Mudanças: sonho e realidade

0

   A esquerda no governo tende a trocar seu projeto de nação pelo de eleição. Permanecer no governo, ainda que à custa de alianças com forças adversárias, passa a ser mais importante do que mobilizar a nação para fortalecer o empoderamento popular e, graças ao seu apoio, levar a efeito as reformas prometidas e necessárias. A esquerda no poder carrega, porém, seu peso de culpa. Sabe que há de acenar para as camadas mais pobres, nem que seja por motivos eleitorais. Assim, implementa políticas sociais focalizadas, sem deixar de beneficiar os donos do capital.

   É caro leitor, qualquer semelhança com Sergipe, não é mera coincidência. Este texto, foi escrito há poucos dias pelo frei Betto, escritor e que foi uma das lideranças mais expressivas do PT, há algum tempo. Ele escreveu para mostrar a atual situação do pais, mas guardada as devidas proporções serve também como exemplo para as decepções de muitos com as mudanças que ainda não chegaram no governo estadual, apesar de estar há cinco meses no poder.

  No artigo “As dificuldades de mudar”, publicado na revista Caros Amigos deste mês, frei Betto, lembra ainda que os antigos paradigmas socialistas são substituídos pelos neoliberais de contenção de gastos públicos, crescimento econômico, redução da dívida do Estado e a atração de investimentos estrangeiros. Diluem-se as perspectivas de lançar reformas que alterem a estrutura social do país, reduzam a desigualdade social e propiciem às novas gerações uma nova cultura política, centrada na solidariedade e na ação transformadora da história.

  Frei Betto questiona ainda o que impede a esquerda de, alçada ao poder em países capitalistas, ser coerente com os seus princípios? Uma revolução significa derrubar a casa velha e, no local, erguer a nova. Uma eleição equivale a manter a casa intocada. Os novos moradores sentem-se obrigados a se adaptar ao que não escolheram. Dispõem de força para fazer mudanças, mas carecem de ousadia ideológica para mobilizar os movimentos populares e a sociedade civil organizada. 

  É caro leitor, você de lá, de Tobias Barreto, ou então de Poço Redondo, Simão Dias e tudo mais que cobra quase que diariamente por e-mail as mudanças. Será que elas chegarão? Talvez sim, talvez não. Mas uma certeza: nunca na proporção sonhada porque aqueles que ajudaram o sonho virar realidade. É torcer que a decepção de alguns sergipanos não seja igual a de Frei Betto, com o governo federal, o qual ele fez parte alguns meses do primeiro mandato do presidente Lula.

 

 

Grande pasta em um condomínio da Coroa do Meio

No último sábado, às 12hs, o monitoramento feito por uma operação sigilosa mostrou uma importante ex-autoridade do Estado estacionando o veiculo em frente a um condomínio de apartamentos no bairro Coroa do Meio. De lá a ex-autoridade saiu com uma pasta preta grande. Se dirigiu a portaria e entrou. Dentro da grande pasta só sabe o que tinha, ele, os moradores do apartamento para onde ele levou a mesma, e é claro quem estava monitorando a ex-autoridade.

 

Doença no caranguejo se espalha

O Jornal Nacional, da rede Globo mostrou ontem à noite, 04, a situação de diversos catadores de caranguejo no Espírito do Santo. A suspeita é que um fungo vem provocando a mortalidade do caranguejo. Isso vem ocorrendo em várias partes do Nordeste há muito tempo, mas ninguém toma providencias. Em pouco tempo, o caranguejo vai ser visto apenas em fotografias…

 

A ganância dos grandes, que mata os outros de sede

E os grandes fazendeiros que davam jeitinho para não pagar a conta de água no interior? Já estão pagando as contas? Aguardem novidades sobre este tema. É preciso coragem…

 

(E) leitor petista decepcionado com Déda I

“Sou leitor assíduo de sua coluna, a qual, na minha opinião é o espaço mais democrático existente atualmente em nosso estado, dando a todos os cidadãos oportunidade de manifestação pública. Venho particularmente tratar dos 6 primeiros meses de governo de Marcelo Déda. Sou eleitor do PT, 28 anos de idade, nunca votei em outro presidente que não fosse Lula e dei meu voto a Déda para o governador do estado, assim como para prefeito nas duas últimas eleições municipais. Me pergunto agora: será que o governador prometeu demais? Sei que não se muda uma estrutura que vem sugando o estado há décadas em 6 meses.. mas, onde está o planejamento? Onde estão os concursos públicos? Onde está a moralização prometida?”.

 

(E) leitor petista decepcionado com Déda II

Continua o (e) leitor:Planejamento! Mostrar para a sociedade o que será feito…. tirar da gaveta o plano da segurança pública que ao meu ver não existe… Ver Marcelo Déda em festa junina enquanto o caos está instalado em nosso estado, para mim não é nada agradável.  É bom saber que os apadrinhados de ex-governadores perderam suas mamatas… mas e agora? Novos parasitas vestidos de vermelho entrarão em cena? Só a cor da camisa mudará? Onde está o mérito? Mais uma vez pergunto: onde estão os concursos? Onde está a moralização? Onde está o planejamento? Temos concursados esperando nomeação na PM, na polícia civil.. e o que vemos são os absurdos administrativos acontecendo, como os “primeiros empregos” nas delegacias… atendendo de forma atabalhoada casos importantes como homicídios, estupros, violência contra a mulher e por aí vai… Assim como o ridículo número de PM´s nas cidades do interior… Alguém precisa avisar ao governador que pessoas estão morrendo!Pelo visto Monte Alegre não serviu de exemplo para nada. Até quando vamos esperar a

moralização? As medidas enérgicas?? O planejamento!”

 

 

Busca e apreensão na casa de irmão de Lula

Matéria da Folha de São Paulo de hoje, 05: “A Polícia Federal fez busca e apreensão na casa de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão mais velho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo. Ele foi indiciado por tráfico de influência no Executivo e exploração de prestígio no Judiciário. A ação fez parte da Operação Xeque-Mate, que prendeu ontem, até o fim da tarde, 77 pessoas acusadas de pertencer à máfia dos caça-níqueis e a um esquema de corrupção de policiais militares e civis. Oito pessoas estavam foragidas. A Folha apurou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estava na Índia, reagiu com grande irritação ao ser informado da inclusão de seu irmão na investigação da PF. Ele reclamou por não ter sido avisado com antecedência e disse a auxiliares que já havia pedido ao irmão que tomasse cuidado para não comprometê-lo”.

 

Leitor saberá o que mudou na PF nos últimos anos

Ainda esta semana a coluna publicará algumas informações sobre as mudanças ocorridas na PF nos últimos anos que possibilitou a realização de diversas operações sigilosas, com prisões de autoridades e políticos.

 

Análise sobre decisão judicial em São Cristóvão I

A coluna recebe uma análise feita pelo advogado José Melo Santos (OAB-2.645) sobre a decisão judicial na Prefeitura de São Cristovão: “O pouco apreço com a ordem pública e a segurança jurídica, também se revela  em recente decisão judicial, ofuscante, mas de fácil entendimento, em que o  honrado Juiz de São Cristóvão decidindo em processo de ação civil pública determinou o afastamento do Prefeito Municipal. De início é bom ficar bem claro que a mencionada ação civil pública, ajuizada pelo Ministério Público com o fito de proteger o pagamento de salários atrasados de servidores municipais, não poderia prosperar haja vista falecer o MPE de legitimidade ativa, conforme reiterados arestos do Superior Tribunal de Justiça: “os servidores públicos (…) integram uma parte e não a coletividade como um todo, sendo certo que os mesmos possuem sindicato ou ente representativo equivalente que os possa defender em juízo. A grandeza do Ministério Público não pode servir de subsídio para legitimá-lo na defesa destes interesses, já que a legitimação para tanto só ocorreria em caso de direitos indisponíveis” (AgRgREsp n. 298.634-GO, Rel. Min. Gilson Dipp, DJU 25.2.2002, p. 429). Ainda, em matéria de vencimentos e benefícios de servidores públicos: “Tratando-se de interesses individuais, cujos titulares não podem ser enquadrados na definição de consumidores, tampouco caracterizam-se como indisponíveis, é inviável a defesa de tais direitos por intermédio da ação civil pública” (REsp n. 578.677-PE, Rel. Min. José Arnaldo da Fonseca, RF 380/321)”.

 

Análise sobre decisão judicial em São Cristóvão II

 Continua o advogado: “Tendo aquela ação civil pública vicejado e o honrado Juiz concedido ordem liminar, não poderia acolher novo pedido do Promotor de Justiça, apresentado após a citação válida, e, ignorando a regra do art. 264, do Catecismo Processual Civil1, determinar o afastamento do Prefeito por noventa dias, bem como nomear seu substituto, para assim se fazer cumprir ordem judicial. Indubitável que a respeitável decisão gerou apreensão nos jurisdicionados por ofender regra de ordem pública, especialmente ao se constatar que por iniciativa do Ministério Público, órgão incumbido da defesa da ordem jurídica, maior receio emergiu ao se verificar sua natureza intervencionista e usurpadora da competência do Tribunal de Justiça, da Assembléia Legislativa e do próprio Governador do Estado (Onde já se viu isso?! Imagine se a moda pega!)”.       

 

Análise sobre decisão judicial em São Cristóvão III

Conclui José Melo Santos: “A respeitável decisão judicial de afastamento do Prefeito de São Cristóvão é clara: Não decorreu de uma ação de improbidade administrativa. Encontra motivação no desiderato de se fazer cumprir ordem judicial, repita-se. Ora, para tal óbice a Constituição Federal reservou o instituto da Intervenção, art. 35, inc. IV, parte final 2, e o Código Penal a sanção do crime de Desobediência, de duvidosa aplicação em relação a servidor púbico. A malfada decisão intervencionista constitui um acinte ao egrégio Tribunal de Justiça e a própria Procuradoria da Justiça, na medida que lhes usurpam competências constitucionais, bem como enche de injusto opróbrio a Assembléia Legislativa do Estado, ainda zonza com tão furtivo golpe, e desacredita o Governador do Estado ao lhe subtrair o poder de Decretar a intervenção (CF/88, art. 36, §1º). O desdém, o menosprezo com a ordem pública está instalado e entalados esses Poderes. Urge que a Corregedoria do Tribunal, de ofício, restabeleça a ordem jurídica e esvazie assim os ultrajes verificados, porque na outra obra, a de construção do viaduto, certamente o CREA se manifestará em defesa da coisa pública”.

 

2ª. Oficina de Ciências, Matemática e Educação Ambiental

O Campus Universitário Prof. Alberto Carvalho da Universidade Federal de Sergipe, em Itabaiana, realiza no dia 06 de junho (quarta-feira) a 2a. Oficina de Ciências, Matemática e Educação Ambiental (OCMEA), como uma das ações do projeto de Extensão Tecendo Relações entre a UFS e a rede de Educação Básica de Itabaiana e Região do Agreste. Neste momento, os acadêmicos do campus ofertam, por meio deste projeto, 29 (vinte e nove) oficinas nas áreas de Ciências, Matemática, Geografia, Química, Física, Educação Ambiental, Alfabetização, Diversidade cultural, Sistema de Informação e Administração, para os alunos da rede de educação básica, com um

público estimado de mais 1.000 (mil) estudantes do ensino fundamental e médio.

 

Processo seletivo Cefet/Sergipe

As inscrições para o processo seletivo 2007.2 do Cefet/Sergipe foram abertas na última segunda-feira (28) e prosseguem até o dia 12 de junho. Ao todo, são 170 vagas para Cursos superiores. Além de Automação Industrial na Uned-Lagarto, a instituição está oferecendo vagas em Licenciatura de Matemática (50 vagas), Ecoturismo (40) e Saneamento Ambiental (40), na Unidade Sede em Aracaju. A grande novidade do processo seletivo 2007.2 do Centro Federal de Educação Tecnológica de Sergipe é o Curso Superior em Automação Industrial na Unidade Descentralizado de Ensino – Uned, localizada no município de Lagarto, a 78 km de Aracaju (SE). Esse é o primeiro curso superior da instituição no interior  e único entre os estados de Sergipe, Alagoas, Bahia e Pernambuco. A instituição está ofertando 40 vagas neste curso.Para se inscrever, o candidato deve se dirigir até uma das unidades (Aracaju ou Lagarto) do Cefet para efetuar sua inscrição ou se preferir fazer a inscrição de forma eletrônica, através do site www.cefetse.edu.br.

 

Unimed e Acese firmam convênio

Contando com a presença das diretorias da Unimed e Associação  Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), empresários, colaboradores  e representantes da Imprensa local, foi assinada na noite do dia 31 de  maio deste ano, a parceria entre a cooperativa médica e a entidade  empresarial. Também esteve presente Jorge Santana, secretário de  Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia  (Sedetec), e o adjunto Alexandre Porto. “As negociações desta parceria  foram iniciadas quando o secretário era presidente da Acese”, comenta 

Carlos Alberto Barreto de Mendonça, diretor presidente da Unimed.

 

Prêmio Direitos Humanos Petrobras

Felicidade geral para a grande maioria dos jornalistas sergipanos: foram prorrogados os prazos para veiculação e inscrição da III Edição do Prêmio Direitos Humanos Petrobras de Jornalismo. Os trabalhos podem ser veiculados até o dia 22 de junho, antes era até dia 1, e as inscrições vão até o dia 29 de junho, antes elas se encerravam no dia 8. Esta medida atente a um grande número de pedidos de jornalistas. O regulamento do prêmio, onde está a ficha de inscrição, já foi distribuído. Mas quem não pegou, ainda tem no sindicato. Este ano, cada jornalista, em dia com o sindicato, poderá inscrever até três trabalhos. O detalhe é que o prêmio vai avaliar a ampla investigação, dificuldade de apuração, diversidade e respeito às fontes. Lembre-se: o primeiro colocado de cada categoria ganha R$ 2,5 mil, o segundo R$ 1 mil e o terceiro a menção honrosa. Não tem mais prorrogação. Faça sua inscrição agora!

  

Frase do Dia

“Devemos aceitar a decepção finita, mas nunca perder a esperança infinita”. Martin Luther King.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais