Pirâmide Eleitoral “estrutural”

0

  “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Conta a lenda, que em um pequeno Estado de um país insular distante, no século passado um candidato que não tinha carisma, mas tinha uma família abastarda, com dinheiro arrecadado de transações não licitas resolveu ser candidato a governador.

O braço direito do candidato e mentor da candidatura criou uma “Pirâmide Eleitoral Estrutural” para que ele ganhasse a eleição com a força do poder econômico.

A Pirâmide era nessa ordem com os nomes dos políticos ao lado:

Prefeito 
Vice-Prefeito
Vereador
Suplente
Ex-prefeito
Ex-vereador

Cada um tinha o seu valor de acordo com o tamanho do município. Prefeito era de 100 mil para cima na moeda da época. Vereador de 20 a 60 mil. Como o reino não era muito grande a pirâmide foi alcançada com êxito.

Conta também a lenda que muitas das lideranças às vésperas do pleito se revoltaram porque só receberam 5 mil e o restante só ficou na promessa no futuro governo. Ou seja, sangria dos cofres públicos.

A lenda se encerra com a investigação da polícia da época, a derrota do poder econômico e o sumiço total do candidato que mudou para um reino distante, atrás das minas contadas em prosa e verso.

Ainda bem que essas lendas ficaram no passado, hoje as eleições em todo mundo são limpas, bem limpas sem compra de votos…

Debate da TV Cidade não influenciará na campanha eleitoral
Apesar do esforço da nova direção da TV Cidade (+TVC), o debate de ontem à noite com os candidatos ao governo não influenciará na campanha eleitoral. Tudo porque a tv (que é a cabo) perdeu centenas de clientes nos últimos meses por conta da outra administração. O percentual do eleitorado que assistiu o debate foi infimo. Valeu o esforço da direção e do mediador André Barros. Nada de novo nas emoções de Amorim e Jackson, além da desenvoltura da professora Sônia Meire.

Professor Marques: campanha para o Senado ganha adesões a cada dia
O professor Marques, que disputa o Senado pelo PCB vem recebendo adesões a cada dia. São profissionais liberais, como jornalistas, advogados, entre outros.  No horário eleitoral, com poucos segundos, Marques está dando o recado direto e objetivo.

Criada a Frente Suprapartidária Marina 40 – presidente do Brasil
Um grupo de lideranças políticas dos mais diversos segmentos partidários se reuniu com o objetivo de unir forças políticas sergipanas para formar a Frente Suprapartidária Marina 40 – presidente do Brasil. O grupo se reuniu, na tarde desta terça-feira, 26/08, na sede do PSB/SE, atendendo a um chamamento do senador da República, Antonio Carlos Valadares.

Mobilização
A partir do primeiro encontro, o grupo traçou estratégias de mobilização eleitoral e uma agenda de eventos de rua, com o objetivo de levar a mensagem de Marina, presidente do Brasil, e do seu vice, Beto Albuquerque, para as ruas de Aracaju.  Também foram discutidas ações de mobilização nos municípios do interior sergipano.Outra estratégia adotada já a partir do primeiro encontro foi a formação dos perfis de mobilização virtual nas redes sociais e mídias eletrônicas.

Nomes
Comprometeram-se com o projeto: Natália Dauto (Rede Sustentabilidade), João Fontes (sem partido), Gilmar Carvalho (Solidariedade), André Machado (Solidariedade), Nilson Lima (PPS), Raimundo Peixe (PPS), Marcos Aurélio,  Antonio Samarone (PPS), Max Prejuízo (PSB), Elber Batalha de Góis (PSB), Elber Batalha Filho (PPS), Adelson Alves (PHS), Idalino Souza (PPS), Danilo Segundo (PSB), Aloisio Andrade (PSL), Rafael Melo (PSB), Karina Drumond (PSB), Eduardo Soares (PSB), Arnaldo Rodrigues (PPL), Airton Costa Santos (PPL), Luiz Cláudio (PPL), Alex dos Santos (PPS), Helber Bastos (PSB), Eliz Moura (PSB), Wandycler Júnior (PSB), Washington Teixeira (PPS), Margarida Azevedo (PPS).

Presidente da FENAJ vem a Sergipe debater processos
O presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Celso Augusto Schroder, estará em Aracaju amanhã, 28, convite do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe (SINDIJOR-SE), o presidente da FENAJ vai estar debatendo com a categoria sobre processos judiciaiscontra jornalistas sergipanos, PEC dos Jornalistas, Piso Nacional dos Jornalistas, Federalização de Crimes Contra Jornalistas, entre outros assuntos.

Debate
Na sexta-feira, Celso Schroder participará de um debate com jornalistas, professores e estudantes de Jornalismo no Auditório da Universidade Federal de Sergipe (UFS). No debate, o representante nacional dos jornalistas também discutirá com os profissionais da imprensa, estudantes e professores sobre as novas Diretrizes Curriculares do Curso de Jornalismo, além de ouvir sugestões e tirar dúvidas da categoria.

Oportunidade
Para o presidente do SINDIJOR, Paulo Sousa, essa é uma grande oportunidade para os jornalistas abordarem os mais diversos assuntos relacionados ao Jornalismo.“É um momento ímpar para a categoria abordar os mais diversos assuntos, inclusive os processos judiciais contra os jornalistas sergipanos. Há muito tempo não temos a presença da FENAJ em Sergipe, portanto, devemos aproveitar essa oportunidade para questionar o presidente sobre os mais diversos temas de interesse dos jornalistas e da sociedade”, observa Paulo Sousa.

Alerta
O vereador Jailton Santana (PSC) alertou a Emsurb (Empresa Municipal de Serviços Urbanos) sobre problemas estruturais no Mercado do Conjunto Bugio. Na semana passada, o parlamentar esteve no local e conversou com alguns feirantes, que reclamaram da estrutura precária, principalmente das bases que sustentam a cobertura do mercado.

Manutenção
Segundo Jailton, por falta de manutenção, as estruturas metálicas estão comprometidas, aumentando a preocupação dos comerciantes. O vereador apresentou uma indicação na Câmara e disse que levará o pedido pessoalmente à Emsurb, solicitando não apenas a visita de técnicos, mas também medidas preventivas para o Mercado do Conjunto Bugio.

Agamenon denuncia que médicos dormem ao invés de trabalhar
A saúde vai estar no topo dos objetivos do vereador Agamenon Sobral (PP), ele conhece de perto a realidade de quem depende dos serviços públicos e por isso, sempre leva denúncias à Tribuna da Câmara de Aracaju. A população procura o vereador para passar essas informações, como um verdadeiro pedido de socorro.

Morte
Agamenon falou sobre a manchete de um jornal que circula na capital, onde tratava sobre a morte de um homem na porta do posto de saúde que deveria funcionar por 24h, mas estava fechado. “Segundo informações de pessoas que utilizam esse posto essa já é uma prática comum, às 23h eles fecham os portões do Posto Eduardo Gomes e quem quiser que morra na porta que é o que acabou acontecendo. O cidadão chegou cinco horas da manhã e o posto estava fechado”, lamentou o parlamentar.

Culpa
As denúncias ainda são mais graves, como relatou na Tribuna. “Será que a culpa é do prefeito? Segundo informações, não é a primeira vez que os médicos desse posto só vão para lá dormir, aí mandam fechar a porta e vai todo mundo dormir”. Essa situação, para o vereador, é resultado do grande número de vínculos que alguns servidores têm no estado e município de Aracaju. Agamenon solicitou uma lista com os nomes desses profissionais.

Requerimento
“Fiz um requerimento a esta casa há mais ou menos 30 dias solicitando do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe uma relação de todos os médicos, enfermeiros e professores que tenham mais de dois vínculos com o serviço público. Como esse resultado ainda não chegou até mim, tomei outra providência, fui pessoalmente no Tribunal de Contas e entreguei um ofício solicitando do presidente daquela casa essa relação para eu poder mostrar aqui o número de profissionais que têm mais de dois vínculos”, alegou o parlamentar.

ACESE recebe candidatos amanhã, 28
Empresários Sergipanos prometem lotar o auditório do Radisson, amanhã, 28,  para ouvir os candidatos a Governo, nos almoços da ACESE. Muitos estão esperando propostas realistas e capazes de melhorar o sofrimento quem vem passando o comercio sergipano.

Propostas
"Esperamos ouvir propostas que demonstrem preocupação dos candidatos com uma política voltada ao desenvolvimento do comercio e do setor de serviços e nao somente focada na atração de indústrias, afinal é nas micro e pequenas empresas do comercio e serviços que esta a maior parte dos empregos gerados no Estado ", afirmou o presidente da ACESE, Alexandre Porto.

Presidente da Emurb participa de reunião-almoço da ASEOPP
A presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) de Aracaju, Maria do Socorro Barros Andrade Cacho, acompanhada de auxiliares – Diretora de Urbanismo, Ana Neri e o assessor jurídico, Sidney – foi a convidada da reunião-almoço da  Associação Sergipana de Empresários de Obras Públicas e Privadas – ASEOPP, onde tirou duvidas e respondeu diversos questionamentos dos associados.

Celeridade
Ao fazer a exposição inicial para os associados, a presidente Socorro Cacho disse que assumiu a empresa no último dia 2 de fevereiro com a missão dada pelo prefeito João Alves Filho de dar mais celeridade, principalmente no que se refere a tramitação dos processos de autorização para construção em Aracaju. “Analisamos os problemas e buscamos soluções, tudo de acordo com a lei”, reforçou.

Ações
Socorro Cacho lembrou que uma das primeiras ações foi analisar os gargalhos existentes para a demora dos licenciamentos e a aprovação de numa nova lei para sanar as dúvidas. A presidente da Emurb disse que a OAB Sergipe está questionando a nova lei na Justiça, mas a empresa não é parte e sim o município de Aracaju.

Questionamentos
A presidente da Emurb, ressaltou também que o MP vem levantado diversos questionamentos, principalmente sobre o recuo e rampas. Após a explanação, Socorro Cacho e a diretora de urbanismo, Ana Neri tiraram dúvidas e responderam questionamentos dos associados não só sobre licenciamento, mas sobre rampas, recuo, vagas, gabaritos, entre outros.

Objetivo da ASEOPP é preço justo e obra com qualidade
O presidente da ASEOPP, Luciano Barreto, fez uma explanação sobre o trabalho da entidade que visa principalmente que a sociedade seja atendida através de uma obra com qualidade, preço justo e dentro do prazo. “Obrigado pela atenção e atestamos que vocês vêm ouvindo os anseios e as demandas da associação”, disse.

Burocracia
Luciano Barreto lembrou que os empresários não desejam que as obras fiquem paradas. “Mas a burocracia excessiva no país faz com que se gaste R$ 1 milhão para economizar R$ 100 mil”, exemplificou, afirmando que quando o auditor de algum órgão suspende pagamento ou paralisa um obra não é punido, mesmo que depois seja comprovado que tudo estava andando corretamente.

Vitórias
O presidente da ASEOPP, disse a presidente da Emurb, Socorro Cacho, que as preocupações do setor são muitas, mas principalmente com a demora dos licenciamentos, entre outras. Ele lembrou que a luta da ASEOPP já teve algumas vitórias como o modelo de licitação aprovado pelo TCE e a PGE, para agilizar as obras do Estado.

Demandas
Ao final da reunião Luciano Barreto sugeriu que fosse realizada uma outra reunião com a presença de membros do MP para que fossem debatidos os questionamentos do órgão no intuito de agilizar os procedimentos com o objetivo de atender melhor as demandas da sociedade.

Servidores do Judiciário Federal farão café da manhã para avaliar uma possível paralisação
Servidores do Tribunal Regional do Trabalho, Justiça Federal e Tribunal Regional Eleitoral farão café da manhã, na frente do TRT, hoje, 27, a partir das 7 da manhã, marcando o dia nacional de lutas em Sergipe

Atividades
Como parte as atividades marcadas para o dia nacional de lutas da categoria, em nível nacional e estadual, o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal de Sergipe (SINDJUF/SE) realizará um café da manhã, na frente do TRT, a partir das 7 horas da manhã desta quarta-feira (27).

Negociações
O objetivo do café da manhã é avaliar junto a todos os trabalhadores do Judiciário federal o andamento das negociações com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandoviski e o governo federal, além de analisar uma possível paralisação dos servidores do TRT, TRE e Justiça Federal, em Sergipe.Para José Pacheco, diretor do SINDJUF/SE, essa semana será decisiva para o resultado das negociações.

Celi parabeniza corretores
Sempre valorizando o corretor de imóveis, esse parceiro tão importante, a Construtora Celi faz questão de homenagear esses profissionais que tanto contribuem para o crescimento da empresa. A Celi possui uma parceria de exclusividade com a D&M imóveis que já dura há mais de 15 anos.

Celi parabeniza corretores II
Para a Celi realização é saber que o trabalho feito em parceria com os corretores da D&M conseguem transformar sonhos em conquistas, e é muito gratificante poder contribuir para que os sonhos de muitas famílias sejam concretizados.No dia do corretor a Celi parabeniza toda a equipe de vendas da D&M imóveis, que desenvolve um excelente trabalho representando os produtos Celi e Stanza.

Gerenciando riscos
“Gerenciando riscos – perigos, danos e barreiras efetivas” é o tema central do o VII Simpósio de Farmácia e Enfermagem, que acontece sábado, 30/8,a partir das 8h,  no Aquarius Praia Hotel . Promovido pela Clínica Onco Hematos, o objetivo do evento é estimular a troca de conhecimento e de experiência entre profissionais e estudantes de diversas áreas da saúde. Em sua sétima edição, o simpósio já integra o calendário de eventos científicos da área de saúde que acontecem a cada ano em Aracaju. Os interessados podem obter mais informações pelo telefone 2105-9900. As inscrições podem ser realizadas pelo site http://www.oncohematos.com.br

Agenda
27 de agosto. Dia do corretor de imóveis. Dia da limpeza urbana. E também do psicólogo.
O Palmeiras, de São Paulo, que já se chamou Palestra Itália, completa um século de existência. Amanhã, quinta-feira, o Banco Central americano divulga o PIB dos Estados Unidos. O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, assume a presidência do país. Na sexta-feira (29.08), o Banco Central divulga o PIB do Brasil relativo ao segundo trimestre do ano em curso. Marina Silva, candidata à presidência da República, lança seu programa de governo. No sábado, a chanceler alemã, Angela Merkel, visita Kiev para discutir a crise na Ucrânia.

Curtas
PSB CONFIRMA QUE AVIÃO DE CAMPOS FOI CEDIDO POR EMPRESÁRIOS. /// AMERICANO MORRE NA SÍRIA LUTANDO PELO ESTADO ISLÂMICO. /// ÍNDIO DE SETE ANOS É DETIDO APÓS ASSASSINATO DE PROFESSOR NO AMAZONAS. /// ESTADO ISLÂMICO PEDE 6,6 MILHÕES DE DÓLARES PARA LIBERTAR AMERICANA. /// FHC DIZ QUERER MARINA SILVA NO GOVERNO DE AÉCIO NEVES. /// HAMAS E ISRAEL ACERTAM TRÉGUA POR TEMPO INDETERMINADO.

ESPORTE  – O  ESPAÇO DO ALCEU –  por Alceu Monteiro

Centenário do Palmeiras
Transcorreu ontem, 26.08, o primeiro centenário da Sociedade Esportiva Palmeiras. O tradicional clube paulista já foi denominado Palestra Itália, nome que, mesmo depois da II Guerra Mundial, foi mantido em seu estádio, que depois passou a chamar-se Parque Antártica. Uma nova arena foi construída e já está pronta. O primeiro evento-teste será realizado no dia 13 de setembro. A Allianz Arena será dotada de 43.500 assentos.

Estrela do Vôlei
A atleta sergipana Duda, compondo dupla com a mineira Ana Patrícia, conquistou a medalha de ouro na modalidade de vôlei de praia, nos Jogos Mundiais da Juventude, realizados na China. Na final, vitória das brasileiras contra dupla do Canadá, por 2 X 1.

Recorde britânico
O Manchester United contratou o argentino Di Maria, que atuava no Real Madrid da Espanha. O investimento foi da ordem de 59 milhões e 700 mil libras, o que corresponde a 224 milhões de reais. É o novo recorde em transações de jogadores no futebol inglês.

Ronaldinho Gaúcho
O Palmeiras tem interesse no craque, que pediu de salário 600 mil reais. O Palmeiras topa pagar 250 mil. A negociação continua.

Dívidas corintianas
O Corinthians já pagou 15 milhões de reais de dívidas da gestão Andres Sanches.

Barrado no baile
Walter Torre, responsável pela reforma do estádio do Palmeiras e homem que será parceiro do clube pelos próximos 30 anos, não participou da festa dos 100 anos, ocorrida ontem. Motivo: Não foi convidado. Ele está na Grécia. O Palmeiras nega esta versão e afirma que o convidou, sim.

Confiança joga no sábado
Será disputada no sábado, às 16 horas, em Ipatinga, a partida na qual o Confiança vai enfrentar o Betim (MG), pelo grupo A-4 da série D.

Série A-2
Ainda persistem dúvidas sobre o campeonato da série A-2. Há sete equipes inscritas. O início da competição está marcado para o dia 06 de outubro (após as eleições – primeiro turno).

PELO TWITTER

www.twitter.com/Pontifex_pt  Não se pode medir o amor de Deus: é sem medida!

www.twitter.com/jornalistacf  Meu Deus. O programa do. Adelson é….bem, deixa pra lá.

www.twitter.com/Oswaldo_Vilela  Status: extremamente cansado.

www.twitter.com/palmeriodoria  PSB diz que avião de 18 mi foi emprestado por empresários. Que contavam apenas com um pouco de afeto, carinho e amizade.

www.twitter.com braynerr  A partir de agora vão estraçalhar Marina que vai pagar alto pelo "crime" de crescer na opinião do eleitor.

www.twitter.com/MudaMais "O controle q eles fazem, a forma de prevenção é mto bacana. Eles agregaram muito pra gente" – médico brasileiro sobre médico cubano #Dilma

DO LEITOR

Fonte de inspiração
Por Geraldo Lima Feitosa, o Geraldo dos Correios: “A história de vida e política de Jackson Barreto tem sido motivo de inspiração para outras lideranças que o acompanha, por ocasião de comícios em diversos municípios. O fato de JB ter nascido numa pequena cidade, de origem pobre, filho de bodegueiro, carteiro, e, diante dessas circunstâncias desfavoráveis, formou-se e transformou-se na maior liderança popular de Sergipe, digo isso com todo o respeito ao perfil pessoal de cada detentor de cargo eletivo, no passado ou na atualidade. Jackson tem o sangue do povo em suas veias, isso é público e notório. Sua passagem pelos mandatos já exercidos, mostra um homem muito preparado para desafios futuros. Afinal, hoje exerce a difícil missão de conciliar, e diga-se de passagem com muita maestria,  o comando da administração estadual com uma campanha para a reeleição. “

ARTIGO

Hereditariedade na política  por Ribeiro Filho*

Nas eleições de 2014, assim como nas eleições anteriores, percebemos um grande número de candidatos que são apresentados pelos pais e tios ou trazem alguma referência de parentes como forma de dar sustentação à sua candidatura. No horário político da semana passada vimos à candidata Deputada Estadual Grace Franco, mostrando suas veias para atestar que trás no sangue herdado do avô Augusto Franco o dom da política, uma espécie de DNA, que pode conferir a candidata credibilidade para eleger-se junto ao seu eleitorado e ao eleitorado herdado do avô.
Gostaríamos mesmo saber em qual laboratório ela fez o tal exame que confirma que seu sangue contém essa genética herdada, e como se dá essa comprovação. O fato de ter nascido filho ou filha de professor, engenheiro, médico, advogado, arquiteto, físico, químico, jornalista, historiador ou qualquer outro segmento profissional, não confere nenhum DNA ou vínculo consanguíneo que legitime o exercício dessas profissões.
O filho por uma questão de admiração ao desempenho profissional paterno e seu sucesso no exercício da profissão, pode até ser um incentivo para seguir na mesma profissão dos pais, mas, para entrar no mercado e exercer a profissão, tem que estudar muito e fazer uma formação acadêmica reconhecida pelos órgãos regulamentadores dessas profissões. No entanto, na política, essa formação profissional parece não ser necessária, basta se dizer filho, irmão ou neto de um determinado político, que já se está apto para candidatar-se a vereador, prefeito, deputado ou senador.
Os jovens são iniciados na carreira política com muito pouca ou numa formação. A grande maioria nunca fez um curso de Gestão Pública, Direito, ou qualquer outro que os habilitasse para exercer um mandato legislativo ou executivo. O sangue e o grau de parentesco falam mais alto. Assim, vários candidatos incompetentes se lançam na política por todo país. O objetivo maior desses jovens candidatos é o de preservar o feudo político herdado, ou seria um sistema de capitania hereditária? A forma como os votos são repassados segue um formato parecido com o das capitanias, o poder político é passado de pai para filho como um bônus ou prêmio por pertencer a uma determinada família.
As famílias se revezam no poder municipal e se estendem para o estado conforme o patrimônio acumulado. Patrimônio esse que pode ser dividido entre a fortuna financeira adquirida com os cargos exercidos (fortuna acumulada de forma legal ou ilegal) e o tamanho do seu curral eleitoral. Tudo isso tem um valor no mercado da politica de Sergipe, são os dotes que são colocados em negociação no período que antecede o pleito eleitoral.
No estado essas supostas capitanias hereditárias se desenvolveram de forma mais arraigada a partir de conflitos familiares na disputa pelo poder.  O calor da disputa cria um racha político em algumas cidades e, nesse ambiente de concorrência e animosidade florescem as famílias predestinadas a exercerem o poder público. A população se divide tal qual um torcida de time de futebol e se empenham na campanha para eleger os políticos do lado político que escolheu para defender.
Em Lagarto a disputa entre os Ribeiros e Reis vem há décadas elegendo prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais. Na disputa entre essas famílias, está  presente todo seu DNA, nome, sobrenome e apelido “Saramandaia e Bole Bole”. Nas campanhas políticas municipais e estaduais eles dividem a população tal qual uma torcida de times de futebol. Com isso, somente essas famílias são beneficiadas, somente eles podem eleger-se, o restante da população se contenta em fazer parte de cada um lado dessa contenda política e dar seu voto.
O poder político desses grupos familiares transformado em número de votos, faz com que negociem cargos públicos com políticos maiores que desejam concorrer ao governo do Estado, Senado, Presidência etc. Itabaiana e a capital Aracaju, também têm seus feudos que comandam a política nesse sistema de hereditariedade.
A briga familiar entre os Teles e os Mendonças em Itabaiana vem há décadas elegendo prefeitos e deputados dessas famílias. Em Aracaju e alguns munícipios do estado está instalado o megafeudo da família Franco, dos Alves, dos Rollembergs e Leite, estas últimas já em franca decadência no cenário político do estado.
A esquerda que surgiu de forma mais organizada na década de 1980 em Aracaju, ganhou corpo e conseguiu se estabelecer quase como um feudo, delimitando um curral eleitoral na capital, desde a metade de 1980 esses grupos pertencentes aos partidos de esquerda, dominaram a prefeitura de Aracaju e há oito anos estendeu seu poder para o governo de Sergipe.
No caso desse feudo político não existe a referência consanguínea, mas sim o DNA da militância político partidária. As siglas partidárias defendiam a legitimidade de seus quadros políticos a partir do posicionamento político desenvolvido nos sindicatos, movimento estudantil e partidos ditos de esquerda: PMDB, PSB, PT e PC do B. Como sempre capitanearam votos de uma parcela da sociedade mais politizada e consciente esse grupo político saiu bastante fragilizado na última eleição, e core o risco de perder mais ainda esse eleitorado.
Por ter feito coligações com os grupos familiares que sempre foram oposição natural, perderam a credibilidade do seu eleitorado.  Esse grupo político corre um sério risco de perder toda sua força e desaparecer. Tanto pelos desentendimentos internos, brigas pelo poder; quanto pelo descrédito do eleito, pelas coligações radicais feitas nas últimas eleições. Coligações que misturou no mesmo tacho lideranças dos feudos hereditários com a então dita esquerda, que hoje nada mais tem de esquerda.

Se for fazer um DNA atual do sangue dessa esquerda oportunista vamos encontrar muito sangue misturado com o de todas essas famílias que comandaram e comandam o estado nas últimas quatro décadas. Numa análise rápida e modesta, se perder o governo do Estado nessa eleição muito pouco vai sobrar dessa esquerda na política. Perdendo esse grupo que tentou renovar e oxigenar o embate político em Sergipe, é bem provável que somente esses grupos familiares permaneçam dominando a política, o que será definitivamente um retrocesso.

Precisamos renovar os quadros políticos do nosso estado, permitir que pessoas que não fazem parte desses feudos estabelecidos elejam-se e possam mudar a configuração de poder. Ninguém merece essa hereditariedade burra, estabelecida pela contenda entre algumas famílias que só se beneficiam da boa fé e ingenuidade dos eleitores.

Nessa eleição não vote no filho ou filha, no irmão ou irmã, no pai ou mãe de políticos dessas e de outras famílias eu nada fizeram ou fazem por suas cidades e estados.

Vamos mudar essa configuração política e acabar com essa hereditariedade familiar e dessa suposta esquerda imbecil. Esperamos que possam surgir novos atores na política do estado, com novas perspectivas de um embate político, que venham a melhorar a gestão púbica. Precisamos profissionalizar a política, colocar pessoas competentes e com formação adequada para a legislação e gestão pública.

*Graduado em Comunicação pela UFS
Mestre e Sociologia pela UFS

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun 

Frase do Dia
“Há pessoas que adoram dinheiro e se metem na política. …Mas a política é para servir ao povo!” Mujica, presidente do Uruguai.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários