PREVENIR A MICROCEFALIA DEPENDE DE TODOS NÓS

0

 O QUE É A MICROCEFALIA ?

É uma condição em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor que o normal. A microcefalia é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor que 32 cm. O parâmetro é válido apenas para crianças nascidas a termo (com 9 meses de gravidez).

QUAIS AS CAUSAS DA MICROCEFALIA?
Infecções durante a gravidez (especialmente no primeiro trimestre), presença de radiações, uso abusivo do álcool e outras drogas, e, mais recentemente, a possível relação com o vírus Zika.

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS PARA O BEBÊ  ?
Pode apresentar alterações do Sistema Nervoso Central, podendo ser acompanhada de epilepsia, paralisia cerebral, retardo no desenvolvimento cognitivo, motor e fala, além de problemas de visão e audição.

SINAIS DE ALERTA PARA AS GRÁVIDAS
Mulheres que apresentaram febre, acompanhada de exantemas (vermelhidão na pele), coceira na pele, sintomas de conjuntivite (olhos avermelhados), dor muscular e nas articulações, podem estar com a infecção pelo Vírus Zika, um dos responsáveis pelo aparecimento da Microcefalia.

RECOMENDAÇÕES GERAIS:
Como o Vírus Zika é transmitido pelo Aedes aegypti, mesmo mosquito que transmite a Dengue e o Chikungunya, a prevenção mais importante é combater os focos do mosquito.
Evitar a água parada, que os mosquitos usam para se reproduzir, é a principal medida.
Em casa, é preciso eliminar a água parada em vasos, garrafas, pneus e outros objetos que possam acumular líquido.
Colocar telas de proteção nas janelas e instalar mosquiteiros na cama também são medidas preventivas.
Vale ainda escolher roupas que diminuam a exposição da pele e usar repelentes autorizados pela Anvisa.

Todas as pessoas devem participar da luta contra o mosquito Aedes aegypti e eliminação dos criadouros, nas suas próprias residências, na rua, nos bairros,  nos locais de concentração (prédios, escolas, empresas e locais estratégicos).

COMO PREVENIR A MICROCEFALIA?

As gestantes não devem: consumir bebidas alcoólicas ou qualquer tipo de drogas e nem utilizar medicamentos sem a orientação médica;
As mulheres que planejam engravidar devem atualizar seu cartão vacinal; as gestantes devem fazer o pré-natal bem feito, com a realização de todos os exames preconizados.
Os principais repelentes são: A Icaridina na concentração de 20 a 25% (Exposis) é o repelente de maior duração na pele (10 horas de proteção), o repelente  à base de  DEET  (OFF, Autan, Repelex, entre outros), que confere proteção máxima por 6 horas (o infantil protege apenas 2 horas) e  à base de  IR3535 (Loção AntimosquitoJohnson's), que oferece proteção máxima de 2 horas ( mais indicado para crianças).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários