Últimos dias

0

Prefeitos não reeleitos e que não conseguiram fazer o sucessor serão apeados do poder nos próximos dias. Daqui a uma semana, as prefeituras receberão novos inquilinos para administrar os destinos dos municípios pelos próximos quatro anos. Em Aracaju a mudança será radical, pois o grupo que governou a capital por quase 30 anos passará o bastão para João Alves Filho (DEM). A expectativa dos aracajuanos é a de que o demista retorne reciclado ao poder para honrar todas as promessas feitas durante a campanha eleitoral. Todos esperam que, entre outras coisas, ele melhore a educação, equacione os problemas de saúde, dê um basta na violência urbana e, principalmente, garanta à população um transporte urbano de excelente qualidade.

MP de olho

O Ministério Público Estadual promete fazer uma devassa nas contas de todas as Organizações Não Governamentais que recebem verbas de subvenção da Assembleia Legislativa. O procurador-geral do MPE, Orlando Rochadel, disse ao semanário Cinform que o órgão dirigido por ele não dialoga com a oposição. Aguardemos, portanto!

Show mantido

Muito abalada com a morte da mãe, Dona Canô, a cantora Maria Bethânia adiou as apresentações que faria em Porto Alegre nos próximos dias 8 e 9, na turnê "Carta de Amor". Segundo publica hoje o jornal Folha de São Paulo, o próximo compromisso da cantora está marcado para o dia 22 de janeiro, em Aracaju, e segue mantido na agenda da artista.

Favorito

E quem se considera favorito na disputa pela presidência da Câmara de Aracaju é o vereador pastor Jony (PRB). Há quem garanta que ele já conta com o apoio da maioria dos votos. Até o dia 1º, porém, muita água rolará por debaixo da ponte, pois o prefeito eleito João Alves Filho deseja ver na presidência do Legislativo um parlamentar do DEM. Político, Jony discursa dizendo desejar ser presidente da Câmara, “e não de João, Amorim, ou Déda”.

Tá no páreo

Apesar de só ter elegido três vereadores, o PT não abre mão da disputa pela presidência da Câmara de Aracaju. Pelo menos é o que garante o presidente do partido na capital, Usiel Rios. Segundo ele, na reunião que o diretório realiza nesta quarta-feira será definido o nome para disputar o principal cargo do Legislativo. O mais cotato é o atual presidente da Câmara, Emmanuel Nascimento.

Fuleragem

Enquanto boa parte da população enfrenta dificuldades para conseguir água e alimentação, o prefeito eleito de Carira, Diogo Machado (PSD), vai receber mensalmente R$ 24 mil. Reajustado em 71%, o exagerado salário rendeu matéria em O Globo. O jornal carioca lembra que as verbas da prefeitura estão bloqueadas para garantir o pagamento dos servidores.

Muita grana

Quem acertar sozinho a Mega da Virada vai embolsar a ninharia de R$ 230 milhões, o maior prêmio da história das loterias da Caixa Econômica Federal. As apostas poderão ser feitas até as 14h do próximo dia 31. A bolada será sorteada em qualquer hipótese. Mesmo que ninguém acerte as seis dezenas, o prêmio vai para quem fizer cinco dezenas e assim por diante. E aí, vai jogar?

Otimista

Apesar dos efeitos da crise econômica mundial, 2012 foi um bom ano para a economia sergipana. É o que o secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Saumíneo Nascimento. Ele está otimista com 2013 e diz que o governo deve anunciar em breve dois novos empreendimentos em setores bastante competitivos e que vão gerar muitos empregos no estado. Legal!

Agonizando

Após quatro anos de monitoramento do rio e das obras de transposição de parte das águas do São Francisco, o biólogo José Alves Siqueira e outros 99 pesquisadores alertam que o rio está em processo de "extinção inexorável". É o que publica hoje a Folha de São Paulo. Alves Siqueira integra a equipe contratada pelo governo federal para fazer o inventário da flora e da fauna ao longo de todo o trecho da obra.

Do baú político

A coluna se socorre com o jornalista Sebastião Nery para publicar mais um baú político. Em seu livro “350 Histórias do Folclore Político”, ele narra o seguinte fato: “Derrotado por Jânio na convenção da UDN, Juracy Magalhães exigiu, para não dividir o partido, que o candidato a vice-presidente fosse o senador Leandro Maciel. Jânio engoliu Leandro. Um mês depois, renunciou à candidatura, deixou a direção da UDN em pânico. Explicava: ‘Eu não posso carregar esse ataúde de chumbo’. E só voltou quando Leandro foi trocado por Milton Campos. No fim da campanha, Jânio passou por Aracaju e se hospedou exatamente na casa de Leandro. Apareceu na sala uma garotinha de cinco anos, muito viva, Ana Zulmira. Jânio a suspendeu nos braços, tirou a vassourinha dourada da lapela e deu à garota. A menina não aceitou: ‘Não quero não. Depois que o senhor fez aquela sujeira com o vovô Leandro, passei para o Lott. Agora só quero espada’”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais