE é um dos poucos que não tem aeronave
A oposição ao governo do Estado parece atordoada nos últimos dias. A questão da licitação de uma aeronave (não aluguel) é feita há muitos anos. Albano fez, João fez e o atual governo já tinha realizado e não precisou utilizar. Enquanto os outros faziam contrato emergenciais (sem licitação) o atual, desde 2007 faz licitação; E todo mundo sabe que uso da aeronave é um exceção em Sergipe. O governo de Sergipe é um dos poucos que não tem aeronave. O Piaui, por exemplo, parecido com Sergipe, tem quatro. Bahia nem se fala.

Ocorrerá hoje,05, o primeiro #Acorda Socorro
A sociedade socorrense estará manifestando sua insatisfação com o poder público, afim de promover mudanças no quadro social da cidade que traga benefícios principalmente as classes menosprezadas e exploradas pelo poder público. No movimento estará em pauta questões como transporte, saúde, moradia, educação e infraestrutura. A concentração para o ato ocorrerá às 16h, em frente a SMTT do Conjunto João Alves Filho.

Ministro Augusto César Leite lança livros em Aracaju
O ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Augusto César Leite de Carvalho, lança em Aracaju, no próximo dia 11 de Julho, duas obras: “Garantia de Indenidade no Brasil” e “Direito do Trabalho – Curso e Discurso”.O evento de lançamento ocorrerá às 16h30, no edifício sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 20ª Região.

Antônio Neto: na disputa à Câmara
O vice- presidente do PSDB, Antônio Neto, disse que, ao contrário do que se especula, sua relação com o deputado André Moura (PSC) é respeitosa e muitas vezes eles têm estado juntos com o senador Eduardo Amorim (PSC) percorrendo o interior sergipano para dar atenção aos Municípios. Propenso candidato à deputado federal, Antônio Neto confirmou ainda que o entendimento do grupo é de apoio à sua candidatura.

Mais um
O ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, também usou um avião da FAB, no fim-de-semana, para ir ao Rio de Janeiro assistir à partida final da Copa das Confederações. É mais um que se junta a Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiros.

Finanças Deso
Nos últimos dias o blog vem recebendo reclamações de fornecedores da Deso por conta do atraso em pagamento dos títulos, não só com a receita da empresa, mas também com a contrapartida do Governo do Estado.

Desatenção da direção do Teatro Ateneu
Infelizmente o amadorismo e desatenção são muito grandes em plagas dos papagaios.Ao chegar ao Teatro Ateneu por volta das 20h de ontem, 04, com o objetivo de assistir ao show de Moacir Franco várias pessoas se depararam com portões fechados, luzes apagadas, achei que o show havia sido cancelado, mas não, o show foi adiado e não havia sequer um simples aviso em cartolina afixado na portaria e/ou um vigilante para prestar informações. Atenção pessoal… O próximo show anunciado para o Teatro Ateneu se certifique até às 17h se haverá realmente ou não.A diretoria do Ateneu e a produtora responsáveis pelo evento devem explicação.

Prefeitura de Laranjeiras entrega cartões do programa Mão Amiga
A Prefeitura de Laranjeiras, através da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SEADS) e em parceria com o Governo do Estado e Sindicato dos Trabalhadores Rurais, entregou na última quarta-feira, 03, o cartão Mão Amiga 2013, a 314 beneficiados. O programa garante a subsistência dos trabalhadores através de uma bolsa mensal no valor de R$ 190 durante os quatro meses da entressafra da cana-de-açúcar.

Inaugurações
O governador em exercício Jackson Barreto inicia o mês de julho entregando obras que elevam a qualidade de vida da população nas áreas de segurança, educação e saúde. Nesta sexta-feira, 5, haverá inaugurações em Campo do Brito, a partir das 10h, o governador em exercício inaugura mais uma Clínica de Saúde da Família (CSF). Trata-se da Unidade de Saúde 24h Nossa Senhora Boa hora, que passa a contar com uma moderna estrutura física e equipamentos médico-hospitalares, reforçando o compromisso de fortalecer a assistência na Atenção Básica aos sergipanos.

Escola
Por volta das 11h, Jackson entrega à população a reforma da Escola Estadual Guilherme Campos. Esta é a 82ª unidade escolar entregue à sociedade sergipana pelo governo Marcelo Déda com instalações modernas e seguras, oferecendo boas condições de trabalho ao professor, contribuindo para um melhor aproveitamento do aluno. Os recursos para esta obra foram oriundos do tesouro estadual, no valor de R$ 400.312,37.

Parceria garantirá a capacitação de feirantes na capital
Um Termo de Cooperação Técnica assinado pelo Sebrae e a Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat) permitirá que mil feirantes da capital sejam capacitados gratuitamente na área de segurança alimentar e recebam orientações sobre empreendedorismo. O anúncio da parceria foi realizado ontem, 04, em solenidade no Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos.

Mercados
As capacitações irão beneficiar, a partir do mês de agosto, os trabalhadores que atuam em 32 feiras livres e nos mercados de Aracaju. O curso terá uma carga horária de 11 horas/aula e será disponibilizado por meio de 40 turmas. Os processos de seleção e cadastramento dos feirantes serão efetuados pela Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb).

Zé Franco quer rodovias sinalizadas
Preocupado com as condições que se encontram atualmente algumas rodovias que cortam os municípios sergipanos, o deputado Zé Franco apresentou cinco indicações endereçadas ao governador Marcelo Deda (PT), sugerindo o melhoramento dessas rodovias.

Rodovias
O parlamentar solicitou reforma na SE-104, que liga o município de Lagarto a Riachão do Dantas e Tobias Barreto; SE-210, que liga Maruim a Divina Pastora; na SE-304, que corta os municípios de Aquidabã e Graccho Cardoso; a SE-312, que liga Muribeca a Aquidabã; e a rodovia estadual que liga Divina Pastora a Siriri.

Cavalgada em Riachão
Aconteceu no dia 16 de junho de 2013 no povoado Vivaldo em Riachão do Dantas a tradicional Cavalgada, foi o maior sucesso, a realização foi da Associação Otaviano Oliveira de Souza e a Associação Comunitária do Povoado Vivaldo e contou com o apoio do Governo de Sergipe, Dep. Luiz Mitidieri, Instituto Banese e Museu da Gente Sergipana, e teve as seguintes atrações Banda Unha Pintada, Forro Brasil e Musical Sintonia, mais de três mil pessoas participaram foi o maior sucesso e a comunidade já começou a se preparar para a Cavalgada de 2014.

Cine Vitória
Desde o dia 21 de junho, Aracaju conta com mais uma opção de entretenimento: o Cinema Vitória. Localizado na Rua do Turista, antiga Rua 24 horas, o tradicional cinema é Cine Vitória – Sala Avenida Brasil e passou a ser administrado através de uma parceria entre o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cultura, e a Casa Curta-SE. A programação é de terça à domingo, em quatro sessões por dia nos turnos da tarde e noite. Vários longas esperados já passaram por aquela telona e muita coisa boa ainda está por vir.

Sessão Especial
Um dos longas mais esperados era o "Colegas" do diretor Marcelo Galvão. Ele conta a história de três amigos com Síndrome de Down que fogem da instituição em que vivem para realizar os seus sonhos. Na sessão da última quarta, 3, a Associação Sergipana dos Cidadãos com Síndrome de Down (Cidown) levou dezenas de jovens, acompanhados dos pais e outros familiares, para assistir ao filme. A ida foi graças a uma parceria entre a Casa Curta-SE e a Cidown. O Cine Vitória viveu uma verdadeira festa na noite dessa sessão especial.

Fim da multa de 10% do FGTS confirma união do setor produtivo
"É uma conquista muito importante do setor empresarial, que tem uma carga tributária muito elevada”. Foi assim que o coordenador do Fórum Empresarial de Sergipe, Roger Barros, definiu a aprovação da PLP 200/2012. A vitória mostra a força e união do setor produtivo de Sergipe, sempre em busca de melhorar as condições para um crescimento sustentável.

Projeto
O Projeto de Lei foi aprovado no Plenário da Câmara dos Deputados na última quarta-feira(3), por 315 votos a favor e 95 contra, e extinguiu a cobrança da multa rescisória de 10% sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) paga pelos empregadores em casos de demissões sem justa causa. O texto segue agora para a sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff. “Contamos com o apoio da nossa bancada federal, onde a maioria votou a favor deste projeto e o deputado Laércio Oliveira liderou esta articulação política no Congresso Nacional”, destaca Barros.

Projeto Memoráveis. Segunda edição teve lançamento adiado
O blog noticiou ontem, 04, o lançamento do Projeto Memoráveis porque não foi informado do adiamento. A nova da ainda não foi definida. Isso devido à frequente ocorrência de manifestações na Praça Fausto Cardoso, o que tem prejudicado a realização do evento. Entretanto, a cada mês o público poderá conhecer cada um dos “memoráveis sergipanos de hoje, ontem e sempre”, em comerciais veiculados na televisão.

Realização
O Projeto Memoráveis é uma realização da UNICRED Aracaju em parceria com a TV Sergipe e tem o intuito de homenagear personalidades sergipanas que marcaram por suas realizações. A primeira edição do Projeto, realizada no ano passado contou com a colaboração do ilustre jornalista e historiador Luiz Antonio Barreto, que faleceu em abril de 2012 e será um dos homenageados.

Resgate
A importância desse projeto está no resgate de nossa memória através destas personalidades que muito contribuíram para a construção de nossa história, em setores tão amplos quanto as suas realizações. Muitas delas fazem parte do nosso cotidiano.

Agenda
Não há, hoje, nenhuma comemoração prevista pelo calendário cívico do país. Para a próxima semana, contudo, já estão confirmados alguns eventos. No dia 11, quinta-feira, ocorrerão manifestações de protesto em todo o país. Enquanto isso, as centrais sindicais deverão comandar uma paralisação geral de um dia de duração, para sinalizar o descontentamento com a posição do governo face a assuntos que interessam à classe trabalhadora. No dia seguinte, 12 de julho, sexta-feira, acontecerá a posse solene e festiva da diretoria do Sindicato dos Bancários de Sergipe, que tem à frente o funcionário do Banco do Brasil e sindicalista José Souza de Jesus. No dia 13, um sábado, terá lugar, na AABB Aracaju, a VII Conferência Estadual de Saúde da CASSI.

Frase
“O amor é a única paixão que não admite nem passado nem futuro.” – Honoré de Balzac, romancista e contista francês (1799/1850), uma das grandes figuras da literatura francesa do século XIX. Escreveu cerca de 90 romances e contos que em conjunto oferecem um panorama da vida na França, desde os camponeses e a vida provinciana, até os aristocráticos de Paris, a capital do país.

Patrimônio imaterial
Em sua última sessão antes do recesso, a Assembleia Legislativa aprovou dois projetos de autoria da deputada Ana Lúcia (PT).  Um deles oficializa o amendoim verde cozido e o barco de fogo de Estância na condição de patrimônio imaterial do Estado de Sergipe. O segundo projeto institui o Dia Estadual do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente de Sergipe.

Cinemas X JC
A população está curiosa para saber o porquê de o Jornal da Cidade não mais publicar a programação dos cinemas.

Thiago Loeser no Pan!
O menino de ouro da Nassal, Thiago Loeser, carateca patrocinado pela construtora é o único selecionado de Sergipe na categoria entre 12 e 13 anos para participar do Pan-Americano. Além disso o atleta prodígio do Karatê também foi convidado para integrar o time da Seleção Brasileira. “Estou muito feliz com mais essas duas conquistas. Só tenho a agradecer a Nassal e a minha família por sempre acreditarem em mim. Vou continuar os treinos com foco de representar Sergipe e o Brasil!”, conta Thiago.

São Cristóvão: parceria com DER beneficia população
Sem equipamentos, caçambas, patrol e outros maquinários, a prefeitura de São Cristóvão busca a parceria para tentar minimizar o sofrimento de moradores em várias regiões afetadas pela incidência das chuvas.E quem está ajudando ao município é o Departamento de Estradas e Rodagens de Sergipe (DER), que na parceria com a Secretaria da Infraestrutura e do Meio Ambiente, em conjunto com a Secretaria de Serviços Urbanos, tem realizado várias frentes de serviços, tapa buracos, melhorias de estradas vicinais e colocação de maquinários para execução dos serviços em comunidades sancristovenses.

Localidades
De acordo com Maria Olívia Chirife, secretária de Infraestrutura de São Cristóvão, várias ações foram desenvolvidas pela prefeitura e o DER neste primeiro semestre da administração da prefeita Rivanda Farias.Dentre os serviços ela destaca a limpeza de canais e bueiros na Rua Horácio Souza Lima e no Conjunto Lafaiete Coutinho; recuperação da estrada que compreende a Avenida Chesf, no Jardim Rosa Elze, até a Várzea Grande; limpeza geral no Bairro Rosa Elze, no Rosa Maria e no Eduardo Gomes, além da disponibilização, através do DER, de duas caçambas truncadas, uma pá carregadeira e uma patrol objetivando a melhora das condições das comunidades.

Funcionamento dos Mercados, feriado da segunda-feira,8
Na próxima segunda-feira, 8 de julho, feriado de Emancipação de Sergipe, os Mercados Centrais de Aracaju (Albano Franco, Antônio Franco e Thales Ferraz) funcionam das 6h ao meio dia. Os Mercados Setoriais (bairros) irão permanecer fechados.

II Festival de Musica da APCEF
A Associação de funcionários da Caixa Econômica Federal de Sergipe através de sua presidente Cely Cristina Nascimento estará realizando amanhã em sua sede na Avenida Melício Machado a partir das 19h o II Festival de Música de funcionários da Caixa Econômica. Não peca.

Leilão Online da Norcon Rossi atrais cada vez mais lances
O leilão online dos decorados Life Jabotiana e Life Università, iniciado no dia 26 de junho, já atrai diversos consumidores que buscam por boas opções de eletros, móveis e objetos de decoração por um melhor preço e qualidade dos produtos. No site da SOLD Leilões Online, os lances têm crescido cada vez mais e já é notável quais produtos tem despertado maior interesse dos consumidores. Entre os itens mais procurados estão os eletrônicos, como o televisor de 42 polegadas, que alcançou muitos lances desde a abertura do lote e já tem o maior preço ofertado entre os produtos disponíveis. Os produtos que já têm o valor mínimo inicial definido podem receber o incremento mínimo de R$ 20,00, a cada novo lance realizado até o fechamento dos lotes, que acontece no dia 10 de julho. Fotos e detalhes de cada objeto estão disponíveis no: http:// www.sold.com.br.

Norcon premia colaboradores
Na última quinta-feira, 04, a Norcon promoveu mais uma Ação Motivacional com as equipes dos setores Comerciais e do Atendimento ao Cliente. A ação contou com uma gratificação pelas metas alcançadas durante o mês de junho. Com brindes que lembraram a Copa das Confederações, recentemente realizada no Brasil, cada profissional recebeu uma bola de futebol de chocolate, na qual continha uma medalha e um cartão parabenizando pelo destaque no mês. “Ações como essas servem para agradecer o desempenho que os colaboradores da Norcon vêm tendo ao longo desses anos . A Norcon sempre busca mostrar o quanto cada um é importante para o funcionamento da empresa”, explica o Diretor – Presidente da Norcon, Marcos Amin.

Curtas
UNIÃO EUROPEIA NÃO APROVA INTERVENÇÃO MILITAR NA POLÍTICA DE QUALQUER PAÍS. /// ORGANISMO PEDE QUE OS DIREITOS DO PRESIDENTE DEPOSTO NO EGITO SEJAM RESPEITADOS. /// MICHEL TEMER REÚNE BASE ALIADA NA CÂMARA FEDERAL. NOVA PROPOSTA É BEM ACOLHIDA PELOSLÍDERES PARTIDÁRIOS. /// PLEBISCITO SERIA REALIZADO SOMENTE EM 2014, NA MESMA DATA DAS ELEIÇÕES EM SEGUNDO TURNO. /// DILMA DECLARA QUE SUA PROPOSTA CONTINUA DE PÉ. PLEBISCITO JÁ. /// TEMER INFORMA QUE SE REUNIRÁ SEGUNDA-FEIRA COM AS LIDERANÇAS DO SENADO. /// PT CONFIRMA APOIO MACIÇO À TESE SUGERIDA POR DILMA ROUSSEFF. /// CENTRAIS SINDICAIS PROMOVERÃO PARALISAÇÃO NACIONAL NA PRÓXIMA QUINTA-FEIRA. /// BANCÁRIOS APROVAM 10 POR CENTO DE AUMENTO REAL MAIS INFLAÇÃO. /// CONFERÊNCIA NACIONAL DA CATEGORIA SERÁ REALIZADA EM SÃO PAULO, DE 19 A 21 DE JULHO. /// SINDICATO NACIONAL DOS APOSENTADOS ELEGERÃO NOVOS DIRIGENTES NO CONGRESSO NACIONAL EM SÃO PAULO, NOS DIAS 6, 7 E 8 DE AGOSTO. /// REAJUSTE DOS BENEFÍCIOS E FIM DO FATOR PREVIDENCIÁRIO, OS PRINCIPAIS TEMAS DO CONCLAVE A TER LUGAR EM SERRA NEGRA, NO INTERIOR PAULISTA.

ESPORTE  – O  ESPAÇO DO ALCEU –  por Alceu Monteiro

Sentimento patriótico
Não se pode negar que o sentimento patriótico age, na maioria esmagadora dos seres humanos, de forma positiva, a levá-los a um estado em que a concentração em torno de um ideal comum proporciona um maior empenho por parte dos cidadãos, seja qual for a situação que enfrentem. O Brasil atravessa um momento ímpar em sua história. O povo, inerte há muitos anos, desperta de um sono letárgico e faz ecoar o seu grito por mudanças substantivas em suas diversas instituições republicanas. Foi, justamente, esse sentimento nativista, esse amor à terra natal, que tomou conta do público presente, domingo passado, no Maracanã, para assistir à grande final da Copa das Confederações. 72 mil pessoas, como já havia ocorrido em jogos anteriores, repetiam a cena emocionante. Aos 90 segundos, precisamente, cessava a execução do Hino Nacional, de acordo com o rigoroso protocolo da FIFA. E então, aquela massa integrada por brasileiros de todos os matizes continuava a cantar o nosso hino até o final de sua primeira parte. Observe-se que, pela primeira vez em muitos anos, TODOS os jogadores do Brasil cantavam o hino brasileiro. Luiz Felipe Scolári, um motivador de pessoas nato, soube tirar proveito do momento por que passa o Brasil. O ex-craque, médico e atual comentarista esportivo Tostão cita duas evidências que comprovam a tese de que esse fator atuou, de forma inegável, a favor da seleção brasileira, na decisão do último domingo. Em um dos eventos citados, Tostão foi testemunha ocular da história, como se dizia a respeito do Repórter ESSO. Decisão da Taça Brasil, em 1966, com mais de 100 mil pessoas, no Mineirão, torcendo pelo Cruzeiro. O jovem time mineiro voava em campo, enquanto o Santos, a melhor equipe do mundo, não via a bola. O Santos foi goleado por 6 X 2. Segundo Tostão, esse poderia ter sido o placar de domingo, contra a Espanha, assim como o Santos, no caso citado, a melhor de todas as seleções do mundo, na atualidade. O segundo acontecimento narrado por Tostão foi a decisão da Copa de 1998. Dessa vez, Tostão era comentarista de televisão. Ele narra que observou bem a torcida e os jogadores franceses, emocionados, cantando o hino nacional da França, a Marselhesa. E prossegue: Tive a impressão de que a França não perderia. Seus atletas jogaram mais do que sabiam e ganharam do Brasil por 3 X 0. Além de Zidane, foram o hino e o sentimento patriótico, e não o problema de Ronaldo, os fatores mais decisivos. Mesmo depois da vitória sobre a Espanha, conclui o “mestre” Tostão, muitas pessoas ainda não perceberam a enorme importância de se jogar uma decisão em seu país. Como se vê, bastante lúcida, como sempre, a análise  de Tostão, que, ao lado de Juca Kfouri (já recuperado de um AVC) que o pegou de surpresa em Belo Horizonte, honra as tradições do jornalismo esportivo brasileiro, do qual João Saldanha, Armando Nogueira, Nelson Rodrigues e seu irmão, Mário Filho, são figuras emblemáticas. Não há razão para excesso de otimismo. É preciso trabalhar muito, para colocar o escrete canarinho à altura de seu legítimo lugar no ranking do futebol mundial. E trabalho é algo que o Felipão conhece bem.

Galo em chapa quente
A inesperada  derrota do Atlético Mineiro por 2 X 0, diante do Newell’s Old Boys, em Buenos Aires, esquentou a chapa do Galo Mineiro para o jogo de volta, quando será decidida, no Mineirão, uma das vagas para as finais da Taça Libertadores das Américas. Mesmo um tanto desfalcado, esperava-se um resultado menos negativo, vez que a derrota com dois gols de diferença deixa a equipe platina em uma situação mais ou menos confortável. Na próxima partida, o Atlético, até aqui a melhor equipe da competição, não pode, em absoluto, levar um gol sequer. Para ficar com a vaga, além disso, o quadro dirigido por Cuca terá que marcar três gols. Vitória de dois a zero levará a decisão para as penalidades máximas. O apoio da torcida será fundamental para um sucesso da equipe mineira. Jogando com todos os titulares, o Galo tem, sim, condições de superar o Newell’s.

Acordo Santos/Barcelona
Um acordo firmado entre o Santos e o Barcelona garante à equipe da Catalunha prioridade para a aquisição de três jogadores considerados verdadeiras jóias. Na lista está o sergipano Vítor Andrade, com multa rescisória fixada em 50 milhões de euros, o que corresponde a quase 150 milhões de reais.

Recopa Sul-Americana
Essa competição continental, promovida pela CONMEBOL, disputada pela primeira vez em 1989, será decidida, em sua versão 2013, no dia 17, quando o Corinthians voltará a enfrentar o São Paulo. Dessa feita, a partida será realizada no Estádio do Morumbi, na capital paulista.

Frase
Extraída de recente texto de autoria de Tostão, intitulado “A natureza dá saltos”:  “A seleção brasileira, em 30 dias, atingiu o máximo. A dúvida é sobre o que vem pela frente.”

Memória do Esporte
Em 5 de julho de 1982, a seleção brasileira é derrotada pela Itália, por 3 X 2, no Estádio Sarriá, em Barcelona, e dá adeus ao título da Copa do Mundo. O carrasco Paolo Rossi assinala os três tentos da equipe italiana.

Kyte Surf
Quando Maurício Pimentel assumiu o cargo de Secretário de Esporte e Lazer em lugar do jornalista Leó Filho, esse esporte elitista estava começando a ser praticado nas praias de Sergipe. Em uma de suas primeiras entrevistas, Maurício Pimentel afirmou que uma de suas primeiras ações à frente da SEEL seria incentivar a prática do KYTE SURF. Ainda bem que o secretário parece ter desistido da idéia insólita. E passou a empenhar-se em projetos de inclusão social, que devem ser, permanentemente, uma proposta característica de todos os governos, mas em especial de um governo socialista. Chegou até a ser criado um setor, cognominado Diretoria de Inclusão Social, que foi ocupado pelo atual vereador Max Prejuízo. Um grande marqueteiro, porém um leigo na área dos esportes, MP evoluiu bastante e é, hoje, tido como um dos melhores auxiliares da administração estadual. Sua maior realização é a Escola de Esportes, um projeto aplaudido em nível nacional. Uma iniciativa voltada, efetivamente, para a inclusão social. Do KYTE SURF à ESCOLA DE ESPORTES, Maurício Pimentel demonstrou dedicação, competência e vontade de ajudar, dentro de suas limitações, as federações das diversas modalidades esportivas. Não resta dúvida que deverá ficar no cargo até o final do atual mandato, que vai terminar no final de 2014. Merece, também, observação especial o controle sobre seu ímpeto de aparecer demais, de falar demais. Pragmático e trabalhador, tem, é claro, suas falhas, como todo ser humano. Mas não poderá, nunca, merecer restrições no que diz respeito à capacidade de trabalho, de empenho, para atingir os objetivos colimados.

Jogo Rápido
Torcida do São Paulo pede a saída do presidente Juvenal Juvêncio. /// Leonardo vai cumprir um ano de suspensão no PSG. /// No Egito, dois anos depois, o futebol volta a participar da deposição de um presidente. /// Sergipe está pronto para defender a liderança de seu grupo na série D. /// Sergipe na C e outro clube sergipano na D. Esse é o grande objetivo do nosso futebol. /// FSF de casa nova. Seria ótimo se também fosse “DE NOVA CASA”. Renovar para modernizar. Eis aí um bom lema. /// Fato insólito ocorreu em Sergipe: uma Associação (dos árbitros), conseguiu aniquilar um Sindicato (já reconhecido pelo MTB).

PELO TWITTER

www.twitter.com/FlaviioCardoso  Deus, me conceda a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar.

www.twitter.com/leleteles  SOBRE MÉDICOS E COXINHAS: era quase impossível se encontrar um médico. Hoje eles saem com cartazes de tudo quanto é buraco.

www.twitter.com/Lecorintiano  Pois é @fcuri: Médicos vão para as ruas protestar contra médicos que  trabalharão em lugares q eles não conhecem e não pretendem conhecer.

www.twitter.com/JorgeRibeiroSE  A cada 15 anos o brasileiro esquece o que aconteceu nos últimos 15 anos.”  Ivan Lessa, jornalista e escritor

www.twitter.com/neurochester  Cada vez mais me certifico de que a decisão sobre alguns posicionamentos vão além da análise racional dos fatos.

www.twitter.com/JUNIOR_TORRES_  As ruas estão mostrando que as redes sociais abominam a censura, tolher a liberdade de expressão de alguém é algo, no mínimo, absurdo!

DO LEITOR

Médicos de "fora"
Do leitor Elisanio de Souza Cardoso,Cirurgião Geral: “Não se deixe enganar pelas aparentemente irrecusáveis propostas de prefeituras para ocupação de cargos por médicos: é uma relação de vínculo precário, atrelada a interesse político, sem garantia de recebimento, sem progressão, e sem suporte(enfermagem, fisioterapia, psicologia, ambulatório, hospital, farmácia com o mínimo exigido por lei etc.)O Brasil não precisa de médicos. O Brasil precisa é de estrutura para atrair os médicos para qualquer canto – basta vontade política: concurso, carreira, estrutura de apoio. O povo brasileiro não merece Medicina diferente em lugar algum. Merece Medicina decente em qualquer lugar. Medicina não se faz somente com a figura do médico. Faz-se com seriedade que é algo por demais carente em nosso setor público.”

Frei Paulo: obra de campo se arrasta há três anos
E-mail assinado por jovens de Frei Paulo: “Há três anos que essa obra se arrasta para ser concluída e quando já está na

L

sua fase final a prefeitura resolveu colocar estacas com arame farpado para que os jovens de Frei Paulo não possam utilizar o campo. Na verdade esse campo que vemos na imagem já estava sendo utilizado pelos jovens,mas não sabemos qual foi o motivo para que o prefeito ordenasse para que essas estacas com arame farpado fossem colocados no meio do campinho da praça da juventude. Senhor prefeito José Arinaldo de Oliveira Filho,o campinho foi feito só para enfeite?  Este espaço foi ou não foi criado para que a juventude pudesse desfrutar? A juventude de Frei Paulo espera que o Ministério Público de Sergipe se manifeste.”

ARTIGO

O grito dos incluídos  Anderson Defon*

Não há situação mais cômoda que a de um crítico. Como mero espectador, submete a julgamento a ação alheia. E sem envolvimento ou responsabilidade alguma para com o objeto julgado, fica o mesmo livre para fartar sua vaidade com comentários sarcásticos e devastadores.

E é assim, que há muito se comporta a classe média brasileira. Os noticiários políticos lhes passam despercebidos durante todo o tempo (a não ser em período eleitoral, quando acompanham somente as pesquisas para saber se seu candidato, que escolheram com os mesmos critérios que escolhem um time de futebol, está liderando), rejeitam veementemente qualquer envolvimento em causas coletivas, dizem sempre “não gostar de política” e fazem dessa máxima um escudo para se isolarem no conforto que a não dependência dos serviços públicos lhes gera. Renegam a participação intrínseca aos que vivem em um estado democrático.

Então, que postura esperar daquele que se isola em uma redoma? Que seja indiferente e tácito ao que ocorre fora dela, não? Não. Apesar de sua total apatia, há sempre na boca da classe média um chavão ácido sobre qualquer que seja o tema abordado, digno do mais cruel e refinado crítico. Criticam a atividade política que não acompanham, criticam o governo que não fiscalizam, criticam o parlamentar corrupto que, pela mesma falta de critério, elegem. Mas não basta não fazer, tem que repudiar quem faz.
Desde a redemocratização do país, os partidos políticos, sindicatos e entidades de classe em geral são alvos de olhares atravessados dos médio-classistas: é a já citada rejeição ao envolvimento em causas coletivas.
Envolvimento político ou qualquer coisa que se assemelhe é pecado capital. Para o bom médio-classista, o político é apenas aquele cidadão que ele xinga toda noite durante o Jornal Nacional, e, é claro, aquele conhecido a quem ele pede favor quando precisa de alguém que tenha “peixada”. Sim, quando funciona em seu benefício, o nome não é corrupção, é jeitinho brasileiro.

O enquadramento generalizado da classe média nesse padrão talvez não seja preciso, mas também não é injusto. É o “senso de posição social” que dá o poder de transferir a responsabilidade: “Ah, a culpa é do povo pobre e ignorante que elege esses políticos safados”.

Mas não há erro de uma geração que outra não possa consertar. Essa nova geração tem mais acesso à informação, mais acesso às universidades, sem dúvida terá mais discernimento e participará de forma mais ativa e racional da democracia do país, não? Não. O monstro deu cria. A nova geração da classe média, incapaz de se situar no contexto democrático, repete a hipocrisia de seus genitores e sai de casa com um conselho parental firmado como um valor imprescindível: “Não se meta com política, é coisa de quem não presta”.

E a cartilha é seguida. A criminalização da política atinge toda a sociedade e como prova disso, segue definhando nos corredores das universidades o movimento estudantil. Outrora protagonista da luta pela democracia, hoje sobrevive graças a jovens que, a despeito das piadas e dos olhares de condenação, ainda “tomam partido”, literalmente. E isso não é uma acusação.

E nesse cenário se iniciaram as manifestações das últimas semanas. Lideradas inicialmente por um grupo de jovens que, de forma organizada, construíram uma pauta de combate às más condições do transporte público e foram às ruas em várias cidades do país. Como é natural em manifestações públicas, alguns se exaltaram e houveram enfrentamentos com a polícia, que foram noticiados pela grande mídia com a parcialidade e o sensacionalismo de sempre. Foi aí que a “bomba estourou”.

Certamente, acompanhar os enfrentamentos com a polícia ficou mais interessante que a novela. E de repente, como num grande viral de redes sociais à la gangnam style, a nova geração da classe média percebeu que protestar era algo que não se fazia há muito tempo (desde 1992 no Fora Collor), ou seja, já podia voltar a ser “tendência da estação”. Pintaram as caras e levaram as ruas toda a revolta e interesse pela coisa pública que sempre lhes faltou. Seria ótimo, se não continuasse lhes faltando algo. Conteúdo.

O conteúdo e a politização lhes faltam justamente pela postura anteriormente citada, mas isso não foi levado em conta. A necessidade de ir às ruas e mostrar que “O gigante acordou” era maior e cada vez mais inflamada pelas redes sociais, tradicionais vitrines dos pseudo-intelectuais e pela grande mídia, que ao ver seu público-alvo aderindo às manifestações, parou de se referir às mesmas como atos de vandalismo. Com todas as condições reunidas, o “gigante” realmente acordou. E como todos aqueles que acordam de um coma profundo, acordou desnorteado, sem saber onde está e o que fazer.

A politização, que seria a solução para apatia de nosso povo para com seu país, foi demonizada. Bandeiras de partidos eram queimadas, tais quais bruxas nas fogueiras da Inquisição. Era a nova classe média levando às ruas a revolta que adquirira no sofá, transformando um legítimo direito democrático, numa salada de cartazes despolitizados que contemplavam gays, cristãos, militares, médicos, esquerdistas, direitistas, todos enfim. E a todo momento surgiam aqueles que tentavam apontar para a mesma direção todos os canhões dispersos em meio á multidão. E conseguiram.
A direita e sua eterna aliada, a grande mídia, não desperdiçariam jamais essa oportunidade de colar nas manifestações um rótulo com a frase: “é tudo culpa do governo”, e é claro que funcionaria, afinal a classe média aprendeu a protestar, não a pensar ainda. Uma coisa de cada vez.

Por fim o que ficou demonstrado foi uma grande capacidade de fazer muito pouco, com muito. Milhares foram às ruas em cada cidade sem saber exatamente o porquê, e assim ganhamos um segundo carnaval. As poucas manifestações remanescentes transformaram-se em festivais de vandalismo e violência. As conquistas dos atos surgiram, mas não correspondem nem a uma pequena fração do volume que tiveram. Medidas efêmeras, pontuais, sem grande representatividade para a profunda reforma do sistema político que se faz necessária.

Lamentável. Desperdiçamos tamanha mobilização num país que precisa tanto de seu povo. Basta lembrarmos que foi também com gente nas ruas, mas de forma politizada e organizada, que conseguimos o direito de escolher nosso presidente.

E a nova geração da classe média, muito em breve assumirá o seu papel hereditário de crítica implacável. Sempre praguejando contra as consequências da própria apatia, mas emudecendo quando lhe é dado o direito de falar. E por emudecerem quando lhes é dado o direito de falar, agora gritam. Mas já estão emudecendo novamente. Gritar talvez já não seja mais a “tendência da estação”.

*25 anos, estudante de administração, filiado ao Partido dos Trabalhadores.

ARTIGO

É hora de a juventude sergipana ir às ruas: 11 de Julho  Jessy Dayane*

O ânimo de mobilização pode ser passageiro, mas o "ter se mobilizado" fica para a história. Fica para a história do povo, sobretudo jovens, que há tempos não saia à rua com seu brado retumbante. Nesse sentido, a experiência vivida em Aracaju/Sergipe foi de vitória – ainda que pequena -, já foi conquistada a diminuição do valor da tarifa de ônibus, e a luta pela revogação do aumento continua.

Essa vitória registra, no íntimo de cada um, não só a consciência da necessidade de avançar em direitos, mas também uma perspectiva de ação coletiva, até então abafada e desvirtuada pelo horizonte individualista e de consumo. Afinal, foi o povo nas ruas que garantiu a vitória.

Por um lado, se antes era perceptível alguma timidez em quem ia às ruas com 20, 30 ou 100 pessoas, por outro, nessas revoltas de junho o fervor em autoestima estava lá mesmo, nas ruas. Eis o sentimento de participação e poder popular, que aqueles mesmos meios de comunicação difusores do individualismo/consumo propagam ser exclusividade do período eleitoral.

Bom, após uma parcial vitória conquistada, vê-se o arrefecimento das mobilizações (constatada a partir da clara diminuição da quantidade de pessoas nos atos públicos). Resta a pergunta: que fazer agora?

Alguns poucos insistem permanentemente nos chamados ao povo para, de hora em hora, tal como o resultado da Telesena, ir às ruas, reunir às praças, tomar o governo, etc. Ledo engano: primeiro, porque a rotina cotidiana persiste e limita a própria participação (jornada de trabalho, aulas e dificuldades de transporte, por exemplo);segundo, porque – ao que parece ser uma das lições desse momento – nenhuma organização, sozinha, está tão legitimada para convocar/dirigir todo o povo.

Sobre esse complexo último argumento – sobre o qual a política incide de imediato -, reforça-se a urgência da comunhão de forças e dos pactos das organizações da classe trabalhadora para levar adiante suas reivindicações (desde os aumentos salariais e melhores condições de trabalho até a redução da jornada de trabalho, democratização dos meios de comunicação, reforma política, agrária e urbana, por exemplo). Se uma ou outra organização sozinha não tem a capilaridade necessária para renovar esse ânimo de mobilização, fundamental é a unidade para tal convocação.

Nesse espírito, assim como TODAS as centrais sindicais e movimentos sociais (MST, por exemplo), em São Paulo, se uniram numa pauta e agenda comuns, em Sergipe também há de prevalecer o consenso.

A data na agenda é o dia 11 de Julho de 2013: dia nacional de luta, com mobilizações, paralisações e greves.

Nesse histórico 11 de Julho, é fundamental a participação do povo, especialmente da juventude, que tem na história recente a marca de já "ter se mobilizado" e conquistado vitórias.

A aliança da juventude, notadamente urbana, com os trabalhadores organizados e os movimentos sociais do campo pode possibilitar novos rumos à política brasileira, com vistas às reformas estruturais há tempos negligenciadas.

Por tudo o exposto, em nome do Levante Popular da Juventude, com a humildade do nosso povo, reforço a importância da presença dos sergipanos e sergipanas nas lutas, assim como lá estarão nossa bateria, nossos jovens sonhadores e nossos brados retumbantes.

*Coordenação Nacional do Levante Popular da Juventude.

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

  
Frases  do Dia
Apenas um raio de sol é suficiente para afastar  várias sombras.

Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível.

Francisco de Assis, frade católico italiano, nasceu em 1182, morreu em 1226 e em 1228 foi canonizado.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários