Adema emite Licença para Assentamento Agroextrativista

0

Atividades de apicultura podem ser desenvolvidas no assentamento
Na última semana, a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) expediu, pela 1ª vez no Estado a Licença de Instalação e Operação para o Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE), oriundo do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A área a ser trabalhada pelos assentados tem uma extensão de pouco mais de 610 hectares.

De acordo com o superintendente do Incra, Jorge Jatobá, a partir do assentamento agroextrativista as famílias beneficiadas passam a ter acesso a políticas públicas de incentivo à produção e melhoria da qualidade de vida, como os créditos para a compra de insumos produtivos e para a construção ou reforma da casa própria.

“Com o projeto eles poderão desenvolver atividades de apicultura, piscicultura, entre outras que chagarão por meio de parcerias. Poderão também,  construírem suas casas de concreto, deixando agora a casa de barro e palha no chão que residem”, explica Jatobá.

Os assentados do São Sebastião formam 28 famílias, num total de aproximadamente 200 pessoas, entre adultos e crianças. Todos vivem atualmente do que plantam e do pouco que comercializam com a popa da mangaba, colhida nas terras onde vivem.

Fonte: Adema

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais