Pirambu: ordem restabelecida

0

O leitor pode acreditar. A coluna sempre defendeu uma intervenção em Pirambu até o final deste ano para que a Prefeitura fosse repassada para o prefeito eleito em outubro. Essa situação, ainda pode ocorrer, mas as dificuldades são grandes. Porém, o pior para o município seria a continuação do prefeito afastado, Juarez Batista no cargo, ou o vice-prefeito Guilherme Jullius, ou até mesmo a presidente da Câmara. Todos os três, segundo as investigações do Ministério Público Estadual são farinha do mesmo saco. Ou seja, o angu é o mesmo e o prejuízo para os cofres públicos idem.

 

 Este jornalista não conhece e só viu pela imprensa o vice-presidente da Câmara, Antônio Fernandes de Santana, mas não tem dúvida nenhuma que ele, pelo que demonstrou nas duas semanas que passou a frente da Prefeitura não teve nenhuma manchete negativa na imprensa e o melhor, pagou o salário dos servidores dentro do mês, honrou todos os contratos deixados pelo interventor e deve apresentar o Plano Diretor da cidade, uma pendência que vem se arrastando entre a Prefeitura e o MP desde o início do mandato de Juarez Batista. Ou seja a ordem administrativa foi restabelecida. A desembargadora, na decisão, lembrou dos fatos comprovados pelo MP, com o envolvimento do vice-prefeito. De parabéns o TJ, na pessoa da desembargadora Aparecida Gama.

 

A diferença é tão grande que o próprio Ministério Público Estadual autor da ação que pediu o afastamento do prefeito, do vice e da presidente da Câmara, ingressou com um mandato de segurança para reforçar a decisão que beneficiou o vice-presidente da Câmara. Um detalhe jurídico: o mandado de segurança que recolocou Antônio Santana à frente da Prefeitura foi como “terceiro interessado”, um dos primeiros deferidos no Estado. Espera-se que Pirambu não volte as manchetes tão cedo e que até o final do ano a população tenha a tranqüilidade e a maturidade suficiente para escolher o futuro prefeito do município.

 

Guilherme Jullius receberá salário

Na decisão que determinou o retorno de Antônio Santana a prefeitura de Pirambu, a desembargadora Aparecida Gama deixou claro que o afastamento do vice-prefeito não implica no prejuízo da sua remuneração. Ou seja, ele tem o direito garantido de receber o subsídio de vice-prefeito.

 

Governador não viajará para a França

Desde janeiro, estava marcada na agenda do governador Marcelo Déda a participação na próxima semana num dos maiores eventos imobiliários do mundo, em Cannes, na França. Déda inclusive tinha informado aos investidores do grupo INVI, que estão edificando um complexo turístico na Barra dos Coqueiros, que iria apresentar o empreedimento no evento, durante a palestra que realizaria sobre as oportunidades de investimento no Estado. O governador está analisando a hipótese de não viajar por vários motivos. O vice-governador Belivaldo Chagas deve ir no lugar do titular.

 

25 anos da Febrac

Mais de 17 deputados federais – entre eles os sergipanos Jackson Barreto, Jerônimo Reis e José Carlos Machado – prestigiam hoje o café da manhã que o empresário de Sergipe Laércio Oliveira oferece em Brasília. A festa é para marcar o vigésimo-quinto aniversário da entidade que ele preside, agora em segundo mandato: a Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços de Limpeza e Conservação – Febrac.

 

CDL recebe secretário

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL), sob a presidência de Samuel Schuster, retoma a tradição de reunir seus associados em reuniões-almoço para discutir assuntos de interesse da classe. Nesta quinta-feira, a partir do meio-dia, na sede da entidade, os lojistas sergipanos vão debater com o secretário do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Jorge Santana, o Plano de Desenvolvimento Econômico de Sergipe e outros assuntos relacionados com o comércio.

 

SMTT: precisa-se de engenheiro de trânsito

E-mail do jornalista Gilson Souza: “Precisa-se urgentemente de um engenheiro de trânsito na SMTT de Aracaju. É até difícil de imaginar e absurdo de compreender. Alguém naquele órgão teve a brilhante idéia de fechar o retorno da avenida Adélia Franco (sentido DIA-Centro), nas proximidades do palácio de Despachos do governo. Ou seja, moradores dos condomínios Moradas do Adriático, Morados do Mediterrâneo, Parque das Águas, Padre Arnóbio e outros, todos na Adélia Franco, precisam rodar até o retorno do Jardins, nas proximidades da farmácia Pague Menos, para terem acesso à avenida no sentido contrário. Isso não existe. O motorista que vem da praia, por exemplo, pela Tancredo Neves e não sobe no viaduto, passando pela pista ao lado do Extra, fica sem opção confortável de voltar à Adélia Franco. O que é isso Samarone?”

 

Senador quer segurança para terras brasileiras

Audiência pública,  com a presença de várias autoridades, foi realizada hoje pela Comissão de Agricultura, atendendo a requerimento conjunto dos senadores  Valadares (PSB) e Renato Casagrande (líder do partido). Valadares desde o crescimento do interesse mundial pelo biocombustível brasileiro tem manifestado sua preocupação com o risco da soberania nacional ser afetada pelo controle de terras nacionais por empresas estrangeiras. O senador cobrou muita ação das autoridades, no sentido de evitar investimentos em massa de grupos estrangeiros na compra de terras brasileiras “que poderão trazer sérias conseqüências ao País”. “Não podemos subestimar a ganância das multinacionais que já compram canaviais e usinas no Brasil e almejam o controle da comercialização do etanol daqui para o exterior, como fizeram  tradicionalmente com o nosso café, tendo os produtores nacionais sempre ficado com o menor quinhão”, avalia o senador sergipano.

 

Informação da coordenação do MST em Sergipe I

E-mail de Gislene Reis, da coordenação do MST em Sergipe: ‘Legitimidade e tomada de poder: É de conhecimento público que o MST, resulta da necessidade dos trabalhadores rurais de lutar organizados para exigir do Governo Federal a realização da Reforma Agrária em nosso país, tal como definida na Constituição da República. Ocorre, entretanto, que os inimigos da Reforma Agrária, na tentativa desesperada de afastar da sociedade a sua simpatia e apoio ao MST, embora sem o sucesso desejado, sempre fizeram ao longo dos anos, acusações de ligação do Movimento com grupos armados de outros países da América Latina. Mas, para o desgosto desses opositores da Reforma Agrária, já faz parte do senso comum da sociedade brasileira, que esse tipo de acusação é um assunto ultrapassado até porque adveio sempre dos partidários do latifúndio, porta vozes da UDR, inclusive no Congresso Nacional. Logo, é um assunto fora de moda. Recursos e obras de assentamentos em Poço Redondo: Sabe-se que é dever do poder público promover o desenvolvimento social e econômico de todos os Assentamentos de Reforma Agrária, transformando-os em unidades produtivas. A aplicação dos recursos do Governo Federal tem sido feita pelas instituições governamentais; restando ao MST, enquanto movimento social, exigir a sua correta aplicação em proveito dos assentados. Com relação ao Assentamento Pedras  Grandes em Poço Redondo/SE, trata-se de um dos mais antigos neste Estado, todavia, nunca teve qualquer vinculação com este Movimento”.

 

Informação da coordenação do MST em Sergipe II

Sobre as questões políticas eleitorais de Poço Redondo: “1. O MST ainda não firmou qualquer posição acerca  das próximas eleições em nenhum município do Estado de Sergipe;2.Por outro lado, desconhecemos a existência de membro do Movimento que esteja utilizando o MST para exercer pressão em troca de apoio a candidatura de quem quer que seja; 3.O MST possui uma ótima e respeitosa relação com todos os prefeitos do alto sertão sergipano independentemente dos partidos aos quais sejam filiados, inclusive Prefeito de Canindé de São Francisco, com quem nos reunimos no dia 28 de fevereiro último, sem que tenha sido abordado qualquer assunto alusivo a questões  de natureza eleitoral.        Cansados do sofrimento imposto pela concentração de terras que predominava no alto sertão sergipano, os trabalhadores rurais se organizaram no MST, venceram o latifúndio derrubando quase todas as suas cercas e mudaram a face daquela região, que gradativamente vai se libertando da fome e da miséria.

 É válido e oportuno ressaltar a existência de estudo que já reconhece e até enaltece a importância do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra para o visível processo de transformação daquela região. Portanto, a nenhum estudioso, crítico ou mesmo profissional de imprensa digno desse nome, pode ser estranha a importância da presença e da atuação do MST para o sertão sergipano e para o seu povo; pois quem assim o fizer, estará fechando os  olhos à História”. Gislene Reis, da coordenação do MST em Sergipe.

 

Contra fatos não há argumentos

Em respeito ao contraditório a coluna publicou o e-mail acima da coordenação do MST em Sergipe, porém deixa claro que não foi nenhum artigo surrealista publicado ontem, 04. Tudo foi baseado em uma gravação de um programa de rádio apresentado por uma liderança do MST em Poço Redondo. Tudo está gravado e todos na região, inclusive lideranças do MST que não concordam com essa prática, manifestaram apoio ao artigo publicado ontem. No mais resta esperar que os poderes constituídos, principalmente os Ministérios Público Federal e Estadual façam a sua parte.  

 

Repasse de recursos para o MST

De um leitor: “Diz um antigo ditado popular que, “ quem com porcos se mistura farelo come” . Isto se aplica ao Prefeito Orlandinho que, com certeza, deve ter tido o apoio do MST para chegar a Prefeitura de Canindé de São Francisco. Parabéns pelo excelente texto sobre o MST e, pela primeira vez, li algo tão verdadeiro sobre este maléfico movimento. Sinceramente, não entendo o objetivo deste movimento. O governo FHC, assentou muito mais trabalhadores sem  terra que no atual governo do PT. E, no entanto, eles não protestam, não invadem a recem comprada fazenda de Lulinha, não invadem prédios públicos, enfim, não fazem nada. A explicação pode estar no repasse de recursos. No jargão dos corruptos, o “ cala a boca”. Nunca se viu, na história deste país, tantos recursos sendo repassados para o MST, através de seus laranjas como CECAC, e produtores, (caso de Poço Redondo) sem comprovação, sem prestação de contas e sem controle. O MST não existe como entidade, não tem CNPJ, portanto, não pode ser cobrado por crime nenhum contra o patrimônio público. O que acho mais estranho em tudo, é que em meio a avalanche de denuncias de corrupções que a todo instante surge, o MST tem passado incólume. Muito estranho mesmo. E, para seu conhecimento, a mesma quantidade de recursos, R$ 9.000,00 (nove mil reais) por casa, estão sendo, ou serão repassados, para os assentamentos de Jacaré – Curituba e Cuiabá, ambos em Canindé. Só não investigam porque não querem. Esta é a verdadeira farra com o dinheiro público. Só lamento que os governos municipal, estadual e federal sejam reféns destes “movimentos sociais”.

 

Escolha de Netônio Machado como desembargador

O Juiz Netônio Bezerra Machado é o novo desembargador do Tribunal de Justiça. Ele foi eleito durante a reunião do Pleno do TJ ontem, 05. O Pleno  se reuniu para escolher os nomes que deveriam constar numa lista tríplice que, em seguida, deveria passar pelo crivo do presidente do Tribunal , o Desembargador Artêmio Barreto. A vaga que será ocupada pelo juiz pertencia ao ex-presidente do Tribunal, o desembargador Gilson Góes, aposentado no dia 15 de fevereiro. Natural de Pão de Açúcar (AL), Netônio Machado é apaixonado pelo que faz e é um exemplo de profissional que dignifica o TJ. “Desafio foi feito para ser vencido”, disse Netonio ao ser escolhido, acreditando que será bem sucedido já que “minha vida afina extremamente com minha profissão”.

 

 

Angu de Caroço

Tem razão o colega Osmário Santos quando escreveu em sua coluna, no JC,  que o secretário de Estado dos Transportes, Bosco Mendonça, terá um trabalho danado para aprovar o projeto que moraliza o sistema de transportes em Sergipe. Segundo Osmário, alguns deputados, entre eles o “padrinho” dos clandestinos, mostraram que a coisa não será tão fácil assim para o governo. Algumas cooperativas que invadiram o sistema e até mesmo o mais ilegal de todos, os táxis que fazem lotação dentro de Aracaju, têm deputados como defensores. É um angu de caroço.

 

Deputado Rolando Lero

Depois que o senador Almeida Lima foi chamado de Rolando Lero, por alguns colegas no Senado, parece que vem tendo seguidores em alguns parlamentos. Na AL, por exemplo, alguns deputados já estão chamando um colega de Rolendo Lero, por conta que o mesmo  coloca o bico em qualquer questão, mesmo sem ter nenhum conhecimento. Foi assim no debate sobre transporte com Bosco Mendonça. Rolando Lero, tentou, tentou e não conseguiu explicar porque em tanto tempo na AL, nunca apresentou solução para o problema e agora critica o projeto que cria o Plano Diretor do Transporte Intermunicipal.

 

 

TJSE aprova auxílio-saúde para servidores

O Pleno do Tribunal de Justiça aprovou ontem, 05, um projeto de lei que faz parte do Plano de Valorização do Servidor. A proposta institui o Auxílio-Saúde aos servidores ativos e aposentados do Poder Judiciário.  O auxilio é uma ajuda financeira do Tribunal de Justiça para que os servidores possam arcar com elevados gastos com plano de saúde, medicação e prevenção a doenças. Pelo projeto, o valor do auxilio será concedido por faixas de idade, que estarão disponíveis posteriormente na nossa página. Até os aposentados serão beneficiados. Sem dúvida, a decisão do presidente Artêmio Barreto, é um avanço para os servidores do Judiciário, que em sua grande parte, são altamente qualificados e merecem todo o tipo de benefício que vise a valorização profissional.

 

 

Demora da abertura do edital da PM

De um leitor: “Queria saber o motivo da demora da abertura do edital da PM, tendo em vista que foi prometida pelo governo que sairia em dezembro de 2007, estamos em março de 2008 e até agora nada. acho isso uma falta de compromisso com o povo sergipano que não aguenta mais tanta insegurança, principalmente no interior do estado onde a bandidagem está tomando conta de tudo. senhor governador, ao invés de ficar preocupado com a eleição de seu grande amigo Edvaldo Nogueira em Aracaju, mostre serviço ao povo de Sergipe que estão esperando ações concretas, ninguém aguenta mais tantas promessas e coisas enganosa, aquele episodio no ano passado dos 500 concursados da PM que o governo tinha autorizado, depois terminou frustando o sonho de todos esses que esperavam ingressar em um emprego publico, recebido depois a drástica noticia que o concurso estava invalidado. na minha opinião ali mostrou o “Samba de crioulo doido” que é o governo do senhor Marcelo Déda: incompetência de seus Secretariados, falta de compromisso, enfim um bagunça generalizada”.

 

Banese antecipa restituições do IR

O Banese lança hoje, 6, uma campanha publicitária para aumentar o volume de negócios de linha de crédito para antecipação de restituições do Imposto de Renda – IR. A campanha terá duração de dois meses e será divulgada através de rádio, mídia impressa, busdoor e Internet. A linha de crédito já está disponível nas agências do Banese. Ela é destinada aos clientes do banco, que podem receber até 80% do valor da restituição. Para requerer o adiantamento, os interessados devem indicar o Banese como agente recebedor da restituição na sua declaração de imposto de renda. Segundo o diretor de Crédito Comercial do Banese, Carlos Alberto Tavares, o banco trabalha com uma das melhores taxas do mercado nessas operações. “A antecipação da restituição do imposto de renda pode ser usada pelo cliente como ele quiser, em compras à vista, quitação de débitos pendentes ou investimentos em viagem e reforma da casa, entre outros”, disse o diretor.

 

Denúncia em São Cristóvão

Texto enviado pelo jornalista Abrahão Crispim Filho, para este colunista e para o MP de São Cristóvão: “Em conversa com moradores da cidade de Brejo Grande, no último final de semana, tive conhecimento que na Fazenda do Prefeito Carlos Augusto Ferreira, encontra-se uma Retro – Escavadeira trabalhando em seus tanques de camarão, cujo equipamento, fui informado que é de propriedade do Município de São Cristóvão, sendo o mesmo parte de um leilão ilegal ocorrido na administração do Sr Armando Batalha, onde a mesma foi arrematada pelo valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) e como presente o prefeito de Brejo Grande votou em Armando em Batalha nas eleições de 2006. Achei por bem comunicar ao Ministério Público para verificar a necessidade de tomar as providências que entender necessárias”.

 

Falta de professores e diário de classe

De uma professora de Aracaju: “Estou bastante preocupada com a situação das Escolas da Rede Municipal de Aracaju. Estamos completando um mês de aula e até o momento em muitas escolas existem falta de professores, diário de classe não existe e o pior que nada da secretaria resolver. Na escola Anísio Teixeira uma das mais elogiadas do município está faltando professor de Português, educação física, falta diários, o que realmente é lamentável. Até quando esta situação vai perdurar? Esperamos urgentemente uma solução por parte da Secretaria de educação”.

 

Sobre a greve do Fisco I

De uma servidora do Fisco: “Como cidadã fico indignada com o posicionamento do atual governo estadual. Os integrantes do grupo Fisco antes de entrarem em procedimento de greve tentaram de todas as formas entrar em entendimento com o atual Secretaria da Fazenda que alega nunca ter uma vaga na sua agenda. Ora, como desmerecer uma classe que por seus esforços sustenta todas as demais? Como fazer vista grossa para as necessidades desse grupo que vem mostrando se somar com o governo arrecadando sempre mais para que afinal esse mesmo governo possa cumprir suas promessas de campanha? O Grupo Fisco não é criança para ser enganado com supostos aumentos salariais de 2,9 ou 4% como está previsto agora. O salário do Fisco de Sergipe atualmente é um dos menores do país. Lembramos que quem trabalha com dinheiro tem que ser bem remunerado para não cair nas armadilhas da corrupção eda indecência. Cadê o Governo das mudanças? As mudanças se concentram apenas em revogar tudo que esse mesmo partido que o elegeu se propôs a realizar e ajudou a criar a Lei de Greve a qual agora quer rever? Fora do poder tudo reivindica e na constância do poder derruba tudo aos pés dos trabalhadores mostrando que são apenas massa de manobra para fins eleitoreiros?”

 

Sobre a greve do Fisco II

Continua a servidora: “O grupo Fisco de Sergipe vem perdendo tanto ao longo dos anos que lá fora já são chamados de Cisco que é o que restou do Fisco. As reivindicações são justas. Pede-se revisão da produtividade variável que já está previsto em lei. Pede-se adicional noturno e hora-extra que também já é direito de todo trabalhador. Não se pode simplesmente ao invés de sentar na mesa de negociação, preferir sentar na mesa da enrolação e da enganação e ir para a justiça decretar a greve como ilegal sem nunca ter sentado para conversar para se chegar no ponto em comum. O Grupo Fisco não é baderneiro e nem costuma se encostar. É grupo de luta e de muito trabalho mas não é relógio para trabalhar de graça. Dai a César o que é de César.Essa é a nossa indignação, lembrando ao atual governo que o povo dá as respostas necessárias nas urnas. Alí mostramos toda nossa indigidade. Não adianta se achar o rei da história achando que necessita mais de quem o elegeu porque o mandato é passageiro e depois dele outros virão e o povo estará cara a cara com ele tentando olhar nos seus olhos e achar algo de sincero”.

 

Livro de Wagner: contato pela Internet

Devido o interesse demonstrado por leitores que indagaram como adquirir o novo livro do escritor e poeta Wagner Ribeiro, noticiado ontem por esta coluna,”Cantar de Ariadne”, o autor nos informou seu e-mail para quem pretender manter contato: wagnersribeiro2500@yahoo.fr

 

Frase do Dia

“Pipas sobem alto quando estão contra o vento, e não a favor dele.” Winston Churchill.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais