O fechamento da FAFEN

0

Já há alguns dias não se fala em outra coisa no Estado de Sergipe senão no fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados, a FAFEN-SE. E não só ela, mais duas unidades  no interior do Brasil, também serão forçadas a encerrar as atividades. Hoje, sexta-feira, 23/3, realiza-se no plenário da Assembleia Legislativa uma audiência pública para discutir a decisão tomada pelo Presidente da Petrobras, Sr. Pedro Parente, de encerrar as atividades da empresa, nos próximos meses. A decisão foi comunicada ao Governador Jackson Barreto, por telefone. Se já é uma deselegância encerrar as atividades daz empresa, sem que ao menos não se tivesse procurado uma solução para os problemas que assustam a unidade fabril, fazê-lo com um simples telefonema, é, sem dúvida, um gesto de descortesia e de deselegância. Aliás, a decisão da Petrobras não chegou a ser propriamente uma surpresa, pois há anos a empresa vem investindo contra o funcionamento das três unidades espalhadas pelo Brasil afora. O episódio propiciou ao sergipano assistir a uma inédita união de forças da classe política visando manter em atividade a FAFEN. Até o encrenqueiro e teimoso Senador Antônio Carlos Valadares uniu-se ao coro dos que protestam pelo simples fim da FEAFEN. Não é fácil fazer a Petrobras voltar atrás na sua decisão. Mas, é aquela história, não custa nada tentá-lo, não é mesmo? O próximo passo dos políticos é levar o problema para a mesa de trabalho do Presidente Temer para que, ele também, tentaz alguma coisa que signifique a manutenção em atividade da Fábrica do interior de Sergipe.

Que coisa feia a briga entre ministros!

Que coisa feia aquela discussão, em plena sessão do STF (Supremo Tribunal Federal) entre os Ministros Gilmar Mendes e Luis Barroso. Não há como negar que Sua Excelência, o Ministro Gilmar Mendes, tem se revelado um provocador um insuflador de primeira linha. Ele parece estudar todas as provocações para poder pô-las em prática. Ultimamente, ele parece também não saber o que está em discussão  durante as sessões. Se já não o é o Ministro mais  arbitrário do STF o Sr. Mendes navega contra a maré, concedendo passes livres da prisão a pessoas que deveriam dormir por mais tempo lá no xilindró. Do jeito que a coisa vai, é preciso dar um corretivo no Ministro Gilmar Mendes. Agora, a Presidente do STF deveria também radicalizar, e proibir a transmissão ao vivo das sessões do STF. Aliás, o Supremo brasileiro é dos poucos no mundo que permite a transmissão ao vivo de suas sessões. É uma exposição desnecessária. Só omesmo para juízes como Gilmar Mendes que adoram aparecer…

Caravana de Lula pelo Sul é um fracasso

Não importa que o PT diga o contrário, mas a Caravana de Lula pelo extremo Sul do País tem sido um fracasso sem tamanho. Muitas cidades gaúchas não permitiram que Lula chegasse aos seus territórios e chegaram mesmo a proibir os comícios que são a essência da caravana. Um bisneto do Presidente Getúlio Vargas proibiu que Lula visitasse o túmulo do seu parente. Lula entendeu e deu meia volta.  Definitivamente a caravana de Lula pelo Rio Grande do Sul foi um fracasso de público e crítica. Veremos agora como será a passagem dele pelo Paraná e Santa Catarina…

O autor do projeto do Imposto Único

Esta semana, quem passou por aqui foi o empresário Flávio Rocha, o “cap” das Lojas Riachuelo e da indústria de confecções  Guararapes. Embora não dissesse com todas as letras, Rocha é sim candidato a Presidente da República. E foi isso mesmo o que veio afazer por aqui. No encontro com a Imprensa e mais ainda num encontro  recrutado por integrantes do seu staff político, e realizado à noite no Comfort Hotel, Flávio Rocha confessou que já foi político: por duas vezes foi deputado federal e é autor de pelo menos um projeto polêmico, auele que queria acabar com todos os impostos do país, trocando-o por um só, o chamado Imposoto Único. Poro algum tempo, o Imposto Único foi largamente debatido no país mas não chegou sequer a ser apreciado nos Legislativos. A bandeira do Sr. Flávio Rocha, agora, é defender a livre iniciativa e declarar-se de direita  para abocanhar os votos daqueles que renegam o líder direita do país, Jair Bolsonaro.

Adotou a tática errada

A TV-Atalaia adotou a tática errada: ao censurar publicamente o seu funcionário, Carlos Batalha – ex-Secretário de Comunicação do ex-prefeito João Alves Filho –, deu-lhe uma visibilidade que ele não tinha. O seu programa na emissora tateia entre os mais baixos índices de audiência. Num desses programas, falou sobre a morte da vereadora carioca Marielle Franco  requentando notas da internet, o que fez exatamente uma desembargadora do Rio que está agora ameaçada de perder alguns milhares de reais num processo que lhe move o PSOL e os familiares da vereadora. Teria feito melhor a TV Atalaia se tivesse ter deixado passar batido as opiniões insensatas de Batalha e depois, fora do olhar da opinião pública, ter-se livrado dele por outros meios. Ao fazer-lhe censura pública, mostrou apenas que nem os colaboradores mais próximos da TV Atalaia conhece o campo político que a emissora trilha. Ou o que exatamente quer o seu dono, o empresário Walter Franco. A censura pública a Carlos Batalha deu a ele mais alguns dias de comentários ultrapassados…

A FAFEN vai prejudicar muito gente

O fechamento da FAFEN prejudicaria indústrias que dependem do seu processo produtivo, como a Sertinor, Indúistria misturadora de fertilizantes; a Heringer, confecção de roubas;  e a Adubosudoeste. O fechamento da FAFEN atingiria diretamente os trabalhadores próprios da Petrobras em Sergipe e mais de 470 terceirizados.  A bancada federal de Sergipe está unida também para uma visita ao Presidente ichel Temer  com vistas a uma audi~encia  na próxima terça-feira, as 16h. Todos os parlamentares federais de Sergipe participarão da audi~encia, mais o governador Jackson Barreto, o pastor Antônio dos Santos (representando a ?Assembléia Legislativa) e a vereadora Emilia Correia, pela Câmara de Vereadores de Aracaju. Quem fará parte desta comissão ´o ex-governador Albano Franco

           …e para encerrar… 

VOTAÇÃO – O Presidente da Assembleia Legislativa marcou para 4ª. feira próxima, uma  sessão de votação. É para botar para fora os inúmeros projetos que aguardam votação na Casa.

SUBSTITUTO – Ex-deputado federal, que inclusive já integrou a banda do PT, Babá é o suplente que está se preparando para assumir a Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, substituindo a vereadora Marielli Franco, barbaramente assassinada há poucos dias…

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários