Prefeitos & Déda: os bastidores

0

Nem tudo foram flores na reunião do governador Marcelo Déda (PT), com os prefeitos. Apesar de ter deixado claro que a reunião realizada no último sábado em Canindé seria com os 29 prefeitos que estiveram com ele “desde o primeiro momento” da campanha eleitoral de 2006 o presidente do PDT, deputado Ulices Andrade, levou a tiracolo os prefeitos Alex Rocha (São Cristóvão) e Maria Crisabete (Graccho Cardoso) para a reunião. Mas o governador não fez de rogado e ao ver o nome dos dois na lista de presença e a assessoria dele cortou de imediato.


O mais engraçado é que estes dois prefeitos, Alex e Crisabete, hoje no PDT, são alvistas de carteirinha. A trajetória política dos dois e de suas famílias se confundem com o ex-governador João Alves Filho. Nada demais se mantivessem a coerência. Porém, mudaram para o PDT, para continuarem no poder. Isso vale também para algumas lideranças que estão não só no PDT, mas no PSB, no PMDB, no PRB e no PCdoB. As fotos da maioria deles se confundem com a foto de João Alves e vice-versa.


Um prefeito que participou da reunião disse que o governador mostrou firmeza no posicionamento de apoiar seus aliados. “Ele mostrou sangue no olho”, disse o prefeito. Segundo o prefeito, quando da fala do prefeito da Barra, Airton Martins, do PT, o mesmo reclamou que o governo não investiu em seu município. Não deu outra: em tom duro, o governador disse que não admite injustiça e que a Barra é um dos municípios que mais recebeu investimentos, cerca de R$ 16 milhões. É mole? Durma com o barulho de um prefeito petista desses!


O prefeito também destacou a lucidez do ex-deputado e presidente do PRB, Heleno Silva que elogiou a ação do governo do Estado em Glória no último final de semana e pediu para que fosse estendida para todos os outros municípios da região, devido a carência do sertanejo. O prefeito ironizou o discurso do deputado Jackson Barreto, presidente do PMDB, dizendo que estão tentando jogá-lo contra o senador Valadares, por conta da disputa do Senado em 2010. Jackson disse que vai trabalhar lado a lado para que ele e Valadares sejam eleitos (são duas vagas), disse que o atual senador é PHS em política e ninguém conseguirá fazer uma briga entre os dois.


Na reunião ficaram algumas coisas claras. A primeira é que o governador não titubeará em ser duro com qualquer prefeito que tentar pressioná-lo, seja de que partido for. A segunda é que as lideranças aliadas tentam passar que tudo anda às mil maravilhas, mas os interesses das eleições municipais, que se confundem com a eleição estadual de 2010, são mais fortes do que qualquer juramento de amor eterno. (fonte deste artigo: um prefeito que pediu para não ser identificado. Todos os detalhes foram confirmados por este jornalista com outro prefeito, que também pediu o anonimato).

 

PDT e suas conveniências políticas

Além de estar cheio de Alvistas de carteirinha, o PDT tem mostrado intransigência com os partidos que fazem parte da aliança. Um exemplo claro: em Canhoba, todas as pesquisas mostram em 1º lugar a pré-candidata do PT, Naldinha da Farmácia, mas o PDT insiste em lançar como candidato Régis Andrade, irmão de Ulices, que está em 3º lugar. Com o lançamento das duas candidaturas o prefeito eleito de Canhoba será o candidato do DEM, que está em 2º lugar.

 

Nota de esclarecimento da Prefeitura de São Cristóvão

Ontem, 01, a assessoria de comunicação do prefeito Alex Rocha enviou uma nota de esclarecimento para a imprensa negando que o mesmo tenha sido impedido de participar. Segundo a assessoria o prefeito estava no hotel para uma reunião com o presidente do PDT, Ulices Andrade.Portanto, o que houve não passou de uma mau interpretação de alguns jornalistas que, por verem o prefeito de São Cristóvão no mesmo hotel e ausente à reunião, se fez as equivocadas conclusões”. Um detalhe: o nome de Alex estava na lista dos prefeitos presentes assim como o da prefeita de Graccho. Se duvidarem, o blog vai dar os nomes das testemunhas, que são muitas e importantes.

 

Dos candidatos do PT a prefeito com chances I

O PT vive um dilema em Sergipe. Tem hoje quatro prefeitos: Japaratuba, Lourdes, Porto da Folha e Barra. Em Japaratuba o padre Gerard não pode ser candidato e apoiará Hélio Sobral do PMDB. Os outros três são candidatos à reeleição, mas todos estão em situação delicada nas pesquisas eleitorais. Péricles, de Lourdes, Manoel de Rosinha, de Porto da Folha e Airton Martins, da Barra vão ter que trabalhar muito para reverter os quadros desfavoráveis a eles.

 

Dos candidatos do PT a prefeito com chances II

Por outro lado tem candidatos do PT em ótima situação nas pesquisas. Exemplos: Gilson de Agripino, em Tobias Barreto; professor Anderson, em Umbaúba; Naldinha da Farmácia, em Canhoba, Esmeralda, em Carmópolis; Ginaldo, em São Miguel do Aleixo e Ricardo Roriz, em Santana do São Francisco.

 

Teve até prefeito poeta

Na reunião teve até prefeito declamando poesias. Foi o de Areia Branca, Ascendino Sousa. Segundo um colega dele, o prefeito é o “poeta dos pobres”, e declamou uma poesia para o governador Marcelo Deda e depois dedicou uma música de Roberto Carlos, “Como é grande o meu amor por você”, para o senador Valadares. Como escreve o jornalista Osmário: Arrepare!

 

Veiculo da saúde transportando estudante

Ontem, 01 de abril, (não foi mentira), o veiculo Clio branco, placa IAD-5099, da Secretaria de Estado da Saúde, parou na porta do colégio Ideal, às 6h40 e deixou uma estudante, que estava no banco traseiro do carro. Será que o secretário Rogério Carvalho sabe que o veículo está sendo usado indevidamente?

 

Carro da delegacia de Propriá

Alguém pode explicar porque o gol que serve a delegacia de Propriá, estava ontem, 01, à tarde, às 16h36, no estacionamento do Hiper G. Barbosa da Melício Machado, na Aruana com um casal colocando as compras no veículo. Com a palavra o superintendente da Polícia Civil.

 

Pesquisa mostra Vitor na frente em Itaporanga

Pesquisa do Instituto Padrão – registrada na Justiça através de oficio a juíza da comarca de Itaporanga – nos dias 11 e 12 de março mostram que Vitor Mandarino está na frente na disputa pela prefeitura. Pela pesquisa, que entrevistou 753 pessoas, quando questionados em qual dos candidatos votaria o resultado foi o seguinte: Vitor Mandarino, 50,7%; Gracinha, 30,0%; César de Bebé, 8,4%; Silveira, 10,9%, Nenhum, 0,0 e não sabe, 0,1%. Quando a pesquisa coloca apenas Vitor e Gracinha o resultado é 59,9% e 36,2%, respectivamente.  A pesquisa foi contratada pela AMP – Engenharias Ltda, conforme registro na Justiça Eleitoral.

 

Esclarecimento aos leitores

Qualquer pesquisa eleitoral, devidamente registrada no TRE, terá espaço para divulgação neste blog. Sobre pesquisas a análise será feita mais tarde, próxima ao período eleitoral. Só para lembrar: este espaço vem cobrando e continuará o resultado das auditorias na Deso na gestão de Vitor Mandarino. Só para lembrar: em meados de 2006 o ex-presidente da Deso anunciou um investimento de cerca de R$ 8 milhões da empresa em Itaporanga. Dois anos depois esse investimento não chegou, já que a falta de água é uma constante no município.  Este jornalista não tem dúvidas de que dificilmente a Justiça Eleitoral acatará calada o registro da candidatura de Vitor Mandarino.

 

Explicações de José Carlos Machado

Sobre as criticas de um leitor publicadas ontem, 01, o deputado José Carlos Machado lembra que caberia ao atual governo reduzir os jetons dos conselheiros se estiver achando alto. Ele deu como exemplo o repasse dos dividendos do Banese que não acontecem mais mensalmente. Machado entende que se o governador desejasse reduzir já teria resolvido o problema. Sobre os contratos de empréstimos da Deso, Machado entende que cabe a atual diretoria tomar as providências e denunciar os mesmo se acha que estão errados. Por fim o deputado ressaltou que o contrato com a Gautama vem desde o governo Albano Franco, passando pelo governo João Alves e o atual governo pagou R$ 600,000,00. “Não fiz nenhum contrato”, lembrou.

 

Operação Navalha: sigilos

Deu na coluna Periscópio do JC, de ontem, 01: o Ministério Público Estadual de Sergipe solicitou informações ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre o encaminhamento dos processos judiciais da Operação Navalha, que investigou envolvidos com a empreiteira Gautama. O MPF recebeu cópias de 68 volumes de documentos. O STJ também acatou pedido de compartilhamento de todo o trabalho com o MPE-SE, que quebrou os sigilos bancários e fiscal de alguns dos investigados. Todas as apurações correm em sigilo de justiça.

 

Quem será?

Um assessor de um parlamentar comprou um veículo de um jornalista há três meses e pagou com três cheques. Detalhe: todos sem provisão, ou seja, sem fundos. Todos os detalhes na próxima semana.

 

Na República de São Cristovão

Texto enviado pelo jornalista Abrahão Crispim Filho: “Em vinte e três de novembro de 2007, toma posse como prefeito interino de São Cristóvão o vereador e secretário da Câmara Municipal Alex Rocha. Ao mesmo tempo se apresenta na referida Câmara para tomar posse o 1º Suplente de vereador Israel Costa. Por não pertencer ao grupo político do Prefeito em exercício, é barrado em sua pretensão. Alex procura o judiciário, mas este alega a Câmara é que tem a prerrogativa de dar posse ou não. O prazo legal é de até 120 dias após a vacância do cargo. O então Presidente interino da Câmara de Vereadores, Israel Sarmento, que é policial civil, foi quem informou que não daria posse ao adversário do grupo político do Prefeito Alex Rocha. Já transcorreram os 120 dias e a Câmara de Vereadores, que é obrigada por lei convocar o suplente e dar posse, até agora não tomou as devidas providências e o seu presidente continua afirmando que não há força humana que o obrigue a empossar o suplente de vereador Israel Costa, justamente por ser adversário do prefeito.  Acredite se quiser. Como a justiça lavou as mãos…”

 

Radialista vai denunciar crimes de mando em Brasília

O radialista Anselmo Tavares apresentará hoje 02, e amanhã, 03, o programa Tribuna do Povo, na rádio Educadora de Frei Paulo, direto de Brasília. Ele levou uma série de documentos que serão entregues a representantes do Ministério da Justiça e a parlamentares federal denunciando a série de crimes de mando na região Agreste, mas precisamente em Itabaiana.

 

Segurança: associações podem participar da Mesa Setorial

Pela portaria 048/2008, de 25 de março, não é apenas o SINPOL a entidade reconhecida para representar policiais na Mesa Setorial de Negociações. Pela Bancada Sindical são os seguintes representantes: Ricardo dos Reis Tavares – Pres. SINPOL/SE;

Ronaldo Alves Marinho da Silva – Pres. ADEPOL/SE; Samuel Alves Barreto – Pres. Associação Oficiais Militares de SE;     Edgard Menezes Silva Filho – Pres. Assoc. Subten. e Sgt. PMSE; Silvério Palmeira – Pres. Associação Cabos e Soldados da PMSE e Solange Souza Lima – Pres. Assoc. Sergipana Médicos Legistas. Pela portaria ficou instituída a data de 08 de abril de 2008, às 16:00 horas, na sala da Assessoria do GAB/SSP/SE,  para a realização da primeira sessão ordinária da Mesa Setorial de Negociação. Já o Comitê Gestor de Representação Paritária para Modernização da Lei Orgânica da Polícia Civil do Estado de Sergipe é composto por 07  membros-representantes, sendo 06 (seis) das categorias e 01 (um) da Administração da SSP/SE. Nela estão contemplados os Agentes, Escrivães e Delegados da Polícia Civil.

 

Defensores: saída é a progressão gradativa

Esse espaço divulgou ontem, 01, a falta de um defensor na 17ª Vara Cível. Foram diversos e-mails sobre o problema. E concorda com os defensores: não tem como um defensor receber R$ 3.600,00 líquidos (R$ 5 mil brutos) e ser proibido ainda de advogar. Dos convocados do último concurso para cá, desde o final de 2006, 85 (isto mesmo, 85), dos chamados desistiram. Agora a defensoria chamará mais 21. Daqui até o final do ano pelo menos a metade desiste, porque passa em outro concurso com melhor salário. Só existe uma solução para o problema: uma progressão gradativa dos salários dos defensores até chegar a média nacional. Estados como Bahia, Piauí, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, entre outros, já resolveram este problema. A partir de hoje este espaço está aberto para a luta dos defensores. Sem radicalismo, mas com uma solução viável que passa por uma equiparação salarial com as outras categorias através de uma progressão gradativa. Obs: Algumas outras varas importantes estão sem defensores: Maria da Penha (19ª Vara), algumas criminais da capital, todas as criminais do interior, salvo Itabaiana, Socorro e São Cristóvão. Sem falar da falta de estrutura, mas esta é outra luta.

 

Policiamento sairá das ruas para ir policiar campos de futebol

O blog recebeu o Boletim Geral Ostensivo da PM, número 056, de 31 de março, e, da forma que está escrito mostra que os policiais militares que estiverem de serviço nas ruas terão que ir para os estádios de futebol. No boletim foi publicado o ofício do comandante do Policiamento Militar da Capital pedindo a remuneração aprovada recentemente para os policiais que atuam nos estádios de futebol. No mesmo boletim é publicada a resposta do secretário Kércio Pinto, “comunicando da impossibilidade de efetuar o pagamento da Gratificação por Atuação em Eventos – GRAE para policiais militares empregados no policiamento ostensivo durante os jogos do campeonato sergipano de futebol profissional, por não estar contemplado no Decreto Governamental que regulamentou a Lei nº 6.331, de 02 de janeiro de 2008”.

 

Resposta de uma itabaianense criticando o blog

Sobre o artigo publicado no sábado, com o título “Itabaiana: De Maria a Luciano”, um ouvinte do programa do radialista Edivanildo Santana enviou o seguinte e-mail: “Caro Edivanildo, em resposta ao comentário de Cláudio Nunes,mais uma vez esse senhor está fazendo um comentário sem nenhum conhecimento do assunto. Em primeiro lugar não se pode compara a morte de Antonio Cabaré aos outros assassinatos, pois cabaré sempre foi um homem de bem, sem nenhum envolvimento com qualquer tipo de bandidagem, ao contrário dos outros. Isso prova que este senhor deveria procurar conhecer os fatos e não ficar se intrometendo em assuntos que não conhece. Que coisa ridícula. Vai Cláudio Nunes comentar política de Aracaju, pois do interior você não conhece nada”. Detalhe: pelo que este jornalista entendeu os outros assassinatos foram legais? Na parte política não dá para comentar: ele se sentiu ofendido porque a verdade é cruel…

 

Leitor critica possível apoio de Fabiano a Edvaldo

Do leitor Fábio Lopes: “ Sobre o artigo publicado na sexta-feira passada e intitulado “Edvaldo e Fabiano almoçam ” digo que fiquei (e ainda estou) indignado quando vejo a cara-de-pau de certos playboys que se dizem “políticos”, talvez seja o caso deste último indivíduo citado. Segundo o artigo, o vice de João Alves Filho na última eleição, Sr. Fabiano Oliveira, parece estar tentando se aproximar através do PSDB do atual grupo político liderado por Marcelo Déda. Tal vice de João Alves Filho na última eleição criticou, debochou, fez piadas, enfim fez o que pode para desmoralizar o Governo Federal, Déda e seus aliados na última campanha eleitoral e agora eu escuto a conversa de que ele pode apoiar Edvaldo nas eleições deste ano. Sinceramente, eu acho que este apoio faz Edvaldo Nogueira perder mais do que ganhar. Os eleitores de Edvaldo são pessoas esclarecidas e não vão engolir o apoio de Fabiano, Albano e “companhia elétrica”. Afinal, este rapaz, que posa de “bom” moço ao defender shows privados em espaço público da orla que enchem o bolso de muitos artistas que levam muito dinheiro daqui para outros Estados e que geram empregos diretos e indiretos como os de vendedor ambulante, catador de lixo e montador de palco que rendem, de baixo de sol e chuva, migalhas ao nosso povo miserável, deveria manter seu apoio ao grupo político  que deixou o governo do Estado, pois querer agora se aproximar do grupo que ele próprio esculachou é ridículo. Quer queira ou quer não, vamos para sempre guardar em nossas memórias o papelão que Fabiano Oliveira interpretou como o candidato vice do João”.

 

CUT: sobre militares e a dengue I

Do presidente da CUT,Antônio Góis: “De fato é mesmo, para qualquer um estranhar ao ler uma nota intitulada “CUT apóia os militares” fazendo menção ao golpe militar de 1964, conforme publicada em sua coluna. Mas em se tratando de um 1º de abril, não deixou de ser uma pegadinha. De fato ao completar 44 anos daquele golpe militar que perseguiu, torturou e matou diversas lideranças sindicais e populares, as forças armadas brasileiras comemoram declarando guerra ao mosquito aedes aegipty, conforme decretado  pelo governo. Isso é Verdade, muito embora seja 1º de abril. O governo brasileiro mobiliza as forças armadas para a operação de guerra contra a dengue. Acredito que dificilmente terá sucesso. A guerra contra a dengue se assemelha com a indústria da seca. A classe política conhece formas de solucionar o problema, mas tem interesse na continuidade. Da mesma forma que a seca movimenta grupos políticos e diversos setores da economia, a indústria da dengue movimenta políticos das mais diversas matrizes ideológicas. Movimenta também a indústria farmacêutica, de inseticida, repelente, hospitais, dentre outros que formam essa verdadeira cadeia “produtiva” da dengue.

 

CUT: sobre militares e a dengue II

Continua Antônio Góis:Por outro lado, continuamos a conviver com a fragilidade na segurança das nossas fronteiras, onde o tráfico de drogas e armas corre solto pelo país afora. O certo é que enquanto houver alguém se beneficiando com esse “mal do século 21” não vai ter marinha, exército ou aeronáutica que derrote o aedes aegipty. Como o Estado brasileiro tem se mostrado incapaz de acabar com toda a cadeia que alimenta a corrupção e desvio do dinheiro público, de imediato deveria adotar medidas que evitem a morte do povo, mas nem isso está fazendo. Sobre o apoio, a CUT não pode, nem deve se furtar a apoiar movimento de trabalhadores, mesmo que sejam de policiais, por melhores condições de trabalho e salário. Trata-se, antes de qualquer coisa, de um dos compromissos da CUT desde a sua fundação”.

 

PCdoB comemora aniversário em Monte Alegre

No dia 05 de abril o PCdoB de Monte Alegre comemora a passagem dos seus 86 anos com grande estilo, será realizado um grande evento no clube da cidade que contará com a presença de várias autoridades e principalmente da população. O evento oportunizará o lançamento da candidatura de seis pré-candidatos a vereadores e posicionamento do partido em apoiar a reeleição do prefeito Aragão (PMDB). “Fundamos o partido em Monte Alegre antes das eleições de governo e conseguimos compor em seus quadros lideranças importantes como dois ex-prefeitos e dois vereadores, nessa eleição de 2008 mostraremos nossa força e capacidade de formar lideranças jovens”, destacou o presidente Geyvson Correia. O PCdoB atuará nessa eleição visando 2010 e 2012, formará uma grande aliança da juventude para eleger os candidatos do partido em 2010 e formará uma chapa própria da juventude para 2012. “Nosso partido esse ano formará uma aliança com o PMDB, PT, PV, PSL, PTN, PTC e PSB onde sairemos fortes para as próximas eleições”, declarou Geyvson Correia.  

 

Parecer do MPF/SE é pela rejeição das contas eleitorais do PT I

No último dia como procurador regional eleitoral em Sergipe (dia 28), o procurador da República Eduardo Pelella, encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE) parecer (107/2008) manifestando-se pela rejeição das contas do Partido dos Trabalhadores (PT) em Sergipe, referentes à última eleição. A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe entendeu que existiram diversas irregularidades apresentadas na prestação de contas pelo presidente estadual do PT, Márcio Macedo, quando da arrecadação e aplicação dos recursos financeiros utilizados na campanha eleitoral de 2006. A constatação das irregularidades foi apresentada pela Coordenadoria de Controle Interno do TRE/SE.

 

Parecer do MPF/SE é pela rejeição das contas eleitorais do PT I

O PT foi intimado a regularizar as contas, mas não atendeu satisfatoriamente às obrigações legais, o que gerou parecer conclusivo do órgão técnico do TRE/SE pela rejeição das contas. Foram detectadas que notas fiscais e os recibos apresentados possuem data de emissão posterior ao das eleições (01/10/06); uma nota fiscal foi emitida em nome da Prefeitura Municipal de Santa Luzia do Itanhi e se refere a serviços prestados no fornecimento de quentinhas; foi pago o montante de R$ 12.857,50 referente a despesas com alimentação, no entanto, não existiu o devido lançamento referente a despesas com pessoal e serviços prestados por terceiros. Só

 

Situação de miséria dos pescadores

Em Santa Luzia do Itanhi, cerca de 70 pescadores de caranguejo quinzenalmente estão indo para Canavieira na Bahia porque no município acabou o caranguejo. Ou seja numa situação de miséria absoluta a Prefeitura bancando quentinhas. É demais!

 

Aprovação das contas do PFL

A PRE/SE também encaminhou ao TRE/SE parecer (121/2008) que tratava da prestação de contas do então Partido da Frente Liberal (PFL), hoje DEM (Democratas), opinando pela aprovação das contas, referentes a eleição de 2006. O órgão técnico do TRE/SE também verificou irregularidades na prestação de contas, mas quando foi intimado, o PFL conseguiu sanar os problemas encontrados em tempo hábil, deixando a documentação em sintonia com as normas inscritas na Lei 9.096/95, bem como da Resolução/TSE 19.768/96.

 

Rejeição das contas eleitorais de João Alves Filho

A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe apresentou parecer pela rejeição da prestação de contas eleitorais de João Alves Filho, então candidato à reeleição, pelo PFL, ao Governo do Estado, em 2006. Ele foi intimado a suprir as irregularidades apuradas no relatório preliminar e sua defesa apresentou algumas justificativas. Mas as irregularidades apontadas pelo Setor de Prestação de Contas de Campanha Eleitoral do TRE persistiram e foi mantido entendimento pela rejeição das contas. Segundo se apurou, o candidato não apresentou documentação que descaracterizasse a omissão na despesa com combustível, realizada em 12/09/2006 junto ao Posto Presidente Ltda, no valor R$ 1.665,73. Esse gasto não estava na prestação de contas, mas o representante legal do Posto Presidente provou que forneceu e emitiu nota fiscal naquele valor em nome do candidato João Alves. “Essa não contabilização da despesa na campanha fere a Lei 9.504/97 e a Resolução TSE 22.250/2006. Além de ter ocorrido a omissão, os recursos utilizados para a quitação da dívida não transitaram pela conta bancária específica, ocorrendo, igualmente, a ausência de emissão de recibo eleitoral relativo ao recurso utilizado para pagamento da despesa não escriturada. Por isso, opinamos pela rejeição da prestação de contas”, disse o procurador Eduardo Pelella. (Ascom/MPF).

 

CGE participa do “Encontro Brasileiro para Controladores Internos”

 A Controladoria-Geral do Estado de Sergipe (CGE) participará do CON1NTER NACIONAL (Encontro Brasileiro para Capacitação de Controladores Internos), que começa nesta quarta-feira, 2, no Hotel Parque dos Coqueiros, Aracaju, às 14h. Perspectivas da Controladoria a partir da experiência da CGE/SE é o tema de exposição do controlador-geral, Adinelson Alves, na abertura do evento, que prossegue até o dia 5. Para o controlador-geral, o CON1NTER será uma oportunidade para aprofundar o debate sobre as questões práticas que envolvem o controle da gestão pública. “Falar de controle interno, hoje, é ampliar a discussão com a população e desenvolver atividades que permitam o controle social da gestão pública. Ou seja, não adianta apenas garantir a eficiência e a eficácia das políticas públicas. Deve-se assegurar a efetividade das ações da administração governamental, com a participação do povo”, observa Adinelson.

 

Acordo firmado entre Prefeitura de Aracaju e enfermeiros I

A Diretoria do Sindicato dos Enfermeiros repassou as seguintes propostas firmadas entre a categoria e a PMA: 1 O reajuste de 6% será sobre o salário base e sobre o incentivo, sendo que, neste, incidirá o desconto previdenciário para todos os profissionais, no que tange ao valor gerado pelos 6% para que possamos assim incorporarmos como ganho real na aposentadoria;2.Haverá 6% de reajuste, no incentivo, para os funcionários do estado que atuam nos serviços do município; 3. A diferença, mediante os 6% de reajuste, será retroativa a março e paga em folha suplementar até o dia 10 de abril de 2008; 4.Em decorrência dos riscos aos quais os profissionais da rede de urgência e emergência estão expostos, os 40 enfermeiros, deste serviço, terão acréscimo de 13%, calculado sobre o salário base, sendo acrescido na gratificação; 5.Inclusão das Unidades de Saúde da Família Carlos Fernandes de Melo, Onésimo Pinto e Lauro Dantas Hora nas áreas de risco; 6.Isonomia no adicional das áreas de risco, no valor de R$ 300,00, para os profissionais de nível superior, sendo o diferencial pago em folha suplementar até o dia 10 de abril de 2008 para os profissionais que já recebem, e a partir de maio, inicia-se o pagamento às 03 unidades recém-incluídas nas áreas de risco; 7. O pagamento da Titulação será retroativo a data do requerimento, com finalização das avaliações até o final deste mês;

 

Acordo firmado entre Prefeitura de Aracaju e enfermeiros II

8.A Progressão por Mérito irá incluir, com a quebra do teto e a partir de abril de 2008, os profissionais que receberam anterior ao mês de maio de 2007;9.Reajuste do auxílio alimentação para R$ 8,00;10.Desvinculação do “terço” do teto salarial a partir de abril de 2008 para os profissionais em final de carreira;11.Compromisso da gestão em realizar estudo para garantir a isonomia salarial, para os profissionais de nível superior, incluídos nos mesmos parâmetros de vencimento; 12.Compromisso de proporcionar a reavaliação dos adicionais de insalubridade por tipo de serviço;13.Incidência do percentual de insalubridade sobre o salário mínimo nacional, pois incidia sobre o salário mínimo local;14.Plano de Saúde IPES será extensivo aos servidores em condição especial;15.Folga prêmio mensal para os enfermeiros da rede e urgência e emergência e compromisso de unificação do número de plantões no serviço, ficando em 11 plantões mensais de 12h.

 

Frase do Dia

Desconfiado de que a sua festa estava cheia de penetras, a certa altura da noite o anfitrião sobe numa cadeira e grita: – Quem é convidado da noiva, por favor, para o lado direito! Metade dos convidados se aloja do lado direito do sujeito. – Agora, quem é convidado do noivo, por favor, fiquem ao meu lado esquerdo! Um monte de gente se juntou do lado esquerdo do sujeito. – E agora, vocês tratem de cair fora, cambada de penetras! Porque isso aqui é uma festa de aniversário!  

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários