Seja voluntário na luta contra a Aids

0

A AIDS já está completando 32 anos no mundo. No início da epidemia, houve muito pânico gerando atitudes de discriminação. Em consequência, ocorreu uma grande mobilização de pessoas e instituições que se comprometeram em enfrentar o preconceito e diminuir a discriminação. Hoje, observamos que está ocorrendo uma queda do ativismo na luta contra a AIDS, mas, por outro lado, a epidemia da doença continua aumentando.
A expansão da AIDS está ocorrendo, principalmente, em pessoas que vivem em situação de pobreza, o que leva a necessidade de uma maior participação da sociedade no apoio às pessoas que vivem com HIV/AIDS. Também o crescimento da epidemia mostra a necessidade do maior envolvimento da sociedade nas ações de prevenção na comunidade onde cada pessoa reside, no local de trabalho, nos sindicatos de classe, nas instituições públicas, nas organizações da sociedade civil e associações de moradores.
Segundo definição das Nações Unidas, "o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social, ou outros campos…”.
O trabalho voluntário é uma ação de cidadania e solidariedade, que traz realização pessoal para quem o faz. Ser voluntário é dedicar espontaneamente parte do seu tempo para trabalhar em prol do bem social e comunitário. Trabalhar como voluntário é também um aprendizado, já que com ele aprendemos a dividir melhor nosso tempo, conhecemos pessoas de realidades muito diferentes da qual se está acostumado, assumindo assim uma postura responsável por uma sociedade menos desigual.
A Secretaria de Estado da Saúde, através da Gerência de DST/AIDS está iniciando a formação de um grupo de voluntários denominado “AMIGOS DA PREVENÇÃO E CIDADANIA” que serão capacitados para atuarem em várias áreas ligadas a ações de prevenção e cidadania. As áreas de atuação serão: Campanhas de Prevenção junto à comunidade, em locais de trabalho e junto às populações específicas; Ações de apoio e assistência às pessoas que vivem com HIV/AIDS (Visitas domiciliares, hospitalares, etc.); Voluntário das Casas de Apoio que assistem pessoas vivendo com HIV/AIDS e outras ONG/AIDS; Voluntário online para divulgação de boas práticas de prevenção e solidariedade nas redes sociais.
Na próxima terça-feira, dia 27 de maio, das 8 às 17 horas, será realizada uma capacitação para a formação do primeiro grupo de voluntários, no auditório da FUNESA, na Travessa Basílio Rocha, nº 33, Getúlio Vargas, Aracaju/SE (próximo à antiga Estação Ferroviária da Leste).  Serão inscritas 50 pessoas. A inscrição poderá ser feita através do telefone da Gerência Estadual de DST/AIDS (3226-8322) ou pessoalmente, no Edifício Maria Feliciana (Edifício Banco do Estado de Sergipe), 18°andar, no centro de Aracaju. Também pode ser feita através do e-mail: jalmirs@infonet.com.br; joseaugusto.oliveira@saude.se.gov.br.
Enfrentar a epidemia de AIDS não é só obrigação do governo. A sociedade civil precisa também fazer a sua parte. Participe do grupo “AMIGOS DA PREVENÇÃO E CIDADANIA”. Você pode contribuir com suas habilidades, talentos ou simplesmente com sua vontade de ajudar.  Seu trabalho pode ajudar a melhorar a vida de pessoas com HIV/AIDS e a diminuir a vulnerabilidade de muitas pessoas que estão expostas à infecção pelo HIV.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários