Investimentos federais em Sergipe caíram 40%

0

Até novembro, os desembolsos de investimentos da União em 2013 estavam 12% abaixo do registrado em todo o ano passado. Mas a comparação entre os valores destinados aos Estados mostra que Sergipe foi um dos entes que mais perderam investimentos federais.

Dados do Siafi, o Sistema Integrado de Administração Financeira que registra, acompanha e controla a execução orçamentária, financeira e patrimonial do Governo Federal, apontam uma evolução crescente dos investimentos desde 2007, e uma queda brusca neste ano.

Sergipe recebeu R$ 227 milhões naquele ano, deu um salto para R$ 301 milhões em 2010 e, em 2012, recebeu quase R$ 405 milhões. Em 2013, na conta fechada em novembro, tinha voltado ao patamar de seis anos atrás: R$ 240 milhões.
Olhando os dados globais, a impressão que dá é que o governo reduziu o dinheiro destinado aos estados menores e administrados por aliados políticos para aplicar naqueles eleitoralmente mais importantes e que estão nas mãos de adversários.

A comparação entre os valores destinados aos Estado mostra que em três deles os investimentos em 2012 já foram superados: São Paulo, Paraná e Minas Gerais, todos governados pelo PSDB e cobiçados pelo PT.

O governo Dilma Rousseff aposta na disputa direta com seus principais oposicionistas, escalando para os três Estados ministros filiados ao PT para concorrer ao governo. Alexandre Padilha, ministro da Saúde, deve disputar a cereja do bolo, São Paulo. Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, deve ser candidata a governadora do Paraná. E Fernando Pimentel, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento, está escalado para tentar conquistar Minas Gerais, o reduto eleitoral de Aécio Neves.

O direcionamento maior de recursos pra os três Estados é recente, ocorreu em 2013, e não corresponde ao peso de suas populações. Na média, vinham recebendo menos investimentos per capita do governo federal. Na "inversão de prioridades", sobrou para os aliados pequenos pagarem mais essa conta dos interesses republicanos nacionais.

Governo agora investe proporcionalmente mais onde ministros serão candidatos e reduz verbas dos aliados, como Sergipe (em R$ milhões)

Ranking

Estado

2007

2012

2013*

Variação 2012/2013

1

São Paulo

4.501,90

8.132,11

9.360,52

+15%

2

Paraná

1.403,88

2.270,69

2.382,05

+5%

3

Minas Gerais

3.203,65

4.682,50

4.769,59

+2%

4

Rio Grande do Sul

1.213,47

2.321,48

2.217,91

-4%

5

Paraíba

455,11

839,41

775,29

-8%

6

Pernambuco

758,00

2.074,48

1.817,29

-12%

7

Rio Grande do Norte

548,75

678,44

563,65

-17%

8

Goiás

625,23

1.772,77

1.469,11

-17%

9

Distrito Federal

1.305,70

2.161,55

1.788,29

-17%

10

Espírito Santo

275,39

366,94

300,35

-18%

11

Bahia

1.065,09

2.261,43

1.813,09

-20%

12

Alagoas

358,93

700,58

554,32

-21%

13

Amazonas

451,00

714,61

553,01

-23%

14

Santa Catarina

680,46

1.313,14

993,37

-24%

15

Rio de Janeiro

3.389,18

5.095,26

3.786,08

-26%

16

Rondônia

216,27

323,71

231,94

-28%

17

Ceará

1.110,08

1.652,44

1.183,09

-28%

18

Pará

409,76

890,87

618,34

-31%

19

Mato Grosso do Sul

355,50

595,57

378,48

-36%

20

Maranhão

313,76

886,73

559,26

-37%

21

Piauí

480,14

925,82

578,55

-38%

22

Amapá

190,04

183,90

110,42

-40%

23

Sergipe

227,03

404,88

240,95

-40%

24

Mato Grosso

451,46

1.092,37

651,75

-40%

25

Acre

438,30

275,52

163,92

-41%

26

Tocantins

402,92

407,88

201,26

-51%

27

Roraima

236,67

470,45

182,67

-61%

Fonte: Siafi. *2013 considera os desembolsos até novembro

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais