Os 152 anos de Aracaju

0

      Mais um aniversário da cidade de Aracaju, agora completando 152 anos de fundada, oficialmente, considerando que já existiam aqui moradores nativos que compunham um povoado. A sua localização, por si só, já trouxe e projetou até hoje alguns problemas sérios, porquanto ela foi erguida, em grande parte, sobre pântanos e mangues. Até hoje canais e aterros improvisados atormentam os que ousaram administrá-la. Embora embelezada especialmente na zona sul, na direção do seu atrativo litoral, Aracaju permanece com muitos problemas, desafiando governantes, técnicos e a própria comunidade.

     Por mais rigorosos que sejamos, temos que reconhecer que a capital já foi beneficiada na sua história por bons administradores. Essa mesma história recorda, por exemplo, de Godofredo Diniz, José Conrado Dantas (voltado para o lado social) e outros. Alguns governadores também deram e fizeram intervenções positivas e sempre gravei o nome de Graccho Cardoso, que meu avô Zé Nunes, às vezes citava como um dos melhores governantes, preocupado com a educação, construindo os prédios para os grupos escolares e começando a implantar um sistema de esgotos, valorizando o saneamento, além de outras ações. Vieram os canais, há tanto tempo (e muitos até agora), prejudicando o item saúde da população, celeiros de doenças e servindo de depósitos de lixo.

      Mas muita coisa foi feita. Muita coisa foi organizada, em termos de infra-estrutura básica e de lazer para os seus habitantes, que a cada dia cresce em número, muita gente oriunda do interior do Estado, onde quase tudo falta, provocando aqui o crescimento desordenado da cidade. A cidade inchou, sem planejamento geral, através dos anos. Apesar de, especialmente nessa última administração, ter deixado uma herança maldita, o ex-governador, quando foi prefeito, ainda na década de 70, fez intervenções positivas da cidade e também Heráclito Rollemberg.

       Mas, em geral, a cidade de Aracaju continua com muitas carências, e o pior, carências básicas, que, mesmo com a nova dinâmica implantada por Marcelo Déda na Prefeitura, muitas coisas ainda se constituem desafios, além dos novos que se apresentam naturalmente. E é aí que entra a importância da administração de Edvaldo Nogueira, um político que talvez nunca tenha pensado na sua militância de esquerdista, nos meios universitários e nas ruas, ter tanta responsabilidade a pesar-lhe sobre os ombros. A responsabilidade: continuar e com mudanças onde for preciso, porque a vida é dinâmica, a organizar a vida da capital. Humanamente, penso nesse momento vivido pelo ainda jovem Edvaldo Nogueira, em meio à confiança de muitos, mas também a desconfiança de outros, que ao em vez de ajudar, torce para que ele não administre bem, sendo provocado pela intriga da politicagem, que, num passe errado, vinha tentando até intrigá-lo com seu companheiro e amigo maior, o governador Marcelo Déda. Pretensão vã, porque os dois fazem parte do mesmo projeto político.

                Coincidentemente, os dois estão agora com o mesmo desafio: mudar Sergipe, mudar Aracaju. Os que foram chamados até de “meninos” para desprestigiar a competência exigida dos adultos para conduzir a administração pública. Como se a administração pública somente pudesse ser dirigida por pessoas que já estão mais do que saturadas de viver (e ás vezes usufruir) do Poder. Condição que provoca o chamado fastígio do Poder, tendendo a não valorizar os cargos importantes que ocupam, porque já acreditam que estão fazendo um favor e um sacrifício em permaneceram neles. Mas Aracaju deve confiar nos seus novos governantes, tanto na idade quanto no que representam para o compromisso de trabalhar na construção de um futuro melhor para a comunidade.

 

 

Seed intensifica processo de nomeação de diretores I

 A Secretaria de Estado da Educação (Seed) está intensificando o processo de nomeação dos diretores das escolas da rede pública estadual da capital e interior do Estado. O secretário de Educação, professor José Fernandes de Lima, informou que as unidades de ensino localizadas nos municípios de Itabaianinha, Capela, Japaratuba, Arauá, Cristinapólis, Poço Redondo, Poço Verde, Telha, Cedro de São João, Cumbe e Frei Paulo, já estão com diretores nomeados ou com seus processos de nomeação sendo finalizados.

 

Seed intensifica processo de nomeação de diretores II

O Departamento de Recursos Humanos (DRH) vai intensificar os trabalhos neste final de semana, visando a nomeação de mais diretores. Desta vez, os convocados vão assumir a direção das escolas estaduais de Boquim, Simão Dias, Siriri, Ilha das Flores, Umbaúba e Estância. Neste período, a Seed também vai nomear novos diretores para escolas da capital.

  

Mais uma reclamação sobre bueiros

 Um leitor manda mensagem dizendo que ficou com inveja dos moradores da rua Urquiza Leal, que tiveram o privilégio de ler notícia sobre o seu bueiro nesta coluna, solicitando providências contra o entupimento do mesmo: “Tenho aqui um bueiro ais importante, desculpe, pelo menos em tempo de vida: existe há vários anos, sem tampa e é um milagre se não causou mais estragos: no centro, esquina da Pedro Calazans com a av. Carlos Burlamaqui. Bueiro de respeito, que pede uma tampa e trabalho de limpeza da tubulação lá em baixo há mais de 5 anos…acredite. Os moradores são testemunhas”.

 

Juventude PeTista se reúne com assessor de ministro I

No último dia 04 de março foi realizada uma reunião na sede do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores em Sergipe, que contou com a presença de vários integrantes da Juventude do PT do estado e do Assessor de Relações Internacionais do Ministério das Relações Institucionais do Governo Federal, o também jovem Alberto Kopttike. Gaúcho, filiado ao Partido dos Trabalhadores, e com significativa participação na definição dos rumos do partido no RS, Alberto Kopttike também foi assessor do Ministério da Educação, antes de ocupar o atual posto.Na pauta do encontro a discussão sobre a Juventude PeTista e sua atuação a níveis estadual e nacional, sua intervenção junto ao Governo Marcelo Déda (PT) e o papel a ser cumprido na discussão que se dará com vistas ao III Congresso do PT, que se realizará em Julho, em Brasília.

 

Juventude PeTista se reúne com assessor de ministro II

“Não podemos negar o acúmulo histórico adquirido por nosso partido nestes 27 anos, porém não dá para considerarmos que as vitórias eleitorais obtidas no último pleito apagaram nossos erros, que se manifestaram de maneira mais forte e incisiva na crise vivida em 2005”, disse Alberto. Kopttike defende que o Partido precisa realizar uma forte autocrítica (ao contrário do que não querem fazer alguns setores do partido) e que a bandeira do socialismo, sozinha, não foi suficiente a dar uma resposta rápida a eficaz ao processo de desgaste ético sofrido pelo Partido durante e após a crise de 2005 (em resposta a outros setores, que defendem a reafirmação do socialismo como a principal e, talvez única, bandeira a ser levantada no Congresso do PT). “Sabemos que a crise de 2005 foi potencializada pelos setores oposicionistas e pela mídia burguesa, mas não podemos negar nossa parcela de culpa”, completou Alberto.

 

O sertão vai ser coisa de cinema em Laranjeiras

Vai começar em Laranjeiras a partir da próxima segunda-feira, 19, o projeto do Centro de Estudos Casa Curta-SE intitulado “O sertão é coisa de cinema”. Durante esta semana, a Casa selecionou 15 alunos de escolas públicas da cidade entre 15 e 24 anos para fazer parte do curso de Iniciação ao Vídeo, que incluirá temas como produção e edição. As aulas acontecerão todas as tardes durante cinco dias.Além de Laranjeiras, os municípios de Estância e Itabaiana também vão receber até o mês de junho o projeto “O sertão é coisa de cinema”, desenvolvido em parceria com o Banco do Nordeste (BNB). Após cada aula, os alunos assistirão e discutirão alguns filmes em longa e curta-metragem.

 

Aniversário da cidade na Aperipê TV

 Os eventos de comemoração do aniversário da cidade de Aracaju deste sábado,17, serão transmitidos em flashes ao longo de todo dia pela Aperipê TV. À noite, a Aperipê TV  transmitirá ao vivo trechos dos shows de Zeca Pagodinho e Jorge Ben Jor. Ainda integrando a programação especial em homenagem à cidade, exibirá o Especial Aperipê em homenagem a Aracaju às 12h30 e às 20h.

 

Frase Dia

“Não conto gozar a minha vida; nem em gozá-la penso. Só quero torná-la grande, ainda que para isso tenha de ser o meu corpo e a minha alma a lenha desse fogo. Fernando Pessoa.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais