O alerta da abstenção

0

O elevado índice de eleitores que deixaram de votar ontem em São Paulo (20%) reflete o desinteresse de parte da população pelas propostas dos candidatos, além de mostrar que o voto no Brasil não é tão obrigatório assim. Quem não comparece à urna, paga uma multa inferior a R$ 3 e pronto, fica quite com a Justiça Eleitoral. São vários os motivos que levam o cidadão a trocar a obrigação cívica por uma ensolarada praia, porém o principal deles é o comportamento da maioria dos políticos, envolvidos em escândalos de toda ordem. Cabe registro também o fato de quase todos os eleitos simplesmente esquecerem o que prometeram durante a campanha. Tomara que a exagerada abstenção da eleição paulista leve os partidos a repensarem a forma de fazer política, priorizando a seriedade tão reclamada pelo cidadão de bem.

Violência

A população de Itabaiana está assustada com a violência naquele município. O assassinato, ontem à noite, do radialista Edmilson de Souza chocou os itabaianenses, principalmente pela frieza dos criminosos, que executaram o comunicador no estúdio da rádio Princesa da Serra/FM. De janeiro até agora já foram assassinadas 52 pessoas em Itabaiana. Que horror!

Sabatina

O secretário da Educação, Belivaldo Chagas (PSB), será sabatinado hoje por uma comissão de deputados como parte do processo de escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Ele disputa a vaga com a deputada Susana Azevedo (PSC), que já foi sabatinada pelos colegas de parlamento.

Mutirão

Itabaiana vai receber terça e quarta-feira próximas mais um Mutirão do Empreendedor. Organizado pelo Sebrae Sergipe, o evento objetiva auxiliar as pessoas que desejam sair da informalidade e prestar orientações a quem busca abrir o próprio negócio. O mutirão será realizado na Praça João Pessoa, das 8h às 18hs.

Eleição

Hoje tem eleição no Ministério Público Estadual para escolher o novo procurador geral de justiça. O titular do cargo, Orlando Rochadel, tenta se reeleger, mas tem como adversários os promotores Deijaniro Jonas Filho, Antônio Carlos Nascimento, Virgílio do Vale e Antônio César leite de Carvalho. A eleição vai até as 12h e os candidatos mais votados comporão uma lista tríplice, cabendo ao governador escolher entre eles o novo procurador geral.

Tratamento

O governador Marcelo Déda (PT) viajou ontem para São Paulo visando reiniciar hoje o tratamento contra o câncer no Hospital Sírio-Libanês. Ele deveria ter feito isso na semana passada, mas preferiu suspender a sessão de quimioterapia para tentar convencer os deputados estaduais a aprovarem projeto autorizando o estado a fazer um empréstimo de R$ 727 milhões. Na ausência de Déda, o vice Jackson Barreto (PMDB) responde interinamente pelo governo.

Encontro

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres de Britto, confirmou presença no sexto Encontro Nacional do Judiciário, que acontecerá nos próximos dias 5 e 6 em Aracaju. Promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o evento vai debater o planejamento e a gestão do Poder Judiciário, definir ações prioritárias e oportunizar trocas de experiências entre os dirigentes da Justiça Brasileira.

Atraso

Está pensando em receber agora a parcela de reposição da diferença salarial sobre o reajuste de 5,02%? Pois tire o cavalinho da chuva. A Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) informa que, devido a problemas operacionais, a ‘grana’ não pôde ser processada no contracheque relativo ao mês de outubro. O pagamento será feito nos próximos dias em folha suplementar.

Apagão

O desinteresse dos jovens pelos cursos de informática pode provocar, em curto prazo, um apagão no setor de Tecnologia de Informação em Sergipe. A advertência foi feita durante a 5ª edição do e-CIO (Chief Information Officer) realizada em Aracaju. O presidente da Associação dos Gestores de Tecnologia da Informação, Domingos Sávio, diz que a baixa qualidade do ensino médio é a principal causa do desinteresse dos jovens pela área de TI.

Do baú político

Nem sempre a compra do apoio político é garantia de eleição. Quem não se lembra do advogado Daniel Tourinho, um sergipano radicado no Rio de Janeiro que, em 1989, resolveu se eleger deputado federal em Sergipe? Presidindo o partido do candidato a presidente Fernando Collor, o cidadão desembarcou em Aracaju montado na ‘grana’. Reuniu centenas de lideranças políticas no Iate Clube para lançar a campanha mais cara já vista pelos sergipanos. Seu comitê vivia lotado de políticos, que saiam sorridentes e prometendo milhares de votos para o candidato. Os mais otimistas garantiam que Tourinho seria o deputado federal mais votado. Porém, ao serem abertas, as urnas expuseram o tamanho da traição. Com menos de 15 mil votos, Daniel Tourinho não ficou nem na primeira suplência. Encabulado, botou a viola no saco e voltou para o Rio.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários