Querem jogar Déda contra a PM

0

Este jornalista não acreditou no que leu ontem, 10, na agência Sergipe de Notícias. Uma matéria postada às 15h40 com o título “Governo criará cadeia pública no antigo hospital Adauto Botelho”, destacava uma ação conjunta das secretarias da Justiça, SSP e Infra-Estrutura, mostrando que o problema da superlotação das delegacias será resolvido, de imediato, com a reforma do antigo Adauto Botelho, no bairro Getúlio Vargas. Nada demais se no local não funcionasse, sabe o que, caro leitor: a prisão militar. Isto mesmo querem colocar bandidos e policiais militares que estão presos lado a lado.  Só pode ser insanidade, ou melhor, estão jogando contra o governador e ninguém vê nada. Em nenhum momento foi citado na matéria que no local funciona o prisão militar.

 

Ontem, 10, este modesto espaço bateu um pequeno recorde de e-mails recebidos por conta desta decisão. Foram policiais militares de diversas patentes, desde os soldados até os mais graduados. Os secretários conseguiram deixar revoltados até mesmo os policiais que vestem e continuarão vestindo a camisa do governo do Estado.

 

Se a policia civil não pode ter preso em delegacias, muito menos a PM. Ou seja, estão querendo resolver um problema criando outro numa dimensão sem tamanho. Já pensou o Governo do Estado misturando policiais militares, policiais civis e até policiais rodoviários federais (que estão presos no local, da última operação da PF realizada em SE), com presos comuns? E o pior: grande parte destes presos comuns foi presa por estes mesmos policiais? E quem vai tomar conta destes presos no presídio militar? A PM? E quem vai fazer a segurança interna? A PM? Isso é ilegal.

 

Essa ação reforça o artigo deste blog de ontem. Primeiro que mais uma vez a Sejuc e a SSP jogam o problema para a PM e que, infelizmente. não tem planejamento na Sejuc, nem a curto, nem a médio e nem a longo prazo. Será que o governador foi consultado e deu seu aval para esta situação, ou melhor, essa esparrela montada sem nenhuma visão das conseqüências que vai causar?

 

A sociedade se engana quando pensa que quem prende criminoso é a polícia civil. A maioria é presa pela polícia militar. Única instituição que estar nas ruas 24 horas por dia. Seria fácil este jornalista ficar calado e deixar a “m….” no ventilador, principalmente porque o atual comando da PM não comanda. Mas está em jogo algo bem maior do que um simples comando, que passará um dia: está em jogo o respeito a uma instituição secular que é a PM e que tem na sua maioria dos quadros gente comprometida com Sergipe. Este espaço é aliado dos homens e das mulheres de bem da PM de Sergipe.

 

O problema é um só. Tem que se investir mais na prevenção. Os fatos estão comprovando que prender somente não adianta. Em janeiro o atual governo assumiu com pouco mais de 400 presos em delegacias, um depois esse número era de 800. Pasmem! Se fosse inaugurado hoje o presídio do Santa Maria e o famoso “Cadeião” (eitá nome feio), não comportariam os presos que estão nas delegacias atualmente.

 

O governo precisa investir mais em policiamento preventivo, ou seja, na policia Militar, na policia comunitária, já que só a prevenção do delito impedirá o crescimento incontrolável da população carcerária. E os delegados também têm que fazer a sua parte. Não adianta ficarem apenas reclamando, como se estivesse jogando contra o governo. A responsabilidade é de todos. Quem conhece as delegacias no interior sabe que as mesmas não ficam sob responsabilidade da polícia civil, mas dos policiais militares.

 

Ah! Antes que as criticas cheguem. Este jornalista não é especialista em segurança pública e nem deseja ser. É apenas um cidadão que cada dia fica mais indignado com a falta de planejamento na área e o “bate cabeça” através de ações que aparecem de uma hora para outra, como se fosse a solução para todos os problemas. Esta crise já poderia ter sido resolvida, mas estão trabalhando contra. Por enquanto a indignação ficará por aqui, com a certeza que a prevenção e o policiamento comunitário poderá ajudar em muito.

 

Número dos policiais civis

Bem que o governador poderia fazer um favor a sociedade. Pedir ao secretário Kércio Pinto o número dos policiais civis e onde estão todos lotados. Levará um susto. Aliás, como a PM, que ainda tem diversos policiais militares fora do policiamento ostensivo.

 

Cadeia provisória

Ontem, 10, no telejornal da TV Atalaia o secretário da Justiça Benedito Figueiredo não chamou mais “cadeião”, mas cadeia provisória. Um bom sinal já que “cadeião” é um termo que parece pejorativo e remete a coisa ruim…

 

Nota da Associação dos Delegados de SE

 A construção da Unidade Prisional denominada Cadeião é uma necessidade premente como tem demonstrado ao longo dos meses a superlotação nas unidades policiais, ocasionado pelo crescimento da atuação e eficiência do trabalho policial. Portanto, independente de qualquer comentário é necessário à transferência dos presos das delegacias de polícia para que possamos melhorar ainda mais o trabalho da Policia Judiciária, desempenhando nossa função de investigação. Por outro lado, temos na Policia Militar uma parceira na construção e implementação de ações na segurança pública e sua presença nas unidades policiais do interior do Estado ocorre há muitos anos, com excelentes serviços prestados à sociedade. A Segurança Pública é problema de todos e nada se constrói com sectarismo e incentivo a divisões. Entretanto, a interiorização da polícia civil faz parte da política de valorização implementada pelo Governo do Estado e estão sendo construídos os alicerces para isso. Não se faz mágica quando se fala em segurança pública. Com relação à aprovação da lei que regulamenta a gratificação por curso, ela beneficia todas as carreiras policiais civis (delegados, escrivães, agentes e agentes auxiliares) e buscou dar segurança jurídica, visto que já estava sendo paga a alguns servidores, segundo legislação anterior. Ademais, não houve qualquer “camuflagem” e os Delegados de Polícia não receberam qualquer aumento salarial este ano. O tema foi tratado abertamente, a lei foi discutida, votada e publicada para conhecimento de todos, sendo que tal afirmação soa, no mínimo, desconhecimento do tema. Ronaldo Marinho

– Presidente da ADEPOL/SE.

 

Comentário acerca do sistema prisional

De um policial militar sobre o artigo de ontem, 10:Mais uma vez com seu senso crítico, você analisa com fidelidade a situação de decadência que vive o sistema prisional e a segurança pública do Estado de Sergipe. Sou policial militar, e trabalho na guarda externa do sistema prisional e sou testemunha do descaso do governo estadual com a “bomba relógio” prestes a explodir que é o sistema prisional. Agentes penitenciários e especialmente os policiais militares trabalham arduamente para manter a segurança do sistema, e vale salientar que dos quase um mil policiais militares formados entre 2005 e 2006, nenhum deles foi deslocado para o sistema prisional. Agora imaginem quando inaugurarem o tão anunciado “cadeião” e o “interminável” presídio do Santa Maria? Será que os policiais militares que estão no sistema irão trabalha na escala de 24 x 24 (horas de trabalho x folga) para tapar o sol com a peneira. Investimentos em infra-estrutura e recursos humanos são indispensáveis e urgentes, pois o governo está brincando com fogo. A Segurança pública e o sistema prisional são coisas sérias, não se deve fazer de conta ou viver de “arranjos”. Quanto ao aumento salarial concedidos aos policiais militares, principalmente da base, dispensa comentários, pois foi ridículo e ínfimo, pena que o dia do anúncio do tão malfadado aumento não fora em 01 de abril (dia da mentira)”.

 

Sertão e os péssimos exemplos I

Vale a pena refletir sobre um texto enviado por um leitor – devidamente identificado, mas que precisa ter sua identidade preservada, porque como sertanejo sabe como é a “fúria” de alguns políticos da região. No texto ele lembra que a região sertaneja sempre foi lembrada pela honradez dos seus homens e principalmente pela palavra dada, mas que infelizmente no campo da política a região vem dando péssimos exemplos a sociedade sergipana. “Aqui é uma das regiões do estado onde mais há impunidade e peculato, o prefeito entre pobre e rapidamente sai rico, com, fazendas, casas, apartamentos, caminhões, Trio elétrico, Pick-up a diesel, Boiadas e etc. Patrimônio totalmente incompatível com o salário que recebe”, lembrou.

 

Sertão e os péssimos exemplos II

O leitor lembra que a lista dos gestores inelegíveis que o Tribunal de Contas do Estado encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe com contas já julgadas irregulares tem diversos políticos do Sertão, dentre eles: João Francisco (Gararu), Anselmo Andrade (Glória), Arodoaldo Chagas (Carira), Erílio Joaquim (Graccho), Genivaldo Galindo (Canindé), Hortência Oliveira (Canindé), Dr. Julho (Porto da Folha) e Sérgio Oliveira (Glória). Destes pelo menos, Chico de Gararu, Júlio de Porto da Folha e Sérgio de Glória são candidatos este ano. Assim como o leitor sertanejo este jornalista entende que o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe fez  a sua parte e espera que o pleno do TRE de Sergipe, sob o comando do presidente, Cláudio Déda faça também a sua parte. É preciso virar essa página.

 

Sertão e os péssimos exemplos III

O leitor sertanejo, que conhece bem a região lembra que na administração destes ex-prefeitos os  hospitais de Glória e de Porto da Folha ficaram fechados, com salários e contas de fornecedores atrasadas. “Você acha isso justo? Quantas pessoas faleceram por falta de um atendimento? Na educação foram diversas escolas que chegaram a fechar, crianças eram transportadas em Caminhões pau-de-arara sem a menor segurança, inclusive em Glória na administração de Sergio Oliveira houve um acidente com esses caminhões pau-de-arara transportando estudantes, onde duas crianças faleceram, foi matéria inclusive do Jornal Nacional da Rede Globo em 1998”, lembrou.

 

O leitor conclui que todos devem acreditar na Justiça de Sergipe e por isso os sertanejos aguardam a posição do TRE, dos juízes e promotores eleitorais. “Chega de impunidade, chega de corrupção, vamos apoiar a CNBB, a OAB e outras 40 entidades civis que apelaram para que o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Carlos Ayres Britto, vete a participação de políticos já condenados em eleições, autorizar o registro de candidatura dessas figurinhas carimbadas é um afronta ao Código Eleitoras e Penal”.

 

Laércio Oliveira assume vaga de Jerônimo em Brasília

Alguns empresários do ramo de Prestação de Serviços de Sergipe e até do Brasil, ficaram muito felizes com a notícia de que Jerônimo Reis pediu licença da Câmara Federal para se dedicar de corpo e alma na campanha do seu aliado no município de Lagarto. Nada contra o parlamentar lagartense, disseram eles. E que, em conseqüência do afastamento de Jerônimo os suplentes da coligação são Pedrinho Valadares, que é candidato à vice-prefeito em Aracaju e está muito envolvido com a campanha, e obviamente não irá se distanciar do povo neste momento assumirá a cadeira, o empresário Laércio Oliveira. Segundo os empresários, essa é a chance que a categoria tem de poder contar com a representatividade do líder empresarial no Congresso Nacional. “Tenho certeza que o segmento dos Prestadores de Serviços irá ganhar muito com esta mudança”. Afirmou um empresário bastante conhecido em nossa cidade. Já pensou se Pedrinho resolvesse assumir o mandato agora? Passaria a impressão que a candidatura é de brincadeirinha, já que assumindo ele teria que cumprir com o trabalho parlamentar em Brasília, deixando de lado a campanha em Aracaju…

 

Parece piada, mas é a pura verdade I

De um leitor devidamente identificado: “Veja essa:  dia 02 de julho, perto de meio dia, toca o telefone na residência da nossa família em Capela. Atende minha irmã, que completava 73 anos. Do outro lado, uma voz feminina diz, “aguarde um momento que o Deputado Mendonça Prado vai falar”. E aí entra a voz do Deputado, desejando felicidades, muitos anos de vida, saúde, paz, etc. Era aniversário da minha irmã que pasma, não sabia o que responder, surpresa com a ligação, pois não conhece Mendonça, nunca votou nele, não tem ninguém na família que tenha votado ou contato com ele; ela inclusive sequer lembra se algum dia já o viu pela TV.  Pergunto, como o Deputado conseguiu o numero do telefone da nossa casa no interior? Há, ela é professora do Estado aposentada, portanto servidora do quadro de inativos, cujo cadastro completo, com todos os dados fica na Secretaria de Administração. Será que o cadastro geral dos servidores, (é na Administração que faz a folha e administra o quadro de pessoal do Estado), por um lapso, um pequenino descuido, um acesso por engano, terminou no computador do comitê do Mendonça? Um detalhe, não podem alegar que foi consultando a lista telefônica, pois ali não consta data de aniversário e nesse caso, a linha está em meu nome. A  discussão desse fato em família gerou momentos de gargalhadas, gozações e até gaiatices de uma vizinha que disse: “se ele é candidato em Aracaju e está ligando pra Capela, aqui é que ele não conseguirá nada”.

 

Parece piada, mas é a pura verdade II

Pelo que o leitor narrou somente através do cadastro da Secretaria de Estado da Administração as informações da irmã dele – aposentada do Estado –  poderiam ser descobertas. Pergunta-se ao Ministério Público Eleitoral. Estas informações dos cadastros dos servidores – ativos e inativos – não são dados do serviço público que devem ser manuseados pelos gestores públicos, apenas para serviços daquela pasta? Como Mendonça Prado foi secretário da Administração no governo passado está claro que ele tem uma cópia do cadastro. Isto é correto? Qualquer político ou candidato tem o direito de chegar lá e pedir o cadastro dos servidores? Ele está à disposição de todos? Não configura-se em improbidade administrativa usar um cadastro que estava à disposição de um gestor público politicamente? Com a palavra os responsáveis pela Justiça Eleitoral.

 

Sobre a nota onde juíza dá ganho de causa a Almeida Lima

Ontem, 10, foi publicada neste espaço nota do site Nenoticias (devidamente identificada), sobre o caso das pichações em Aracaju e uma decisão da justiça. A assessoria jurídica do candidato Edvaldo Nogueira esclareceu os seguintes pontos:

1. A juíza Patrícia atua junto à 36ª Zona Eleitoral; 2. Fora acolhida apenas a preliminar de ilegitimidade PASSIVA. A Julgadora rechaçou a preliminar de ilegitimidade ATIVA, confirmando a possibilidade de ajuizamento da demanda por parte do PCdoB;3. O parecer do Ministério Público Eleitoral, de fato, fora favorável pela procedência da Representação, embora o trecho colacionado na matéria não seja de sua autoria, mas sim, retirado da peça Inicial do Representante (PCdoB); 4. O PCdoB estará apresentando Recurso Eleitoral ainda no dia de ontem,10.

 

Palestra do DEM

O Partido Democratas (25) realiza, às 17 horas desta sexta-feira (11), no salão Dourado do Hotel Aquários, uma palestra sobre “Reforma urbanística da cidade de Aracaju”, que será ministrada por Cássio Tanigushi, ex-prefeito de Curitiba, capital do estado do Paraná. Juntamente com o ex-governador do Paraná, Jaime Lerner, e o ex-prefeito de Aracaju e ex-governador do Estado de Sergipe, João Alves Filho, Tanigushi foi um dos pioneiros no planejamento urbanístico vigente na capital sergipana. O evento contará com a presença do deputado federal Mendonça Prado, candidato a prefeito de Aracaju e do também deputado federal e candidato a vice-prefeito, Pedro Valadares.

 

Resposta:Mordomia para Floro no Hospital da PM I

Do diretor Geral do HPM, coronel Everaldo Alves: “Quanto à matéria publicada no dia 10 de julho nesta respeitosa coluna, com o intuito de melhor esclarecer os fatos informo que:  o Sr. Floro Calheiros está de fato internado em uma suíte no HPM, tendo como objetivo maior facilitar o policiamento executado pelos agentes penitenciários e policiais militares que fazem a guarda do Sr. Floro. Floro na suíte? A princípio parece um despropósito, no entanto, ao se observar o aspecto técnico, verifica-se que é a melhor solução, afinal o deixa isolado e afastado dos demais pacientes internados, nas enfermarias e apartamentos, isolar o paciente em uma suíte, é apenas uma vaga de internação, isolar uma enfermaria inteira para um paciente, significa perder 06 leitos para internação, quanto a escolha entre apartamento e suíte, optou-se pela suíte por esta possuir uma ante-sala facilitando a atuação dos funcionários públicos que executam o serviço de guarda prisional, deve-se salientar que quanto ao ar condicionado, as enfermarias E e F possuem ar condicionado e projeta-se colocar em funcionamento o ar condicionado em todas as enfermarias, quanto às visitas elas ocorrem de acordo com o horário do hospital, e o Sr. Floro não possui acompanhante”.

 

Resposta:Mordomia para Floro no Hospital da PM II

Continua o diretor Geral do HPM:È relevante informar que existe a pretensão deste hospital em construir uma enfermaria prisional, inclusive existe projeto e já consta no Plano Plurianual de 2008, a existência da enfermaria prisional evitaria este tipo de celeuma, em que uma decisão técnica parece a primeira vista uma cessão de privilégio, assim  frisa-se que este funcionário público estadual objetiva auxiliar o Governo do Estado da melhor maneira possível, e acredita que em momento algum deixou de atuar de forma correta, tentando preservar a ordem pública e auxiliar os demais segmentos que formam o Estado, como os componentes do Sistema Judiciário e Prisional.  Ao se colocar o Sr. Floro na suíte objetivou-se preservar esta instituição, o paciente, e os funcionários que compõe a guarda do mesmo”. Cel QOSPM Everaldo Alves dos Santos – Diretor Geral do HPM/LB. 

 

Eleição acirrada em Dores

O município de Nossa Senhora das Dores terá uma das eleições mais acirradas deste ano. Lá, três candidatos estão disputando “palmo a palmo” o voto do eleitorado. Se antes a situação do candidato José Neto, do PDT, era confortável, com o acordo entre Aldon, do PSB (candidato a prefeito), e Dr. Gilberto, do PT (candidato a vice) as pesquisas demonstram o acirramento da disputa, incluindo ai o candidato do PMDB, José Américo. A eleição será decidida em detalhes, quem errar menos leva a Prefeitura…

 

Agenda dos Candidatos – Aracaju

A partir de hoje, 11, este espaço publicará a agenda diária dos cinco candidatos a prefeito em Aracaju. O espaço está disponível para a assessoria de todos os candidatos. Os que não tiverem suas agendas publicadas é porque não enviaram. Coligação – Aracaju, Mudança pra Valer – 21 – Agenda do candidato do PCB, Anderson: pela manhã: panfletagem no sinal de trânsito da Avenida barão de Maruim com Ivo do Prado; às 12hs, corpo a corpo no terminal de ônibus da Atalaia. Pela tarde: caminhada no bairro Porto Dantas e às 18hs corpo a corpo no terminal de ônibus da rodoviária velha. A noite panfletagem no sinal de transito do restaurante “O Miguel” e caminha na orla. (Obs: os demais candidatos não enviaram suas agendas).

 

Veiculo do TC acima dos 100 quilômetros na Beira Mar

Ontem, 10, por volta das 14h40, o motorista  do Vectra de cor preta, do Tribunal de Contas, com  a placa TC-006 – estava com muita pressa na Avenida Beira Mar, em frente a Codevasf. O veículo trafegava a mais de 100 quilômetros cortando os outros carros pela direita e nem mesmo o sinal fez com que o motorista reduzisse a velocidade. Será que  o TC também está imune a determinação dos 60 quilômetros?

 

Iluminação da ponte Aracaju/Barra

De um leitor: “Faz algum tempo que venho notando que está havendo descaso por parte do DER com a iluminação da ponte Aracaju-Barra. As luzes estão quase que completamente apagadas e em quase nada lembra, a beleza da sua inauguração,  observando atentamente, parece que as luzes já não são as mesmas da inauguração e que foram substituídas por outras de qualidade inferior. Assisti uma entrevista do diretor do DER algumas semanas atrás e ele disse que durante o mês de junho o problema estaria resolvido, no entanto já estamos em julho e nada mudou. Um dos mais belos cartões postais de Aracaju está as escuras!”

 

Cultura lança dicionário sobre os 2 séculos de artes visuais em Sergipe

Em um dicionário sobre os dois séculos de artes visuais em Sergipe, enfocando o passado e o presente, a concepção e o estilo de cada artista, a Secretaria de Estado da Cultura estabelece novos parâmetros para a sua produção editorial. A obra com 130 nomes ligados ao universo das artes visuais, telas, fotografias e esculturas, será lançada nesta terça-feira, dia 15, às 17h, na Biblioteca Pública Epifânio Dória.O projeto 2 Séculos de Artes Visuais em Sergipe foi desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cultura a partir do edital “Conexões Artes Visuais”, do MinC, FUNARTE, com o patrocínio da Petrobras. A obra contém verbetes que enfocam de forma resumida o perfil do artista desde o século XIX até os dias atuais.A pesquisa foi realizada entre outubro e dezembro do ano passado, pelas especialistas em artes visuais, Paula Regina Cordeiro dos Santos e Daniele Virgini Santos Guimarães, sob a supervisão do artista plástico, Elias Santos, do arquiteto José Walter Teles Chou e da diretora da Asplan da SEC, Silvane Santos Azevedo

 

Frase do Dia

“Costumo voltar atrás, sim. Não tenho compromisso com o erro”. Juscelino Kubitschek.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais