Microsoft Surface

0

Desde semana passada que estava querendo falar sobre a Microsoft Surface. Não leia o restante da coluna até você ver este vídeo do YouTube. É de impressionar, mesmo para aqueles que são viciados em tecnologia, e olhe que nem gosto muito da Micro$oft.

Interface simples e intuitiva. Essa tem que ser a ideia de um produto. De nada adianta ter, por exemplo, o celular mais moderno, cheio de recursos, se para acessá-los precisa ler várias vezes o manual de instruções. Temos uma infinidades de tocadores de MP3 e MP4, mas vocês já se perguntaram porque o iPod é o mais cobiçado? A resposta é simples: tem um visual bonito, é funcional e muito fácil de usar. Os outros? Produtos mal acabados e complicados (às vezes precisa converter para formatos proprietários), não é à toa que são chamados de “iPobres”…

Mas, voltemos para o Surface. O novo brinquedo é de encher os olhos. Fiquei imaginando que daqui para frente teremos cada vez mais surpresas desse tipo, com inovações que nos deixarão de queixo caído. Daqui a alguns anos (provavelmente) o Surface será de uso comum, assim como são as câmeras digitais atualmente. Até lá a gente pode viajar com a imaginação e pensar em alguns possíveis cenários:

1) As escolas poderiam deixar de ter as tradicionais carteiras. Elas poderiam ser substituídas pelo Surface, que teriam armazenados todos os livros utilizados na escola, ou seja, o aluno não precisaria mais carregar as pesadas pastas. Além disso, o quadro do professor também seria um Surface, só que em tamanho grande, que poderia transferir tudo o que foi “escrito” nele para os alunos.

2) As mesas dos bares serão Surfaces, que vão permitir que os frequentadores possam jogar dama (tem gente que gosta!) ou brincar um pouco no Second Life, ou ainda deixar tocando a lista de video-clipes preferida enquanto toma um choppinho gelado e bate papo com os amigos.

3) As mesas de reuniões poderão ser muito mais úteis. Nada de papel de rascunho, tudo pode ser escrito em “papéis” limpos e os manuscritos podem ser “arrastados” para dentro dos dispositivos eletrônicos (celular, palm, tablet PC, etc) de cada participante. Para uma reunião virtual basta colocar a webcam sobre a mesa e o Surface poderá mostrar as imagens de todos na tela, além de transmitir a sua, é claro.

Bem, tudo isso tem a grife Microsoft. Espero que não venha com bugs pois ver o Surface dando o boot vai tirar o seu encanto.

Uma perguntinha final: será que no Surface vamos poder rodar Linux?

 

Até a próxima semana!  

em tempo: Esqueci de colocar que poderíamos pedir (e pagar) a conta usando o Surface. Não tem quem aguente ficar esperando o garçom trazer a conta.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais