Não faça o que faço

0

O prefeito João Alves Filho (DEM) dá sinais que vai reeditar o velho estilo de morde e assopra. Maior exemplo é essa cantilena dos auxiliares dele de que herdaram uma prefeitura falida, sem condições, inclusive, de pagar a folha de pessoal. Enquanto os secretários assustam os servidores, João apressa-se em dizer que os salários serão pagos em dia. Em 1991, ao assumir o governo de Sergipe, Alves Filho também alardeou que seu antecessor Antônio Carlos Valadares (PSB) deixou o estado em petição de miséria, fato não comprovado.  Pior mesmo era a situação do estado quando o demista saiu do governo em 2007. Segundo o ex-secretário da Fazenda, Nilson Lima, além do desequilíbrio nas contas, o estado passava por dificuldades para obter recursos da União e fazer empréstimos. “Em 2006, a meta acertada com a Secretaria do Tesouro Nacional era para o estado ter R$ 89 milhões em conta. Não só esse objetivo não foi atingido como ainda houve um déficit primário de R$ 1,426 milhão”, disse Nilson Lima, naquela época preocupado com a herança deixada pelo hoje seu aliado João Alves.

Bate boca

E em São Cristóvão os adversários Armando Batalha (PSB) e o ex-deputado estadual Wanderlê Correia (PMDB) permanecem no palanque. Para desmentir acusações feitas ao ex-parlamentar pela prefeita Rivanda Batalha (PSB), o PMDB distribuiu uma nota onde, entre outras coisas, acusa Armando de ter deixado dívidas quando foi prefeito, ser ficha suja, falso e mentiroso. Misericórdia!

Excessos

O Jornal da Cidade publica hoje a seguinte nota: “Parece que em Japaratuba os ressentimentos eleitorais ainda estão à flor da pele. Testemunhas afirmam que, durante a festa das cabacinhas, o conselheiro Reinaldo Moura, do Tribunal de Contas, parou o carro em frente à casa do prefeito Padre Gerard (PT) e começou a gritar, pedindo que Maria Pereira, uma senhora octagenária que toma conta da moradia, saísse à rua para ser vaiada. A mulher saiu e mandou Reinaldo se respeitar”. Que horror!

Passagem

Os Sindicatos das Empresas de Ônibus de Aracaju, e dos Motoristas e Cobradores reivindica o aumento do preço da passagem até março próximo, quando ocorre o reajuste salarial da categoria. Segundo o empresário Adierson Menezes, o congelamento do valor da tarifa pela administração anterior deixou as empresas em sérias dificuldades financeiras. O prefeito João Alves Filho (DEM) ainda não se manifestou sobre o assunto.

Sessão noturna

O vereador Roosevelt Santana (PSB) defende que as sessões da Câmara Municipal de Itabaiana ocorram no período da noite. Hoje, os trabalhos legislativos acontecem nas manhãs de segundas e quintas-feiras. "Caso a nossa ideia seja acatada pela maioria, os dias de sessão serão mantidos, havendo mudanças apenas no horário", explica o vereador.

Feira de Sergipe

A 14ª edição da Feira de Sergipe será aberta às 17hs de hoje, na Praça de Eventos da Orla de Atalaia. Realizado pelo Sebrae, o evento busca difundir o artesanato, a cultura e os pequenos negócios, criando um ambiente favorável para os empreendedores divulgarem e comercializarem seus produtos. Este ano foram montados 264 estandes.

Plebiscito

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Aparecida Gama, recebeu ontem o decreto legislativo propondo a realização de um plebiscito para definir se a Zona de Expansão pertence a Aracaju ou São Cristóvão. O documento foi entregue pelo prefeito João Alves Filho, o vice José Carlos Machado (PSDB) e a presidente da Assembleia, deputada Angélica Guimarães (PSC). A desembargadora garantiu que todas as providências serão adotadas para a realização do plebiscito. Legal!

Lançamento

O economista Ricardo Lacerda lança no próximo dia 31 o livro Economia Sergipana Contemporânea (1970-2010). A noite de autógrafos está marcada para começar às 19h, no Museu da Gente Sergipana. O livro registra as transformações da economia sergipana no período, construindo um panorama geral e setorial, e colabora para qualificar o debate sobre o nosso desenvolvimento econômico. Prestigie!

Proinveste

O governo deve reenviar no próximo dia 21 para a Assembleia o projeto pedido de autorização para contrair empréstimo de R$ 727 milhões junto à União. A data foi confirmada ontem pelo secretário estadual da Casa Civil, Sílvio Santos. Durante entrevista em uma rádio local, ele afirmou que o governo aceita sugestões dos deputados, inclusive sobre remanejamento dos recursos pretendidos.

Essa é do baú

No início dos anos 2000 aconteceu um fato inusitado em Sergipe. Aracaju estava pronta para mais uma edição do Pré-Caju e os turistas chegavam à capital para curtir a prévia carnavalesca, tida como a mais animada do país. Por volta das 5h, uma patrulha da Polícia Rodoviária Federal decidiu parar um ônibus que se deslocava para a capital sergipana pela BR-101. Motivo: o parabrisa direito do coletivo estava quebrado. Quando o carro estacionou, os policiais perceberam um certo nervosismo entre os passageiros e começaram a pedir documentos. Descobriram que todos, inclusive o motorista, eram marginais que vinham “trabalhar” no Pré-Caju. Todos foram presos e “deportados” para a boa terra. Por conta dessa inusitada prisão coletiva, aquela talvez tenha sido a prévia carnavalesca mais tranquila já realizada em Aracaju.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais