JOÃO ALVES NÃO ESTÁ EM CONDIÇÕES DE SER CANDIDATO

0

Depois de um domingo de muita ansiedade entre os Democratas, finalmente, ontem, o ex-governador João Alves retornou a Aracaju. E, ontem mesmo, aproveitou para conversar com as principais lideranças do partido em Sergipe sobre as eleições municipais deste ano.



No encontro entre amigos, João Alves avaliou o quadro existente, analisou mais uma vez as pesquisas feitas para consumo interno e tirou conclusões que devem ser apresentadas, nesta segunda-feira, às 20 h, durante reunião da Executiva do partido.



A verdade é que o ex-governador está vivendo um grande dilema: ser ou não ser candidato a prefeito da capital, diante do difícil quadro de saúde da senadora Maria do Carmo Alves.



A situação da senadora Maria do Carmo inspira cuidados redobrados e acompanhamento permanente. Tão logo sentiu-se mal em um vôo, a senadora passou por atendimento médico ainda no aeroporto de Brasília de onde foi levada às pressas para São Paulo. Com picos de pressão arterial altíssimos, ela teve detectados, nos exames feitos em São Paulo, coágulos na meninge (membrana que reveste o cérebro) e, daí em diante, o corre-corre da equipe médica foi gigantesco na tentativa de reestabelecer um quadro clínico adequado para uma cirurgia.



Nesse interim, Maria retornou para o apartamento da família em São Paulo, onde sob efeito de medicamentos deveria aguardar o momento certo para a intervenção cirúrgica. Mas, infelizmente, logo depois, veio a sofrer um novo baque: um derrame que agravou ainda mais a sua situação de saúde.



Com movimentos comprometidos e quadro depressivo instalado, a senadora Maria do Carmo tem encontrado no marido um companheiro de todas as horas. João Alves não sai do lado da mulher para nada. E, é óbvio, diante dessa situação, não se vê em condições de pensar em política. Sem dúvida alguma, reconheçamos, é humanamente impossível ter que enfrentar tudo isso e ainda se preocupar com o quadro eleitoral em Sergipe.



Portanto, na reunião com a Executiva do DEM, muito provavelmente, ouviremos de um entristecido João Alves Filho que ele não está em condições de disputar absolutamente nada. João deve pedir a compreensão de todos para este difícil momento de sua vida pessoal e deverá apontar um caminho alternativo para a legenda: o lançamento da candidatura de seu genro, o deputado federal Mendonça Prado, em Aracaju, por ser ele o mais aceito nas pesquisas realizadas pelo partido na capital.

 

Muitos desdobramentos ainda podem acontecer até a hora da reunião da Executiva. Mas uma coisa é certa: se ele voltar atrás e for candidato será um João Alves em frangalhos. 

 

 



 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários